A noiva do Chunky

Não foi algo gradativo. Foi radical mesmo. De uma hora para outra, peguei uma espécie de aversão por salto para o dia a dia. É herança da minha temporada na Espanha. O saldo da viagem é que cheguei a Barcelona com um sortimento de sapatos e botas de salto alto e acabei deixando tudo por lá.

SEM DÓ NEM PIEDADE

Acredito que salto combina com duas coisas:
1) Estilo de vida
2) Estado de espírito.
Antes de morar na Espanha, morava em São Paulo. Praticamente não caminhava, pois passava cerca de uma hora dentro do carro para chegar à redação, virava dias (e muitas vezes noites) dentro da redação, pegava o carro e demorava outra hora e tanto para voltar para casa.

A GENTE QUASE NÃO SE VIA

Na Espanha, tudo mudou. Troquei o carro pela bicicleta e pelas caminhadas – e, em dias de chuva, pelo metrô. Em um mês, eu clamava por uma dúzia de Havaianas – favor que minha mãe me fez colocando no Sedex uma de cada cor.

EU TINHA TOOOOODAS!!

Havaianas é algo super cool na Europa. As pessoas saem de noite de Havaianas, vão para a aula de Havaianas. Dependendo da profissão, trabalham de Havaianas. Aqui, se vê muito pouco isso. Defendo a tese de que basta saber usar um par de Havaianas para ganhar permissão para ir com ela aonde der e vier.

Alguma objeção?!

Alguma objeção?!

Alguma objeção!?

Amanda Seyfried in Havaianas
Alguma última objeção!?

Sábado desses, fomos almoçar ali nas mesinhas da rua do Le Bistrot – e o Chico peguntou para mim: “Tu acha que eu posso ir de Havaianas”?

POR QUE NÃO?

Tudo é uma questão de equilíbrio. Com uma bermuda bacana e uma camisa polo ou de botão, claro que sim. Agora, com uniforme de time de futebol, óbvio que não. Aliás, nenhum homem em nenhum lugar do mundo deveria ter permissão para sair de casa com uniforme de time de futebol. Ou de qualquer outro time que seja.

NÃO, BARCOS
ISSO NÃO É LEGAL FORA DO ESTÁDIO

Voltando ao foco inicial: saltos. Não consigo mais usar salto no dia a dia. Machuca, cansa. E não tem coisa mais feia do que uma mulher se arrastando em cima de um salto só para ganhar uns 6 centímetros a mais. Melhor, muuuito melhor, manter a postura em cima de uma sapatilha.

JÁ DIZIA BRIGITTE BARDOT

Como tenho verdadeiro fascínio por sapatilhas, passo bisbilhotando novas e velhas marcas. Uma delas é a italiana ANNIEL. Ela é dividida em várias linhas.

QUERO TODAS!
Saiu a preta cortada…

A partir do molde das sapatilhas, os designers da Anniel também criam outros tipos de calçados.

OLHA!
BOTINHA!


OLHA!
QUENTINHA!

Estou naqueles dias em que começo a falar de uma coisa e acabo em outra bem diferente. Eu não ia falar de Havaianas nem de sapatilhas. Eu comecei este post porque eu ia falar do Chunky-heel.

HÃ!?
CHUNKY O QUÊ, MARIANA?

CHUNKY-HEEL!!

UM TIPO DE SALTO HORROROSO!

SÓ PERDE PARA O CREEPER!

CREEPER!!!
ARRRRGHH!!

NÃO USO CREEPER NEM MORTA!


PODE EXPLICAR MELHOR ESSE CHUNKY-QUALQUER-COISA, MARIANA?!


ME DÁ SÓ UM MINUTINHO…

Chama-se Chunky-heel.
Possui uma plataforma grossíssima.
É uma das tendências do inverno.
Vai estar em todas as vitrines.

EU JÁ COMPREI OMEPRAZOL PRA SUPORTAR

TODAS AS MARCAS FIZERAM SEUS MODELOS

TU PODE PARAR COM O FIASCO E MOSTRAR?

ME DÁ SÓ UM MINUTINHO


CHUNKY-HEEL!!!


CHUNKY-HEEL!!!


