Bem longe do sofá

Como diz minha amiga Alessandra Lo Iacono Loureiro de Souza, vulgo Alemoa, “tudo tem limite”. O tudo tem limite da Alemoa se aplica a várias situações do cotidiano.  No meu atual cotidiano, o tudo tem limite hoje aplicou-se ao meu almoço. Quando fui à despensa pegar mais um saquinho de bolachinha BelVita de almoço e vi que as bolachinhas BelVita tinham acabado. Quase tive um ataque.

ONDE ESTÃO MINHAS BOLACHINHAS BELVITA?!!

TU COMEU TODAS

Então percebi que havia chegado a hora de almoçar direito.

FUI PARA A COZINHA

Havia dentro da geladeira um pote com verduras cozinhas que eu tinha pedido para a Rosa deixar: couve de bruxelas, aspargos frescos, berinjela, brócolis, abobrinha, cenoura, ervilha torta.

OOOOOOOHHHHH!!

Havia dentro da geladeira também uma de molho de tomate que eu havia pedido para a Rosa fazer, com tomates pálidos que não dão qualquer vontade de comer crus.

OOOOOOHHHHHH!!!

E havia na despensa a velha companheira caixa de Barilla

OOOOOOOHHHHHH!!!!

Em uma panela cozinhei a massa, em outra aqueci as verduras e em uma terceira esquentei o molho. Quando as verduras, os legumes e o molho estavam prontos, pedi a opinião do Chico.
– Tu acha que misturo tudo em uma panela só?
– Acho que sim.

Juntei as verduras, os legumes e o molho de tomate e misturei em fogo baixo. Me ocorreu, então, que uma pitadinha de shoyu ficaria bem. Resolvi dividir o risco.
– Tu acha que um pouquinho de shoyu ficaria bem?
– Acho que ficaria ótimo.

Feita a mistureba e com a massa al dente, desliguei o fogão, coloquei um pouco de penne em cada prato e jogamos o molho por cima. Resultado!

OOOOOOOHHHHH!!

Azeite e queijo ralado deram o toque final.
Meu medo, no exato momento da última garfada, era sentir sono. Não tenho direito de sentir sono com um livro inteiro para escrever pela frente. Então, lembrei que o paraíso mora logo ali na esquina, no Posto Figueroa. Precisava urgentemente me mexer e passar longe do sofá.

VAMOS TOMAR CAFÉ NA KOPENHAGEN!

É PRA JÁ!

E pedimos o mesmo café e o mesmo bombom de sempre: carioquinha + Bossa Nova.

OOOOOOOOHHHHHHH!!!

E com essa eu me despeço.

PRECISO COMEÇAR A SEGUNDA PARTE DO LIVRO

 

 

 

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.
  1. O bombom e o cafezinho é realmente de dar agua na boca! Que voce consiga terminar o livro no tempo hábil, e de vez em quando agenda um horário para o Bento ver a namorada? O dia dos namorados está chegando e ele merece. Bjs.

  2. Caríssima Mariana, preciso deixar meu comentário. Esta semana foi bem puxada, com compromissos e minha mesa repleta de trabalho. Ocorre que, entre o final de uma tarefa e o início de outra procurava fazer uma pausa para respirar, tomar um café e ler o teu blog, o que me fez um bem danado e melhorou o humor consideravelmente. Obrigada e um grande abraço.

  3. Haha, adorei a parte de dividir o risco.
    Isso mesmo, vai comer direito, que vais render melhor.
    E esse cafezinho com bombom hein?! Mereces.
    Bjs

  4. SANTA ROSA, SANTA FILHA
    Gostei da sua mistureba, tem uma cara boa, como dizem e é ótimo ter uma #santarosa. Aqui em casa minha filha adora cozinhar, é uma superchef e curte uma feira!!! para comprar uns temperos. Nunca tomei esse café mas…a propósito, ao lado da Kopenhagen tem um café com leite meia-taça #delícia na lancheria do posto, se bem me lembro. Bom retiro literário!!

  5. Adoro legumes e suas combinações, e esse cafezinho da Kopenhagen hummmmmmmmmmm!!! Deu fome!!!
    Adorava o capuccino de lá! Nem capuccino é… É uma xícara de chocolate derretido com uma dosezinha de capuccino, de matar! E o acompanhamento que era um palitinho metade mergulhado no chocolate, aiai…

  6. Mari, coloca o Bento para escrever no Blog enquanto tu escreves o novo livro. Desde sexta estamos sem notícias de vocês!! Achei lindo o Bento dizer que agora tem um “amor maduro” e que quer levar a namorada no Puppi. Beijos e bom domingo!

  7. Hahahahaha, Mariana, adorei tua “fugida para um cafezinho” ali na Kopenhagen. Eu fujo até ali várias vezes por semana, é inevitável, já viciei. Uso a desculpa de que preciso de um docinho “não muito grande”, hehehe.
    E olha, tua incursão como chef ficou com uma cara maravilhosa!!

    Beijos!

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.