Como é fácil ser feliz

Não sei se é herança de quando morei na Espanha, mas tenho uma certa fixação por tapas – traduzindo para o português, entradinhas e aperitivos. Por mim, vivia de entradinhas, o prato principal nem precisava existir (até porque me dá sono! Haaahahahaha!!). Pra me fazer feliz não precisa muito: uma cervejinha, um vinho geladinho ou uma caipiroska e vááárias opções de tapas – as entradinhas.

Pode ser escondidinho, bolinho de bacalhau, patatas bravas, bruschetas, pastelzinho de queijo, camarão ao alho e óleo… lo que sea. Serei a pessoa mais realizada do planeta. Nunca tinha comentado sobre isso com minha querida amiga Carol Toledo, mas, sim, ela leu meus pensamentos. Como amiga que é, a Carol veio até a portaria da minha casa deixar esse kit para eu experimentar.

Um Kit Gourmet da Marithimu’s com três vidrinhos. Um com ostras defumadas, outro com truta defumada, outro com mexilhões defumados. Tá, vou ser sincera: a Carol fez isso antes do Natal.

Mas eu fiquei tão, mas tão emocionada com o gesto e com o conteúdo do gesto que fiquei esperando uma ocasião toda especial para consumir. Ela não chegou… Hahahahahaha!!! E assim, considerando que o fato de estar viva e com saúde já é por si só motivo de muita comemoracão, resolvi experimentar. Coloquei um vinho branco pra gelar e uni-duni-tê!

Escolhi os mexilhões!

E segui as instruções: retirei o óleo e, com o auxílio de um garfo, amassei os mexilhões. Acrescentei uma colher de maionese, juntei meia caixa de creme de leite e mexi até ficar homogêneo.

Peguei uns pãezinhos que tinha congelado, coloquei no forno elétrico até ficar croc-croc-croc, sentei na varanda depois que os raios que desabaram agora em Porto Alegre não me mataram e fui ao paraíso.

E depois?


Achei que era um baita egoísmo ser tão feliz sozinha, fiz o mesmo com a truta e com as ostras, liguei para as amigas e estou esperando, com uma cervejinha gelada,  que elas façam “blin-blon” na porta de casa.


Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.
  1. Tens toda razão, sempre ficamos esperando “aquela oportunidade” para apreciar as coisas boas e simples da vida. Ser feliz é fácil, a gente que vive complicando :)

  2. Tens toda razão, sempre ficamos esperando “aquela oportunidade” para apreciar as coisas boas e simples da vida. Ser feliz é fácil, a gente que vive complicando :)

  3. Produto sem igual no mercado!!! Realmente um espetáculo. Ainda, as belíssimas embalagens são um toque mais que especial para um belo presente em qualquer ocasião!..

  4. Produto sem igual no mercado!!! Realmente um espetáculo. Ainda, as belíssimas embalagens são um toque mais que especial para um belo presente em qualquer ocasião!..

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.