MAS O CARNAVAL JÁ NÃO ACABOU, MARIANA??!!


GRACYANNE BARBOSA!!!

CHUNKY-HEEL!!!


 

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

38 Comentários
  1. Oi Mari!
    Fico duplamente feliz com teu post:
    1) Sou fisioterapeuta, trabalho com pessoas com problema de coluna e também sou contra o uso do salto alto diariamente, por motivos óbvios;
    2) Como tb odeiiiioo usar salto em função da dor e do desconforto, trabalho de havaianas. Uso roupa branca pra trabalhar, então fica bem mais fácil de coordenar tanto os chinelos, como as sandálias e as alpargatas . Sinto falta de uma mega loja Havaianas, como a de São Paulo!

  2. Oi Mari!
    Fico duplamente feliz com teu post:
    1) Sou fisioterapeuta, trabalho com pessoas com problema de coluna e também sou contra o uso do salto alto diariamente, por motivos óbvios;
    2) Como tb odeiiiioo usar salto em função da dor e do desconforto, trabalho de havaianas. Uso roupa branca pra trabalhar, então fica bem mais fácil de coordenar tanto os chinelos, como as sandálias e as alpargatas . Sinto falta de uma mega loja Havaianas, como a de São Paulo!

  3. Mariana!
    Comecei a acompanhar teu blog há pouco, através da pg do Donna no facebook.
    E estou adorando o jeito como tu escreves. Até já adoro teu cachorrinho…
    Ótimo trabalho!
    Abraço.
    Gracielli Mainardi

  4. Mariana!
    Comecei a acompanhar teu blog há pouco, através da pg do Donna no facebook.
    E estou adorando o jeito como tu escreves. Até já adoro teu cachorrinho…
    Ótimo trabalho!
    Abraço.
    Gracielli Mainardi

  5. Mariana!
    Comecei a acompanhar teu blog há pouco, através da pg do Donna no facebook.
    E estou adorando o jeito como tu escreves. Até já adoro teu cachorrinho…
    Ótimo trabalho!
    Abraço.
    Gracielli Mainardi

  6. Mariana!
    Comecei a acompanhar teu blog há pouco, através da pg do Donna no facebook.
    E estou adorando o jeito como tu escreves. Até já adoro teu cachorrinho…
    Ótimo trabalho!
    Abraço.
    Gracielli Mainardi

  7. Mari, tb acho feio o Chunky-Heel (ou seria Hell? hehe), mas minhas amigas plus size curtem um salto mais grosso e plataforma por dar mais apoio para o corpo mais pesado. Tem uma amiga que está feliz da vida com a possibilidade de mil saltos grandes nas lojas ;)

    Bjs para ti e o Bento!

  8. Mari, tb acho feio o Chunky-Heel (ou seria Hell? hehe), mas minhas amigas plus size curtem um salto mais grosso e plataforma por dar mais apoio para o corpo mais pesado. Tem uma amiga que está feliz da vida com a possibilidade de mil saltos grandes nas lojas ;)

    Bjs para ti e o Bento!

  9. Quem é chic é chic até de havaianas, sapatilhas, rasteirinhas… Porém, moro em Caxias e vou com frequência a Porto Alegre e é bem mais tranquilo ir a um shopping de havaianas em Poa do que aqui onde todo mundo anda “pendurado” num salto estratosférico e quem não esta usando um é visto como extraterreste.
    E concordo que é muito mais elegante uma mulher de sapatilhas do que de salto sem conseguir se equilibrar.

  10. Quem é chic é chic até de havaianas, sapatilhas, rasteirinhas… Porém, moro em Caxias e vou com frequência a Porto Alegre e é bem mais tranquilo ir a um shopping de havaianas em Poa do que aqui onde todo mundo anda “pendurado” num salto estratosférico e quem não esta usando um é visto como extraterreste.
    E concordo que é muito mais elegante uma mulher de sapatilhas do que de salto sem conseguir se equilibrar.

