Alho traz felicidade

Minhas mãos fedem a alho e eu não acho isso ruim. Aliás, não me importo nadinha de ficar com cheiro de alho nos dedos.

amo almondegasAMO ALHO

Nunca comi tanto alho como quando morei em Barcelona. Era alho com tomate e tomate com alho. Meu primeiro jantar fora em Barcelona foi no meu primeiro dia na cidade. Após o perrengue de conseguir me acomodar no novo estúdio, como contei no meu querido livro Vida Peregrina, Bento e eu descemos as escadas do novo lar até um lugarzinho simpático, sentamos, pedimos el vino de la casa – e o garçom logo nos trouxe uma cestinha com pão, tomates inteiros e dentes de alho.

Obviamente, não sabia como comer tomates inteiros com dentes de alho inteiros.

imbecilBAITA IMBECIL

 bento clássicaNÃO ADIANTOU PERGUNTAR PRA MIM

Perguntei para o garçom, claro.
– Moço, o que eu faço com esses tomates inteiros e com esses dentes de alho?

bento clássicaCOM O VINO DE LA CASA ELA SABIA O QUE FAZER

felizHE HE HE

Ele me explicou que eu deveria partir os tomates, amassar os dentes de alho e esfregar o alho e o tomate no pão. Mas esfregar mesmo. Nada de cortar em pedacinhos e comer.

shouting-womanES-FRE-GAR

Fiquei lá, esfregando tomate e alho no pão, bebendo vinho, esfregando tomate e alho no pão, bebendo vinho.

bento clássicaEU OLHANDO

4olivia10EU AINDA NÃO EXISTIA

Em seguida, pedi uma paella. Enquanto a paella não vinha, esfregava tomate e alho e bebia vinho, esfregava tomate e alho no pão e bebia vinho. Quando a paella veio, eu comi toda a paella.

bento clássicaEU OLHANDO

E não era sobre nada disso que eu ia falar. Mas é que sempre que estou com cheiro de alho nas mãos, lembro com carinho deste dia, o primeiro dia que mudaria nossas vidas para sempre, né Bento?

bento clássicaSIM

Estou com cheiro de alho nas mãos porque ontem preparei minha especialidade, que de especial não tem nada, pois é facílimo e rápido de fazer: massa com tomate, manjericão cebola e alho. Cheguei em casa umas 8 e pouco da noite, não tínhamos o que comer e falei para o Chico que em 20 minutos nosso jantar estaria pronto. Piquei uma cebola, amassei dois dentes de alho e refoguei em azeite de oliva até eles murcharem.

amo almondegasAMO O CHEIRO DE ALHO E CEBOLA REFOGADOS

Chico perguntou se eu precisava de ajuda, e eu pedi apenas que me servisse uma taça de vino de la casa enquanto cozinhava. Uma vez murchos o alho e a cebola, temperei os tomates com sal e coloquei junto para cozinhar, mexi, mexi, coloquei um pouco de orégano, algumas alcaparras e tampei a panela, deixando em fogo brando. Em seguida, coloquei o penne da Barilla por 9 minutos para cozinhar em outra panela e ficar al dente.

bento clássicaEU FIQUEI OLHANDO

Detalhe: com esses olhos esbugalhados depois de ter jantado um pratão de carnes ao molho.

bento clássicaQUERIA DOS SÍRIOS COM MOLHO DE TOMATE

Enquanto tudo cozinhava, separei queijo ralado e azeite Colinas de Garzón, colhi algumas folhinhas de manjericão, arrumei a mesa, sintonizei no Jornal da Cultura (não assisto a essa novela horrorosa das nove nem sob protesto), dei mais uma bisbilhotada no fogão, desliguei tudo, escorri a massa, joguei dentro da panela do molho, coloquei as folhas de manjericão dentro, mexi, mexi, mexi, servi dois pratos, chamei o Chico, peguei um pão dos sírios para o animal e…

bola-suica…FOMOS SER FELIZES COM POUCO

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.
  1. Olá querida Mariana e Mimoso! Também adoro alho e acho muito bom o cheiro mas mãos. Meu pai me ensinou a comer alho e azeite desde pequena mas sem dúvida, Barcelona intensificou o meu gosto. Marianita te escrevo pois amei as botinas. Tem on-line para vender? Beijocas para ti, o queridão e a pequena Olívia, para que não se sinta excluída…

    ps: adotei mais um cachorro. É um llasa e chama-se Chico (depois me dei conta do nome do teu marido e ri), em homenagem ao meu irmão Francisco. Uma pergunta: eles espirram e tossem mais que outros? Ainda estou na fase de conhecê-lo.

