Investimentos sem risco

Eu tenho um problema sério com tédio. Sou uma pessoa que fico entediada muito facilmente. Acho isso bom e ruim. É bom porque sempre me faz estar buscando algo novo, algo diferente – me torna uma pessoa inquieta, o que é bastante válido, sobretudo na minha profissão em que a criatividade tem que estar sempre à flor da pele.

Por outro lado, fico um pouco cansada de estar sempre fugindo do tédio. Por exemplo: neste exato momento, estou numa empolgação única com o fato de decidir adotar dois estilos para o verão e também para o próximo inverno: saia pelo joelho e calça troféu. O que me cansa é já saber que, daqui a um mês, eu vou estar cansada de tudo isso e inventando outra moda.

E daí vai me dar uma crise de identidade e já vou ficar confusa sobre o que gosto de fato. E daí vou olhar para minha coleção de jeans que me acompanha há uns 20 anos, vou pedir desculpas e vou dizer que prometo pela enésima vez não tentar, de forma alguma, substituir as minhas velhas, azuis e desbotadas.

Porém, enquanto esse dia não chega, é hora de aproveitar meu entusiasmo com saia pelo joelho e calça troféu. Essas duas tendências apareceram muito nas coleções lá fora e aqui também. No Minas Trend Preview, que apresentou a moda mineira para o inverno, esteve onipresente.

Sobre saia pelo joelho: acho lindo, feminino, elegante. Ainda mais com cintura alta. Sou fã declarada da cintura alta. A saia pelo joelho fica um charme com camisa de alfaiatara, com camiseta. E acho que sempre pede um saltinho, mínimo que seja.

Já a calça troféu é a grande aposta. Troféu porque ela rouba a cena no figurino, sabe assim? Não? Explico: sempre que a gente pensa numa roupa, algum ponto pensamos em destacar. Comigo, pelo menos, é assim. Ah, quero usar aquele sapato incrível numa festa? Então, serei mais básica no resto. Ah, quero usar uma calça troféu, dessas bem chamativas? Vou dosar a parte de cima e os acessórios.

Tudo isso é para dizer que não vou investir meu 13º na Bolsa, nem em Dólar, nem em Euro, muito menos em Poupança. Vou é investir em saia pelo joelho e calça troféu. Fui convincente?

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.