  11. DE SALTO ALTO
    Sou baixinha e como dizia Elis Regina, meu problema são dez centímetros. Penso nisso cada vez que vou no super e não alcanço naquela marca de milho de latinha que gosto e tenho que pedir ajuda a alguém mais alto, que ande por perto, para me auxiliar a resgatá-lo. Ficar sem salto é uma aprendizagem, é experimentar outro estilo de vida e volta e meia tento me adaptar. Havaiana virou chique e depois de uma festa dançando com salto alto todas querem uma, inclusive virou lembrancinha de aniver, 15 anos por ex. Observo que em certos lugares que frequentamos ficamos preocupados em nos ajeitar melhor e volta e meia deparamos com pessoas vestidas de forma simples, que acabam ficando adaptadas ao ambiente. Assim vamos aprendendo que a simplicidade é valorizada e bem mais agradável, pode também transformar a moda, onde toda a lenda de nossos velhos hábitos se dilui.

  12. DE SALTO ALTO
    Sou baixinha e como dizia Elis Regina, meu problema são dez centímetros. Penso nisso cada vez que vou no super e não alcanço naquela marca de milho de latinha que gosto e tenho que pedir ajuda a alguém mais alto, que ande por perto, para me auxiliar a resgatá-lo. Ficar sem salto é uma aprendizagem, é experimentar outro estilo de vida e volta e meia tento me adaptar. Havaiana virou chique e depois de uma festa dançando com salto alto todas querem uma, inclusive virou lembrancinha de aniver, 15 anos por ex. Observo que em certos lugares que frequentamos ficamos preocupados em nos ajeitar melhor e volta e meia deparamos com pessoas vestidas de forma simples, que acabam ficando adaptadas ao ambiente. Assim vamos aprendendo que a simplicidade é valorizada e bem mais agradável, pode também transformar a moda, onde toda a lenda de nossos velhos hábitos se dilui.

  13. DE SALTO ALTO
    Sou baixinha e como dizia Elis Regina, meu problema são dez centímetros. Penso nisso cada vez que vou no super e não alcanço naquela marca de milho de latinha que gosto e tenho que pedir ajuda a alguém mais alto, que ande por perto, para me auxiliar a resgatá-lo. Ficar sem salto é uma aprendizagem, é experimentar outro estilo de vida e volta e meia tento me adaptar. Havaiana virou chique e depois de uma festa dançando com salto alto todas querem uma, inclusive virou lembrancinha de aniver, 15 anos por ex. Observo que em certos lugares que frequentamos ficamos preocupados em nos ajeitar melhor e volta e meia deparamos com pessoas vestidas de forma simples, que acabam ficando adaptadas ao ambiente. Assim vamos aprendendo que a simplicidade é valorizada e bem mais agradável, pode também transformar a moda, onde toda a lenda de nossos velhos hábitos se dilui.

  14. DE SALTO ALTO
    Sou baixinha e como dizia Elis Regina, meu problema são dez centímetros. Penso nisso cada vez que vou no super e não alcanço naquela marca de milho de latinha que gosto e tenho que pedir ajuda a alguém mais alto, que ande por perto, para me auxiliar a resgatá-lo. Ficar sem salto é uma aprendizagem, é experimentar outro estilo de vida e volta e meia tento me adaptar. Havaiana virou chique e depois de uma festa dançando com salto alto todas querem uma, inclusive virou lembrancinha de aniver, 15 anos por ex. Observo que em certos lugares que frequentamos ficamos preocupados em nos ajeitar melhor e volta e meia deparamos com pessoas vestidas de forma simples, que acabam ficando adaptadas ao ambiente. Assim vamos aprendendo que a simplicidade é valorizada e bem mais agradável, pode também transformar a moda, onde toda a lenda de nossos velhos hábitos se dilui.