  2. Oi, Ivana! Haha, vou contar pro Chico que ganhou um xará! Tem venda das botas pelo site, sim. Só clicar no link que está al no post, marcado em cima do nome dela. Sobre espirrar e tossir… não. Quem sabe tu não dá um pulinho num veterinário? Bjo. MK

  3. Mariana,
    descobri que tenho alergia a alho…. desenvolvi isto, por coincidência, na Espanha. Infelizmente, me deparei com a realidade de que muitos restaurantes simplesmente ignoram que pessoas possam ter algum rejeição ao alho e adotam o tempero em todos os pratos. Em tempos onde a igualdade, a liberdade e o respeito às diferenças são valores muito difundidos, surpreende esta realidade. Aliás, complica minha vida e me restringe muito (galeterias, casas italianas, árabes, etc…) Poderia o alho ser também um opcional de tempero assim como o é o azeite e o sal em muitos lugares. Claro que é preciso conviver com as diferenças, mas assim como outras alergias, é preciso ao menos ter a opção de escolha. Abraço

  4. Vivaaaaa, Mariana está comendo direitinho!!! Que comida boa, hein?! De vez em quando eu faço da mesma forma, e cheiro de alho e cebola refogando é uma delícia mesmo, vale a pena o cheirinho nas mãos!! Que bom que já diminuiu teu stress! bj

  5. Mari,
    Na feirinha orgânica de sábado na Redenção tem um Pesto de manjericão e castanhas do pará maravilhoso. Não precisa de mais nada na massa. É só colocar em substituição ao fio de azeite que colocamos na agua. Eu também adoro alho, então dou sempre aquela fritadinha na água.

  6. Cheiro de alho nas mãos é sinônimo de alegria, pois é sinal que cozinhei para quem eu gosto, ou, fiz algo gostoso para mim. Meu gosto por alho foi intensificado no tempo que morei em BH. Mineiros amam alho. Há pacotes grandes de alho descascado nas quitandas. O problema é que alguns mineiros exageravam é chegavam a transpirar o “cheirinho”. Aí, não dá pra ser feliz, hehe.

  7. Mari, antes que eu esqueça. Obrigado pela dica do Pão Santo, viciei, agora toda semana tenho que ir lá abastecer a geladeira. E olha que moro aqui em Higienópolis. Os pães são maravilhosos. bjs

  8. Hummmm, Mariana, se reencarnação existe, eu com certeza fui turco antes de ser brasileiro, de tanto que gosto de alho. Alho no tempero, pra mim, é prova de bom gosto. Sem exageros, claro, mas sempre muito gostoso. Aliá, já que eu gosto muito de macarrão, também, vai ai uma receitinha de Macarrão a Puttanesca, com alho, claro!

    500 g de macarrão
    Azeite
    2 dentes de alho
    1 colher de sopa Anchova
    1/2 xícara de azeitona verde
    1/2 xícara de azeitona preta
    5 tomates maduros
    2 tomates pelados
    Açúcar
    Pimenta
    Anúncios Google
    Receber amostras grátiswww.clubedostestadores.com
    Torne-se hoje mesmo um testador e receba produtos grátis na sua casa!
    Fogão à Lenha Sem Fumaça.www.infomegashop.com.br/fogao
    Aprenda a Construir um Fogão que Não Produz Fumaça. Projeto Completo
    MODO DE PREPARO
    Colocar o macarrão para cozinhar em água fervente com sal e óleo
    Deixar o tempo indicado no pacote do macarrão
    Colocar azeite em uma panela para cobrir o fundo da mesma e deixar esquentar
    Botar o alho cortado bem fininho e esperar dourar um pouco
    Colocar a anchova e mexer um pouco
    Colocar as azeitonas
    Deve-se tirar a pele dos tomates maduros, isso pode ser feito colocando os mesmos espetados em um garfo longo direto na boca do fogão até que a pele comece a soltar
    Depois é só tirar a pele deles e picar
    Esses tomates devem ser acrescentados na panela e também os tomates pelados (vendidos em lata)
    Deixar cozinhar
    Colocar 2 pitadas de açúcar para tirar a a acidez e pimenta a gosto
    Não precisa de sal, já que a anchova é salgada

  9. “Anúncios Google”, claro, não vai na receita. É que eu costumo fazer essa receita, quando encontro anchova, e copiei ela para cá, porque gosto muito de macarrão com alho, hum-hum

  10. Oi Mariana, me fizeste lembrar da linda cidade que Barcelona é. Eu e minha família ficamos em um hotel bem legal, e que servia uma mistura de alho com tomate no café da manhã. O pior é que não era nada forte, comíamos bem faceiros. Abraço

Deixar uma resposta Cancelar Resposta

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.