Antes que o dia termine

O sol raiou, a terça-feira chegou e eu melhorei. Meu estado de cinzas na segunda-feira, além do motivo nobre de ser segunda-feira e eu não estar protegida pela minha roupa do bom humor, foi de angústia mesmo. Angústia de passar um dia inteiro sem inspiração e com puro descrédito em tudo o que fiz até agora. Só que a prova mais cabal de que não posso me queixar da vida veio ainda ontem à noite.

Tchan, tchan, tchan, tchan….

GANHEI UM iPHONE5!!!!

A GENTE ACHOU QUE ELA MERECIA

Chico e Bento me deram um iPhone5 branquinho, a coisa mais linnnnda do mundo de presente! Disseram que se reuniram, conversaram e acharam que era hora de investir no meu potencial blogueira, que eu estava muito dedicada ao meu trabalho, que o meu iPhone antigo não tocava mais, nem vibrava e que eles tinham pontos suficientes para me fazer esse agrado.

EU QUASE DERRUBEI MEU iPHONE NOVO DENTRO DE UMA LATA DE TINTA!

A CULPA FOI MINHA

Bento despertou a escrava da criatura esta manhã uando ainda nem tinha raiado o dia. Não deu tempo nem de tomar café: o animal já estava na porta. Vesti qualquer coisa, passei a mão no meu super iPhone novo branquinho e lindo, coloquei no bolso do casaco e fomos passear. Enquanto ele cheirava tudo, eu brincava de iPhone novo, mexendo nas funções, olhando e-mails e afins. Então, eis que chega o momento de passar em frente à casa do Paco.

O MOMENTO DO MEU TERCEIRO COCÔ

Como sempre acontece, Bento implicou com Paco pelo lado de fora da grade da casa do governador. Paco quis se botar no Bento, Bento quis se botar no Paco. Ficou aquela gritaria, a vizinhança toda começou a latir junto e quando o Bento achou que já tinha plateia suficiente, pimba!

FIZ MEU TERCEIRO COCÔ PRA TODO MUNDO VER

Então, a escrava da criatura, com seu iPhone novo em uma mão, a guia do animal na outra e com o animal querendo ainda mais briga, teve que procurar dentro do bolso do casaco onde estava o saquinho para limpar o cocô da frente da casa do governador. Uma vez recolhido o cocô, fui procurar um lixo e achei uma reunião de latas de tinta Suvinil abertas que serviam como tal. E foi então que, ao me aproximar das latas para deixar ali o cocô do animal…

O iPHONE ESCORREGOU DA MINHA MÃO

ELA SOLTOU UM GRITO HORRÍVEL

NÃÃÃÃÃÃOOOOOO!!!!!

MEU iPHONE NOVO NÃÃÃÃÃÃOOOOOO!!!

Peguei ele no ar. Chegou a escorrer uma lágrima dos meus olhos. A segunda-feira já havia sido traumática, eu não suportaria passar por essa provação divina. Voltamos para casa, eu com três cocôs recolhidos no currículo – e o animal precisando tomar seu remédio – e fui preparar o remédio do animal.

ALERGOVET COM ALMÔNDEGAS

SEM ALMÔNDEGAS NÃO TOMO REMÉDIO

E agora vou me dar o direito de tomar o meu café. E depois que eu tomar o meu café sabe para onde eu vou te levar, Bentinho??

PRO BANHO?

Não, embora tu mereça. Mas vou te levar para passar o dia todinho na casa da vovó. Porque hoje eu não posso me distrair com nada, hoje eu preciso me concentrar, hoje eu preciso ficar sozinha e quieta no meu canto. Porque hoje eu termino esta maldita segunda parte desse livro.

OU FICO LOUCA

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.
  1. Se realmente existirem outras vidas, na proxima encarnacao quero nascer cachorro e ter uma vida igual a do Bento. Que mordomia!!! Boa terca Mari!!

  2. Bom dia Mariana! Apesar da situação ser quase trágica, e Graças a Deus não foi, eu ri muito imaginando todo o seu início de terça feira, tenho duas cachorrinhas e antes de ir trabalhar passeio com elas, como é muito cedo raramente encontramos outros aumiguinhos, pois quando isso acontece é exatamente esta gritaria como voce falou. Uma terça feira bem produtiva !!!

  3. Nossa, que susto!!! As coisas teimam em pular da nossa mão nos momentos mais trágicos. Ainda bem que tu foi rápida!
    Boa sorte com teu livro aí que eu tenho um baita trabalho pra escrever me esperando aqui!!!

