Mais um dia em cárcere privado

Passei a sexta-feira toda desviando do calor. Digo: pulando de um ar-condicionado a outro. Não gosto de me sentir um ser-humano pior, deprimido, irritado e intolerante. Infelizmente, o calor me faz sentir assim. E não estou só pelo que pude perceber com as demonstrações de solidariedade após ter escrito o post O animal que o calor me tornou.

image8PUESTAMOS TODOS JUNTOS NO INFERNO

Assim sendo, tentando manter minha mente quieta, minha espinha ereta e meu coração tranquilo, levantei na sexta-feira de manhã, deixei o ar-condicionado do quarto e corri para o ar-condicionado do escritório feito Usain Bolt.

boltPERNAS PRA QUE TE QUERO!

Em todos esses dias, o animal não teve a capacidade de me poupar do passeio matinal, o que me faz crer cada vez mais que o animal é feito de outra matéria. Porque, enquanto o meu nível de humor vai despencando a cada passada, o animal vai ficando mais e mais feliz de subir e descer lomba, de cheirar todas as gramas de sempre neste calor dos infernos. Minha mãe me disse que tudo tem limite, que o Bento precisa entender que não está fácil para ninguém e que eu deveria me poupar desses passeios nesses dias de demônio lambendo o corpo.

bento clássicaNÃO ACREDITO QUE ELA DISSE ISSO

Pois disse. E eu te poupei algum dia de algum passeio?

bento clássicaNÃO

Quer prova de amor maior?

bento clássicaNÃO

Mulher rezando loiraPELO MENOS ELE TEM NOÇÃO

O passeio com o animal foi o único momento da sexta-feira infernal em que eu me expus ao mal humor do calor. Em seguida, levei o animal para tomar banho. Do ar-condicionado do carro, saltei para o ar-condicionado da pet, do ar-condicionado da pet, voltei para o ar-condicionado do carro (deixei o carro ligado, óbvio!!), do ar-condicionado do carro, me refugiei no ar-condicionado do escritório e trabalhei. Quando soou no celular o torpedo “seu pet está pronto”, saí do ar do escritório para o ar do carro, do ar do carro para o ar da pet, do ar da pet para o ar do carro e do ar do carro para o ar do Iguatemi.

bento clássicaELA NEM DESCEU DO CARRO PRA ME DEIXAR EM CASA

Nem desci mesmo. Despachei o Bento com a Rosa.
Aliás, esqueci de perguntar: ela te deu almoço?

bento clássicaSIM

Foi tu, então, que comeu a última panqueca da geladeira?

bento clássicaSIM

Na quarta-feira, pedi pra Rosa que deixasse panquecas na geladeira. Panquecas recheadas com ovo, azeitona e filé mignon. Foi o que jantamos na quarta e na quinta. Sem a menor tolerância ao bafo da sala, tudo o que nos restava era chegar em casa, abrir a geladeira, passar a mão em duas panquecas, na mostarda do Rib’s e correr para se refugiar no ar do quarto. Voltando ao Iguatemi: tinha uma reunião para ir às 14h30. Cheguei no shopping às 14h27 sem almoçar. Saí me despencando até a Casa do Pão de Queijo, passei a mão em um pãozinho e voltei me despencando até a administração do shopping para a reunião. Terminado o compromisso, Carencita sugeriu:
– Vamos experimentar o picolé mexicano?
– Siiiiiiiim!!!

E nos dirigimos para lá. O picolé mexicano vem a ser o quiosque de Los Paleteros, que, desde sua inauguração, há uma semana, vive com fila até a porta de entrada do shopping. Reparem, por favor, no número do meu ticket.

foto-689SETE MIL E TREZENTOS E SETENTA E OITO!!!!

Entramos na fila, eu, Carencita, Andressa e Bruna. Passamos a fila inteira discutindo qual sabor íamos pedir.

foto-690TAREFA NADA FÁCIL

– Por questões óbvias, vou pedir o de brigadeiro – eu disse.
– Acho que vou comer o de morango com recheio de leite condensado – falou a Carencita do alto de sua gravidez de 7 meses.
– Eu acho que tu vai ficar enjoada, mas tu quem sabe – eu respondi.
– Eu vou comer o de morango com leite condensado – disse a Andressa.
– Eu acho que tu vai ficar enjoada, mas tu quem sabe  – eu pensei.