  15. Concordo que salto todo dia não dá. Pior é pra quem pega busão querendo pagar de madame, mas mal se aguenta de pé. Sou total a favor de havaianas, sapatilha e qq sapato sem alto ?
    Salto alto só em eventos dignos de tapete vermelho e olhe lá….
    A cantora Robyn usou esse sapato ano passado no Grammy e só agora é tendencia por aqui… podia muito bem nunca ter saído de fábrica!
    Chega de breguiceeeeeeee

  16. Concordo que salto todo dia não dá. Pior é pra quem pega busão querendo pagar de madame, mas mal se aguenta de pé. Sou total a favor de havaianas, sapatilha e qq sapato sem alto ?
    Salto alto só em eventos dignos de tapete vermelho e olhe lá….
    A cantora Robyn usou esse sapato ano passado no Grammy e só agora é tendencia por aqui… podia muito bem nunca ter saído de fábrica!
    Chega de breguiceeeeeeee

  17. Ontem uma amiga,dona de uma loja de sapatos me apresentou ao creeper…jesus não sabia que cara eu fazia e o quê eu falava, é “medonho” não uso nem sob tortura!!!
    De quem será que foi essa brilhante criação??? Me dá um Dramin por favor, tô nauseada!!! E esse chunky, ainda não fui apresentada e prefiro ficar assim,mantendo a maior distância possível! Outro Dramin por favor…

  18. Ontem uma amiga,dona de uma loja de sapatos me apresentou ao creeper…jesus não sabia que cara eu fazia e o quê eu falava, é “medonho” não uso nem sob tortura!!!
    De quem será que foi essa brilhante criação??? Me dá um Dramin por favor, tô nauseada!!! E esse chunky, ainda não fui apresentada e prefiro ficar assim,mantendo a maior distância possível! Outro Dramin por favor…

  19. Oi Mariana. Com 1,83m aprendi a usar sapatilhas desde sempre e me sinto abslutamente linda com elas, havaianas ou seja lá o que for… Me chama a atenção como tantas pessoas usam qualquer coisa que não gostam por estar na moda, e os sapatos conseguem ser alvo de histeria coletiva , com filas de espera por modelos “de cravar”. Viva o conforto e o bom senso!

  20. Oi Mariana. Com 1,83m aprendi a usar sapatilhas desde sempre e me sinto abslutamente linda com elas, havaianas ou seja lá o que for… Me chama a atenção como tantas pessoas usam qualquer coisa que não gostam por estar na moda, e os sapatos conseguem ser alvo de histeria coletiva , com filas de espera por modelos “de cravar”. Viva o conforto e o bom senso!

  21. Meu Deus! Parece os sapatos usados no filme – Priscila: a Rainha do Deserto!!!!! Amo sapatilha e também concordo que, quase sempre, elas são mais elegantes do que um salto desequilibrante!!!

  22. Meu Deus! Parece os sapatos usados no filme – Priscila: a Rainha do Deserto!!!!! Amo sapatilha e também concordo que, quase sempre, elas são mais elegantes do que um salto desequilibrante!!!

  23. Tenho 1,78m e uso pouco salto devido à minha altura e também ao desconforto. Tenho uma amiga baixinha que usa saltos gigantes, para suportar ela caminha se apoiando nas pessoas que estão acompanhando ela. Tadinha! Zero glamour!

  24. Tenho 1,78m e uso pouco salto devido à minha altura e também ao desconforto. Tenho uma amiga baixinha que usa saltos gigantes, para suportar ela caminha se apoiando nas pessoas que estão acompanhando ela. Tadinha! Zero glamour!

  25. AMEI! Acho que essas modas de saltão alto e grosso deveriam ser proíbidas, morro de pena dos pés que são obrigados a se manter em cima deles. Não há nada melhor que havainas para o dia-a-dia e sapatilhas são chiquérrimas, deixam a gente linda e confortável e pode-se criar mil e tantos visuais diferentes com elas. Eu nunca fui muito fã de salto alto, mas depois que virei mãe, dei mais valor ainda para uma boa sapatilha e um bom par de havaianas.

  26. AMEI! Acho que essas modas de saltão alto e grosso deveriam ser proíbidas, morro de pena dos pés que são obrigados a se manter em cima deles. Não há nada melhor que havainas para o dia-a-dia e sapatilhas são chiquérrimas, deixam a gente linda e confortável e pode-se criar mil e tantos visuais diferentes com elas. Eu nunca fui muito fã de salto alto, mas depois que virei mãe, dei mais valor ainda para uma boa sapatilha e um bom par de havaianas.

  27. Ai DETESTOOOO esses saltos também Mari, acho muito grosseiros e de fato tem aparecido cada vez mais esses super saltos – mas eu nunca vi nenhum que combine com nada ou ninguém. Acho impossível usar salto alto no dia a dia, depois que inventaram a sapatilha então, sem chance! APOIADA :-)
    Bjo!

