Momento esgotamento

Vou para o meu segundo dia a portas fechadas dentro do bunker do bunker. Explico: aqui em casa, dividimos o escritório em uma bancada de madeira.

ESTA É A PARTE QUE ME CABE DO LATIFÚNDIO

O lado do Chico é comparável ao escritório de um lorde inglês, tamanha organização. Já eu só funciono com todos esses penduricalhos na volta. A tal da bagunça organizada, sabe assim? Um dia até posso fotografar cada penduricalho e contar a historinha. Levaria mais um mês de licença só para fazer isso. Como estava dizendo, há dois dias vivo trancafiada no bunker (escritório) do bunker (apartamento). Como estamos só eu e Bento em casa, tomei o escritório para mim. Ele será só meu até sexta-feira, e estou aproveitando todo esse silêncio e espaço para dar um gás desgraçado nesse livro que não termina nunca.

NÃO TERMINA NUNCA

Hoje, sentei aqui às 10h e só parei de escrever agora, quase 14h da tarde. Posso dizer que foi um bom aproveitamento e ultrapassei a meta que havia colocado pra mim. Só que agora os neurônios pifaram de vez. Tentaria seguir em frente aos solavancos se não fosse o Bento ter batido na porta para transmitir um recado da Rosa.

ACABOU ATÉ A ÁGUA

Só acreditei porque fui conferir com esses próprios olhos que a terra não há de comer, pois pretendo ser cremada: acabou até a água mineral da casa. Até a água do pote do animal.

EU SÓ BEBO MINALBA OU FLORESTA

A casa está entregue às traças, a geladeira está entregue às traças, a despensa está entregue às traças. Nem BelVita de almoço eu tenho mais.

E MEU PRAZO ESTÁ SE ESGOTANDO

Como não há mais nada em casa, como minha lombar começa a doer, como a lente do meu óculos permanece imunda, como a Clarisse me informou que o mais eficaz para limpar lente de óculos é vodka, terei que me levantar neste instante e ir ao supermercado. A pessoa vai tirar o pijama para comprar vodka.

NÃO ME INTERPRETEM MAL

Já vou aproveitar e comprar duas garrafas de vinho para o meu amado pai, que está de aniversário hoje. Vou aqui ao lado de casa, na Grand Cru. Já disse e repito: quer dar um bom presente sem errar?

VINHO!

Já vou aproveitar e comprar uma garrafa incrível do melhor vinho da melhor vinícola do mundo só pra mim. Quando acabar esse livro, vou sair diretamente do bunker para dar um biquinho dentro dela.

SI DÃUS SIZER


Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.
  1. Mariana, chegando na Grand Cru, fala com meu marido, o João! Ele vai te indicar a melhor garrafa do melhor vinho do mundo. =)
    Um beijo e sucesso com o livro!

  2. Mariana, que determinação e disciplina ! Não te desespera que tu vais conseguir entregar no prazo, sim. Agora, para o teu esgotamento e necessidade de concentração, além de umas horas bem dormidas, vai uma outra dica: gingko biloba. Ajuda bastante para concentração e memória. Isso é fato. Ah, e o detalhe que descobri recentemente é que as pesquisas atuais ainda confirmam que é bom para pele e cabelos :)

  3. ADOREI a história de contar a história de todos os penduricalhos!!! Adoro penduricalhos!!! Meu espaço aqui em casa é igualzinho o teu, o meu cheio de penduricalhos, coisas de viagem, post-its na parede e nenhum lugar na mesa, ehhehehe. O do marido um primor de organização… as vezes a minha bagunça entorna e vai parar no dele… fica p da vida… ehheheh
    Quanto ao óculos, deve estar cruel pra não limpar mais com detergente, eu tentaria aqueles kits de limpar tela do computador. Ia sugerir aquelas toalhinhas mágicas, mas acho que já não dão conta também. Quem sabe limpa-vidros???

  4. Liiindo o escritório!
    Aguardo o dia da historinha de cada penduricalho.
    Sabe o que é que está te exaurindo? Claro que sabe Mariana; é saber que que existe um prazo.
    Mas falo em nome de todas as leitoras de teu blog:
    Sabemos que tu vais arrasar e terminar o livro em tempo, e então teremos uma nova história daquelas bem legais para ler, EBA!!!

    Abraço.

  5. Mariana, mas que coisa mais deliciosa esse teu bunker! Vontade de ficar nele por dias a fio (tá, sem um prazo final para entrega de livro, né?)!
    Não te preocupa, dá uma respirada, vai comprar um bom vinho pro teu pai (na Grand Cru não tem como errar, né?) e dar um beijo nele pelo aniversário, que a inspiração volta e tu vai conseguir fazer tudo a tempo. Hoje é aniversário do meu pai também, mas eu tive que me contentar com uma ligação, já que ele mora em Sampa e não deu pra dar um abraço pessoalmente (snif, snif).

    Beijocas em ti e uns apertos no fofo do Bento.

  6. Mari muitíssimo obrigada!! Ajudastes muito, decidimos que vamos para o Rambla, depois te conto…adorei o bunker, cheio de inspirações, com certeza pode render outro livro!!! Sucesso, nós estamos com pensamento positivo e keep writing!

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.