E a fila foi andando.

– Pensando bem, acho que vou comer o de chocolate belga – repensou a Carencita.
– Chocolate belga parece bom – eu repensei também.
– Eu vou comer o de morango com leite condensado – repetiu a Andressa.
– Eu acho que tu vai ficar enjoada, mas tu quem sabe – eu pensei.

E a fila se aproximou do freezer com os picolés. Sou uma pessoa que come com os olhos e muda facilmente de opinião diante de um prato. Aconteceu o mesmo com os picolés. Quando dei de cara com o sabor de banana caramelizada, foi amor à primeira vista.

– Vou comer o de banana caramelizada – decretei.
– E aquele ali, o que é? Nossa, abacaxi com pimenta! Vou comer este! – disse a Carencita.
– Tu vai comer pimenta com este calor? – eu perguntei.
– Deve ser refrescante.
– Ahh..
– E vou comer o de morango com leite condensado – repetiu a Andressa.
– Eu acho que tu vai ficar enjoada, mas tu quem sabe – eu pensei.

Então, chegou nossa vez. E sem mais o que pensar, pedi meu banana caramelizada.
Olha!!

foto-692OOOOOOOHHHHHH!!!

Se é bom?

amo almondegasSENSACIONAL!!!
Banana puuuura!!!!

Dei uma prova do meu para a Carencita.
– Nossa, é banana banana mesmo! – ela disse.
– Bom, né? Bem cremoso.
– Prova o meu – ela ofereceu, me dando uma mordida da paleta de abacaxi com pimenta.
– Realmente é refrescante, mas a pimentinha pega, hein?
– No finalzinho pega mesmo.
– Alguém quer provar o morango com leite condensado? – perguntou a Andressa.
– Eu acho que tu vai ficar enjoada, mas tu quem sabe – eu pensei. – Não obrigada – respondi

paleta-morango-com-leite-condensadoEIS O MORANGO COM LEITE CONDENSADO

Fomos caminhando em direção ao carro e comendo felizes nossas paletas. Nos despedimos, fui para o meu carro e Carencita e Andressa seguiram até o carro delas. Acabei de devorar minha banana caramelizada a tempo de jogar o palito fora e voltar para a redação. Abria o computador quando a Carencita chegou.

– Nossa, não aguentei comer aquele picolé inteiro… Foi me dando um enjôo, aquela pimenta foi me dando um calorão, parecia que eu ia sufocar. Tu comeu o teu inteiro?
– Não só comi como comeria outro!

feliz SmileHE HE HE HE HE

– E a Andressa? – eu perguntei. – Comeu o dela de morango com leite condensado?
– Também não. Enjoou completamente e teve que botar fora.
– Eu avisei!!!

feliz SmileHE HE HE HE HE

Então, neste sábado, com um tijolo de banana caramelizada alojado em meu estômago e depois de ir jantar no meu querido Daimu, ainda tive a capacidade de acordar com fome. Suco verde, mamão, banana amassada com linhaça e chia e café preto depois, aqui estou refugiada no ar-condicionado do escritório, sendo encarada pelos dois olhos esbugalhados do animal que questionam se hoje não vamos passear.

27 panic460SIM, DAQUI A POUCO

Primeiro, preciso anotar tim tim por tim tim esta receita maravilhosa de arroz de lulas da Isadora Becker. Vejam a facilidade e a delícia, por favor!

Pra fechar os olhos e se sentir beeeeeeeem longe do inferno de Porto Alegre.

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.
  1. Mariana, tens razão, eu comi o de morango com leite condensado e não gostei. O leite condensado esconde totalmente o gosto do morango. Por isso não experimentei outro sabor. Mas acho que vou dar uma chance e testar outro sabor para tirar a prova.

  2. Oi Mari,
    Estive no Iguatemi ontem e vi o tamanho da fila, nunca tinha visto algo parecido em Porto Alegre, as pessoas estão enlouquecidas por este picolé. Eu não pretendo experimentar, tenho uma teoria: não vou comer algo que deve ser maravilhoso e que, depois, será mais uma coisa que terei de me privar, em razão das calorias. Os vícios doces que tenho já são mais do que suficientes. Bjs.

Deixar uma resposta Cancelar Resposta

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.