Cinco lindas dicas para dormir o sono dos justos

Não ando nas minhas melhores noites de sono. Tenho andado agitada e acordando durante a noite. Se ao menos conseguisse levantar da cama para produzir na madrugada, já era meio caminho andando. Mas nem isso consigo, pois meu corpo, apesar de desperto, está cansado. São fases da vida, não adianta. Tem vezes que dormimos feito pedra, como se tivéssemos levado uma cacetada na cabeça; tem vezes que a rotina corrida impede que nossa cabeça descanse. O negócio, aprendi, é não se desesperar. Tudo passa. Repito sempre essas duas palavrinhas como um mantra de vida.


Mantras-For-Meditation-For-Beginners-9TUDO PASSA

Uma vez ouvi um professor de funcional dizer que aquelas pessoas que acordam dispostas de manhã cedo são também as que dormem bem e profundamente. Já aquelas que demoram para despertar, que costumam dizer que de manhã nunca rendem, não usufruem do mesmo privilégio da boa noite de descanso. Eu acordo com o pé que é um leque e, lá pelas seis da tarde, sou um traste. Mesmo com noites ruins de sono, produzo melhor pela manhã do que à noite. Mas por que estou contando tudo isso? Porque recebi algumas dicas da consultora do sono da Duoflex, Renata Federighi. Ela aponta fatores, como luzes acesas durante a noite, roncos e preocupações excessivas, que são prejudiciais para o sono.

: A felicidade em um travesseiro

E é aquela coisa, né? Como sou um amor de pessoa, resolvi compartilhar. Diz Renata: “Estudos comprovam que quem dorme mal, tem menos vigor físico, envelhece mais precocemente, está mais propenso a infecções, obesidade, hipertensão, problemas cardíacos e ao diabetes. Além disso, no dia seguinte, a pessoa pode apresentar dificuldades de concentração, lapsos de memória, déficit cognitivo, irritabilidade e mau humor”.

mulher-vesga-azul-de-fundoTÁ TUDO EXPLICADO

Abaixo, coloquei a lista dos cinco fatores que podem arruinar um noite de sono, segundo Renata.

1) TRAVESSEIRO ERRADO
Travesseiro é acessório fundamental para uma boa noite de sono. Enquanto o indivíduo dorme, ele perde o controle da musculatura da cabeça, e, por isso, o uso de um travesseiro adequado ao seu biótipo e postura deve ser fundamental. A posição mais indicada para se dormir é sempre de lado, em posição de decúbito lateral (que nome horroroso!). Nesta posição é recomendável utilizar um travesseiro para apoio da cabeça, em uma altura que preencha completamente o espaço entre ela e o colchão, formando assim, um ângulo de 90 graus entre pescoço e ombro. E outro entre os joelhos que deverão estar, preferencialmente, semiflexionados. A má postura pode causar microdespertares noturnos que prejudicam a saúde do sono.

2) RONCO
Além de ser um grande incômodo, o ronco pode ser considerado um distúrbio, já que atrapalha a rotina no sono de qualquer pessoa. O desagradável som ocorre em consequência de uma parcial obstrução das vias respiratórias superiores durante o sono, fazendo com que o ar produza uma forte vibração no palato e na faringe. As causas do ronco podem ser variadas. No ronco posicional (considerado normal), como o próprio nome sugere, o ruído é ocasionado pela posição da pessoa ao dormir, geralmente de barriga para cima. Quando o indivíduo deita dessa maneira, a tendência é abrir um pouco a boca, e o queixo desloca-se para baixo e para trás, fazendo a língua cair também para trás, pressionando a garganta e facilitando a ocorrência do barulho. Em relação ao ronco rítmico (considerado patológico), que não tem ligação com a postura ao deitar, são vários os fatores que influenciam. Ele pode ocorrer em razão natural do contato das paredes musculares da faringe, que tem diminuição do seu tônus induzido pelo repouso e a própria perda de elasticidade que acontece com o decorrer da idade ou decorrente de uma obstrução nasal. Nos casos de ronco posicional, uma simples mudança comportamental pode reduzir ou eliminar de vez o problema, como se acostumar a dormir sempre na posição lateral utilizando dois travesseiros conforme orientado acima. Já, nos outros tipos de ronco, o melhor é tratar as suas causas e buscar uma assistência médica especializada.

3) FALTA DE ROTINA
A falta de rotina também pode prejudicar o sono. “Mantenha sempre os horários de dormir e de acordar. Nos dias de folga, siga a rotina e aproveite para tirar uma soneca durante o dia. Mas cuidado! As sonecas não devem ultrapassar 30 minutos, pois a prática pode prejudicar o sono noturno. A média da população adulta necessita de sete a oito horas de sono diárias, embora essa necessidade seja uma característica individual”, explica a consultora. O mais importante é dormir e acordar com a sensação de que realmente descansou.

4) ALTERAÇÕES HORMONAIS
Menopausa, menstruação e gravidez são algumas das principais fontes de problemas de sono entre as mulheres. Ondas de calor e seios sensíveis promovem interrupções nos padrões regulares do sono. Segundo a Fundação Nacional do Sono, cerca de 40% das mulheres na perimenopausa – antes da transição para a menopausa – têm problemas de sono.

5) INTERFERÊNCIAS LUMINOSAS E SONORAS
Escolha um ambiente silencioso e escuro para dormir. As luzes presentes em computadores, tablets e celulares inibe a produção de melatonina, o hormônio que informa o corpo que está na hora de dormir. Dessa forma, o corpo se mantém desperto por mais tempo e, quando se entrega ao cansaço, experimenta uma noite mal dormida, com interrupções. As telas precisam ser desligadas pelo menos uma ou duas horas antes de dormir.

bento1ELA NÃO LARGA O TABLET NA CAMA

mulher-vesga-azul-de-fundoTÁ TUDO EXPLICADO

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.