Ballerina Addict

Estudei balé durante 10 anos. Na minha época, aqui em Porto Alegre, havia duas grandes escolas: a Maria Cristina Flores Fragoso e a Maria Cristina Futuro. Eu era aluna da primeira. Era uma boa aluna, mas longe de ser brilhante. Como boa aluna, nas apresentações de fim de ano, eu até era colocada à frente do palco nas coreografias, mas jamais me deram um solo para fazer. Como cheguei em idade precoce à etapa de fazer a ponta, a professora me mandou voltar dois anos, sob pena de comprometer meus pés no futuro. Aí eu me desmotivei, achei que já estava de bom tamanho a experiência com o balé. Fui jogar vôlei no Farroupilha.

Não sei se é daquela época aparentemente lúdica que guardo uma certa paixão por sapatilhas. Eu amo essas flats com todas as minhas forças. Por mim, viveria de sapatilhas. E pode apostar: o dia em que não estou usando uma sapatilha é porque me obriguei a colocar outra coisa no pé. Não por acaso, vivo bisbilhotando sobre novas grifes de sapatilhas – o que já deve ter ficado um pouco óbvio no Por Aí do Donna. Vira e mexe, tasco uma nota sobre ballerinas.

Neste domingo, no jornal, falo sobre a graça da Pretty Ballerinas, marca espanhola que contabiliza 90 anos de história e é a paixão da top inglesa Kate Moss.

Também adorei conhecer a Anna Baiguera, marca criada pela ex-bailarina Anna Baiguera, que cria sapatilhas com pele de cordeiro curtida em castanhas e tanino, o que garante risco zero de alergia. Sem falar nas palmilhas, desenvolvidas para facilitar a transpiração dos pés. O site é lindo, e tem um modelo mais incrível do que o outro.

Repara na graça da embalagem, com fitas que imitam as sapatilhas de balé. As fitas sempre combinam com a cor da sapatilha

Difícil é escolher uma só


Outra grife que gosto demais é a da designer Tatiana Loureiro, com bicos redondos, quadrados, pontudos; lisas ou com aplicações. Tatiana entende da coisa, é uma ex-bailarina. Possui vários pontos de venda no país. Todas podem ser customizadas.


Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.