  4. Como é que um cachorrinho tão pequeno faz tanto cocô??? A minha Daisy (uma Westie) é mais ou menos do tamanho do Bento e eu sempre fico passada com tanto cocô que produz.
    Bah! Eu derrubei meu iPhone novinho na privada. Sim, aconteceu e eu nem bebum estava. Faceiríssima com a minha nova aquisição e ploft. Passou milésimos de segundos lá dentro porque a mão foi atrás. Que nojo, nem pensei. Mas não adiantou, a tela morreu. Eu não tinha nem feito seguro ainda, era novinho, 2 dias na minha mão. No ato fui na Apple, eles examinaram e chegaram a conclusão de que havia água lá dentro (mesmo??? Mas como???). A gerente disse que, porque eu tinha acabado de comprar, ela faria uma exceção e ME DEU OUTRO! Junto com um puxão de orelha para fazer um seguro (aqui é praxe e facinho). Que sorte a minha. Nunca mais entrei no banheiro com meu Iphone e tá “segurado”.
    Respira fundo e termina esse livro porque eu quero ler. É certo que vai ser ótimo. Sabe quando a gente diz que tal pessoa fica linda até vestida com um saco de lixo? É meio assim contigo, qualquer coisa que tu escreve fica simplesmente interessante e gostoso de ler.
    Vai lá, respira fundo que o livro sai.
    Beijos!

  5. Olá Mari, passei pra deixar registrado que adoro teu blog. E comprei teu livro, iniciei a leitura ontem e estou amando. escreva sempre, sempre. Tuas palavras são um elixir de longa vida.

  6. só tu pra animar uma terça feira tão ruim!
    Mari, me candidato pra ser babá do Bentinho… levo pra passear, fazer 3 cocôs, discutir com o Paco,levo pro date com a Nina, dou remédio com almôndega…

    Beijocas!

  7. Mari,

    tenho 2 sugestoes:
    1) Convencer a RBS a contratar o Bento (com direito a cracha e tudo)… dai ele vai ter dinheiro pra levar a Nina no Puppi Baggio e nao vai ficar te incomodando tanto.. hehehe
    2) Tu podia fazer um encontro das tuas leitoras com seus cachorros e outros animais no Parcao… eu desceria a serra com o Aslam pra esse grandioso evento…

    Bjooossss

  8. Oi, Mari! Gostei muito da ideia do remédio nas almondegas! Com a Sofia utilizo sempre patê (faço uma bolinha, coloco o comprimido dentro e ela come tri feliz, fica se lambendo).

    Falando em se lamber, conseguistes resolver o problema do “LamBento patinhas”? Estou com este mesmo martírio em casa… a Sofia não aceitar ficar sozinha (eu e meu marido mudamos de apto há pouco tempo) e, quando saímos para trabalhar, arranha toda porta e se mata lambendo as patas, a ponto de criar feridas nos dedinhos e sair sangue!

    Conseguistes algum sucesso nesta área? Já deu fluoxetina, florais e não resolveu!

    Beijos

  9. gente!!!! so meu poodle que faz coco 1 vez no dia acho ta com defeito srsrrsr.
    e ainda tem lugar certo ate para xixi é chato .
    mas ele e especial pois tem 1 testiculo so o outro ta na virilha ve se pode .
    esses bichinhos são demias.Acho muito legal o encontro Joseane ja pensou quanta bagunça ,pena que moro longe .

  10. Esse Bento é uma parada….ficha 3 aí pra vida dele na próxima encarnação tá? E Mari, hoje encomendei teu livro, que ainda não li! Estou louca pra devorá-lo!!! Beeeejooo.

  11. Sorte dupla, um presente e um salvamento!
    As coisas vão se acomodando.
    E esse Bento hein? Só na almôndega…
    A Mila, labradora de 12 anos, só come os remédios bem misturados na comida, nem adianta colocar no meio de nada, que ela separa.
    Bjs

  12. Cláudia, fiz um tratamento de uma semana com Alergovet C de 12 em 12 horas e ele melhorou. Mas já percebi que o que melhora mesmo é ele se manter ativo durante o dia. Ontem, deixei na casa da minha sogra, ele se distraiu e tal, quando voltou pra casa estava exausto e esqueceu das patinhas. Tu já tentou deixar ela numa creche? Bjo. MK

  13. Eu passo este mico todo santo dia e sei o quanto é difícil… mas eu preciso te contar uma coisa muuuito séria. Há umas 3 semanas atrás, saí com minha filha grávida para irmos ao médico, na Bordini, pertinho do Zaffari. Ela foi mexendo no seu celular novo, nós duas super distraídas….e na esquina com a Marquês do Herval vinha um cara de bicicleta em cima da calçada… ele nos olhou, mas era dia claro, a rua estava cheia… nem percebemos. Num piscar de olhos ele deu a volta e nos prensou na calçada… disse para minha filha grávida entregar o celular se ela tivesse amor à vida… e ela entregou. Quase morrermos de raiva, de tristeza pela impotência…. portanto, te cuida, porque os ladrões estão ao nosso lado. bj

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.