A lasanha vegetariana da Rita Lobo que eu provei e aprovei! Nham Nham!

Sou uma pessoa que não se preocupa muito em jantaaaar. Faço um lanchinho – uma tapioca, uma torrada, uma saladinha – e está de bom tamanho. Mas sou casada, e meu respectivo marido, embora seja um doce de compreensão neste e em muitos outros quesitos da vida conjugal, vez ou outra vê seu organismo de homem falar mais alto e me pergunta o que tem para o jantar. E quando ele fala em jantar, fala em comida. Carreteiro, arroz, feijão, sabe assim? Com a correria do dia a dia, acabo passando feito um raio pela cozinha e digo para a Rosa fazer o tal carreteiro, arroz e feijão. Daí chega à noite e não quero comer.

bento1ELA É MUITO CAÓTICA

Foi por isso que ontem, resolvi abrir mão de fazer algumas coisinhas para pesquisar alguma receita de jantar que me desse vontade de comer. Alguma coisa que ficasse no meio do caminho entre um lanche e um prato principal. Entrei no Google direto no site Panelinha, da Rita Lobo. Procurei por receitas vegetarianas e foi então que apareceu diante dos meus olhos a lasanha de berinjela e ricota.

Olha!

300372_MNHAM NHAM!!!!
Escreve a Rita na receita: “Que tal fugir da lasanha tradicional e provar uma versão levíssima e saborosa? A de berinjela é especial por não levar massa e ter ricota no molho. Folhinhas de manjericão frescas, um fio de azeite e pimenta-do-reino moída na hora dão o charminho final”

happy_womanÉ ISSO!!

Comprei os ingredientes que faltavam e trouxe para a Rosa. Imprimi a receita e deixei na cozinha. Saí para fazer uma série de coisas na rua. Quando cheguei em casa, a lasanha recém feitinha perfumava todo o ambiente.
– Meu Deus, Rosa!! Que cheirinho bom!!
– Ficou linda a lasanha, Dona Mariana – ela contou, feliz da vida.
Fui correndo até a cozinha dar uma bisbilhotada.

Olha!

lasanhaOOOOOOOOHHHHHHHH!!!

Fiquei muuuito emocionada! À noite, saltitava de alegria com a perspectiva de oferecer um jantarzinho que prometia e que também me dava vontade de comer. Se ficou bom? Ficou ótimo! Lembra as pasqualinas uruguaias. Vou almoçar lasanha de berinjela e ricota daqui a pouco de novo, acompanhada de uma saladinha – e vou dizer mais: fica boa até para comer gelada naqueles momentos de fome repentina em que a gente abre a geladeira desesperada e tira um naco de qualquer coisa para devorar com a mão mesmo, sabe assim?

Olha quantos nacos eu já tirei!

lasanha2OOOOOOOOOOHHHHHHHHH!!!!!

bento1NÃO DEU NENHUM PRA MIM

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.