  28. Ai DETESTOOOO esses saltos também Mari, acho muito grosseiros e de fato tem aparecido cada vez mais esses super saltos – mas eu nunca vi nenhum que combine com nada ou ninguém. Acho impossível usar salto alto no dia a dia, depois que inventaram a sapatilha então, sem chance! APOIADA :-)
    Bjo!

  29. Mariana, dei grandes risadas (pra variar) lendo teu post! Essas imagens que tu colocas são hilárias e o que escreves é delicioso de ler. Concordo 100% com tudo que dizes, sempre! E que coisinha mais brega e horrorosa esses sapatos!! Sou viciada no teu blog, beijo

  30. Mariana, dei grandes risadas (pra variar) lendo teu post! Essas imagens que tu colocas são hilárias e o que escreves é delicioso de ler. Concordo 100% com tudo que dizes, sempre! E que coisinha mais brega e horrorosa esses sapatos!! Sou viciada no teu blog, beijo

  31. Esse salto saiu direto do túnel do tempo: Carmem Miranda é quem sabia das coisas…
    E uso de tudo um pouco. Quanto ao salto para o dia-a-dia, já há opções de tamanho médio, confortáveis, não tão finos, que gosto de usar, alternando com as sapatilhas, rasteiras e havaianas. Penso que os fabricantes já perceberam que tem que oferecer conforto para poder vender.

  32. Esse salto saiu direto do túnel do tempo: Carmem Miranda é quem sabia das coisas…
    E uso de tudo um pouco. Quanto ao salto para o dia-a-dia, já há opções de tamanho médio, confortáveis, não tão finos, que gosto de usar, alternando com as sapatilhas, rasteiras e havaianas. Penso que os fabricantes já perceberam que tem que oferecer conforto para poder vender.

  33. Só rindo! Não encontro nenhuma mulher usando havaianas no Shopping Iguatemi, mesmo neste verão escaldante e grudento. Nem no Zaffari. As nadaelegantes moçoilas usam scarpins de pico fino, como bruxas do sul, e echarpes no pescoço, como tísicas gordas de cabelos escorridos grudados na testa porejante. E saias compridas…Um vexame! Vivam e deixem viver, nulidades grasnantes. Em Cachoeirinha, em Sapucaia, em Canoas, em PAlegre, em NHamburgo, em SLeopoldo quem usa havaianas são os vileiros miserentos.Havaianas compradas em supermercados…Para a gauchada havaianas legais são para serem usadas nas praias, principlamente nas de SCatarina – se a sorte ajudar e o veraneio puder acontecer depois do Mampituba!

  34. Só rindo! Não encontro nenhuma mulher usando havaianas no Shopping Iguatemi, mesmo neste verão escaldante e grudento. Nem no Zaffari. As nadaelegantes moçoilas usam scarpins de pico fino, como bruxas do sul, e echarpes no pescoço, como tísicas gordas de cabelos escorridos grudados na testa porejante. E saias compridas…Um vexame! Vivam e deixem viver, nulidades grasnantes. Em Cachoeirinha, em Sapucaia, em Canoas, em PAlegre, em NHamburgo, em SLeopoldo quem usa havaianas são os vileiros miserentos.Havaianas compradas em supermercados…Para a gauchada havaianas legais são para serem usadas nas praias, principlamente nas de SCatarina – se a sorte ajudar e o veraneio puder acontecer depois do Mampituba!

  35. Mariana,

    Sou fã dos teus comentários e esse em especial sobre o conforto das Havaianas. Aliás na minha última viagem à Sampa (terra natal), comprei uma alpargatas com solado das legítimas. É muito confortável. Recomendo.

    Beijos e ótimo trabalho.

    Silvia

  36. Mariana,

    Sou fã dos teus comentários e esse em especial sobre o conforto das Havaianas. Aliás na minha última viagem à Sampa (terra natal), comprei uma alpargatas com solado das legítimas. É muito confortável. Recomendo.

    Beijos e ótimo trabalho.

    Silvia

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.