Cronut, o novo cupcake

Querem me convencer que o Félix é a nova Carminha.

NÃ NÃ NÃ NÃ NÃ

NÃO VÃO CONSEGUIR!

Discordo tanto que me ofereci para escrever um texto na revista TV+ Show de ontem defendendo meu ponto de vista. Aqui está!

“Sempre que algo ou alguém faz muito sucesso, a imprensa (e agora as redes sociais) começa a especular seu sucessor. Na moda, por exemplo, a cada ano surge uma top model que promete ser “a nova Gisele”. Não houve nem jamais haverá uma modelo como Gisele Bündchen. Da mesma forma como não houve nem jamais haverá vilã como Carminha. Muito menos Félix, de Mateus Solano.

Nunca fui fã do trabalho de Adriana Esteves. Quando soube que ela interpretaria a vilã da saudosa Avenida Brasil, fiz uma cara bem feia. Não teria a menor hipótese de Adriana me convencer como tal, pensei. Mordi a língua. E mordi feio. Mordi rude, como diz o pessoal do Porta dos Fundos. Adriana foi uma das maiores revelações da televisão brasileira dos últimos tempos.

A diferença da Carminha para o Félix é que ela era crível. Adriana conseguiu algo raro que é fazer a gente acreditar de verdade que aquela mulher existia _ e ela não era Adriana no papel de Carminha. Era a Carminha em carne e osso. Mateus Solano não. Ele está claramente interpretando o vilão – e de forma forçada. Faz caras, bocas e olhar de mau-caráter nada convincentes. Não fico com raiva dele. Acho graça. Simplesmente porque, para mim, Félix não existe.

Ao perder o interesse pelo vilão, já perco o interesse pela novela como um todo. O que por um lado é bom. Protege desde já meus ouvidos de escutar a cafonice da versão de Daniel para a linda canção Maravida, de Gonzaguinha.

LERAM TUDO?

MUITO BEM!

Lembrei dessa história de “nova Gisele”, “nova Carminha”, “novo isso” e “novo aquilo” porque topei com o doce que promete ser o “novo cupcake”. Já viram? Não viram?

EU VI…

Estou atordoada até agora. Não consigo mais me concentrar. Tudo o que eu preciso é dar uma dentada neste novo cupcake! Ele é a cruza do croissant francês com o donut americano.

MUITO PRAZER, SOU O CROISSANT FRANCÊS!!

MUITO PRAZER, SOU O DONUT AMERICANO!!

E eis o…
Tchan, tchan, tchan, tchan….

CRONUT!!!!


OOOOOOOOOOOOOOOOHHHHHHHHHHHH!!!!!!

Tem as camadas de um croissant, mas a forma de um donut. Tem recheio cremoso, mas é crocante por fora. Virou febre instantânea desde que foi lançado, há um mês, na pastelaria Dominique Ansel, em Nova York. Está sendo considerada a nova sensação gastronômica desde “a revolução dos cupcakes”.

OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOHHHHHHHHHHHHHHHH!!!

A loucura pelos cronuts é tanta que o chef  Dominique produz apenas 200 por dia – que são vendidos em menos de uma hora. Ele diz que quer manter a qualidade em prol da quantidade. Os cronuts são feitos de camadas finas de massa de croissant, que primeiro é frita, depois recheada com um creme de baunilha e, por fim, glaceado com pétalas de rosa.

OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOHHHHHH!!!!

COMO SE COME UM CRONUT, MARIANA?

Explico!

Corta-se com uma faca de serrinha para evitar desmanchar as camadas. Os cronuts precisam ser devorados imediatamente após a fabricação, já que se mantêm por apenas seis horas fresquinhos e croc-crocs. Na geladeira perdem o sabor. Come-se uma camada de cada vez, como um mil folhas

EU QUEEEEEEERO!!!!

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.
  1. Mas aaaaahhhhhhhhh! Esse eu quero comer. Adoro coisas com massa FOLHEADA (hahahaha, que é o nome de doce de jornalista).
    Como faz em casa?

  2. Mas aaaaahhhhhhhhh! Esse eu quero comer. Adoro coisas com massa FOLHEADA (hahahaha, que é o nome de doce de jornalista).
    Como faz em casa?

  3. Babei em cima do teclado com esse cronut. Mas a menção às petalas de rosa imediatamente me trouxe a memória aquela que é, para mim, a melhor e mais incrivel sorveteria de Barcelona: Vioko! (Essa não é do teu tempo, abriu verão passado, ali na Barceloneta, e além de sorvetes tem chocolates, bombons – verdadeiras jóias de tão lindos- e macarrons).
    Por que ela é tão maravilhosa??? Os sabores… Únicos, diferentes, exóticos, e todos deliciosos!!! Já comi o de whisky com nozes, o de cheesecake de frutas do bosque, o de mirtilo com violeta e o de rosas e frambuesas… Só te digo uma coisa: Esse lugar tem que estar no roteiro turistico de Barcelona ao lado da Sagrada Familia e das Ramblas!!!

    Ahhh, o link!!! Para curiosear: http://www.vioko.es/content/helados.php

  4. Babei em cima do teclado com esse cronut. Mas a menção às petalas de rosa imediatamente me trouxe a memória aquela que é, para mim, a melhor e mais incrivel sorveteria de Barcelona: Vioko! (Essa não é do teu tempo, abriu verão passado, ali na Barceloneta, e além de sorvetes tem chocolates, bombons – verdadeiras jóias de tão lindos- e macarrons).
    Por que ela é tão maravilhosa??? Os sabores… Únicos, diferentes, exóticos, e todos deliciosos!!! Já comi o de whisky com nozes, o de cheesecake de frutas do bosque, o de mirtilo com violeta e o de rosas e frambuesas… Só te digo uma coisa: Esse lugar tem que estar no roteiro turistico de Barcelona ao lado da Sagrada Familia e das Ramblas!!!

    Ahhh, o link!!! Para curiosear: http://www.vioko.es/content/helados.php

  5. Boa noite, Mariana,
    Gostaria de dizer que, em relação à Carminha, eu concordo contigo em gênero, número, grau, altura, comprimento e volume… não tem igual, talvez, a Maria de Fátima, talvez…
    Mas o Cronut, esse sim… é novo cupcake!!!
    Um abraço.

  6. Boa noite, Mariana,
    Gostaria de dizer que, em relação à Carminha, eu concordo contigo em gênero, número, grau, altura, comprimento e volume… não tem igual, talvez, a Maria de Fátima, talvez…
    Mas o Cronut, esse sim… é novo cupcake!!!
    Um abraço.

  7. Oi Mari!!!!
    Sobre o Félix da novela, acho as maldades dele divertidas, meio canastrão então, tenho gostado da mau caráter que não engana ninguém… mas a música da abertura é INSUPORTÁVEL! ODIEI! a solução é dar mudo cada vez que começa (e proteger meus ouvidos). Beijocas pra ti e pro Bento.

  8. Oi Mari!!!!
    Sobre o Félix da novela, acho as maldades dele divertidas, meio canastrão então, tenho gostado da mau caráter que não engana ninguém… mas a música da abertura é INSUPORTÁVEL! ODIEI! a solução é dar mudo cada vez que começa (e proteger meus ouvidos). Beijocas pra ti e pro Bento.

  9. Eu pensei que tu ia falar de algum lugar em Porto Alegre que vendia essa coisa deliciosamente calórica e salivante…
    Mas não… Tu tá sofrendo e resolveu fazer todas nós sofrermos junto…
    Maldade… =(

  10. Eu pensei que tu ia falar de algum lugar em Porto Alegre que vendia essa coisa deliciosamente calórica e salivante…
    Mas não… Tu tá sofrendo e resolveu fazer todas nós sofrermos junto…
    Maldade… =(

  11. Mariana!
    Vou ter q discordar de ti sobre o “novo cupcake” por um simples motivo:
    fazer massa folhada ou croissant em casa é difícil pra carambaaaa! Só é fácil se usar gordura hidrogenada (trans), mas aí não vale pq a dose contra a saúde é mto grande, e se a gente faz em casa rende um monte e a gente come tudo…
    Ao contrário, fazer cupcakes em casa é facílimo! Tenho uma receita q não uso batedeira, faço no silêncio, quase meditando… (a não ser qdo meu filho resolve me ajudar, aí vira aquela bagunça deliciosa).
    Mas, claro q fiquei com muita vontade de experimentar esse cronut, mesmo q seja atolado de gordura trans… (unzinho, só, vai…) :)
    bj e boa semana!

  12. Mariana!
    Vou ter q discordar de ti sobre o “novo cupcake” por um simples motivo:
    fazer massa folhada ou croissant em casa é difícil pra carambaaaa! Só é fácil se usar gordura hidrogenada (trans), mas aí não vale pq a dose contra a saúde é mto grande, e se a gente faz em casa rende um monte e a gente come tudo…
    Ao contrário, fazer cupcakes em casa é facílimo! Tenho uma receita q não uso batedeira, faço no silêncio, quase meditando… (a não ser qdo meu filho resolve me ajudar, aí vira aquela bagunça deliciosa).
    Mas, claro q fiquei com muita vontade de experimentar esse cronut, mesmo q seja atolado de gordura trans… (unzinho, só, vai…) :)
    bj e boa semana!

  13. Pat, segue o link com a receita:
    http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2010/06/cupcake-e-otima-opcao-de-sobremesa.html
    O segredo, pra ser silencioso, é derreter a manteiga no microondas e abolir a batedeira. Os demais passos são iguais. Vai misturando as coisas aos poucos, usando um fouet (batedor de arame). É como faço e sempre dá certo. E se quiser cupcake de chocolate, faz tudo igual. Só acrescenta umas 3 ou 4 colheres de chocolate em pó antes de por o fermento. A quantidade depende da qualidade do chocolate (quanto melhor, menos é necessário). A massa deve ficar marrom igual a negrinho (o doce). Ah, sim, o forno é a 180º (isso fala no corpo da matéria, não na receita…)
    Espero que vc goste de fazer, pq eu sempre me divirto. E depois me conta se gostou.

  14. Pat, segue o link com a receita:
    http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2010/06/cupcake-e-otima-opcao-de-sobremesa.html
    O segredo, pra ser silencioso, é derreter a manteiga no microondas e abolir a batedeira. Os demais passos são iguais. Vai misturando as coisas aos poucos, usando um fouet (batedor de arame). É como faço e sempre dá certo. E se quiser cupcake de chocolate, faz tudo igual. Só acrescenta umas 3 ou 4 colheres de chocolate em pó antes de por o fermento. A quantidade depende da qualidade do chocolate (quanto melhor, menos é necessário). A massa deve ficar marrom igual a negrinho (o doce). Ah, sim, o forno é a 180º (isso fala no corpo da matéria, não na receita…)
    Espero que vc goste de fazer, pq eu sempre me divirto. E depois me conta se gostou.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.