O milk shake do Joe´s e a mostarda do Rib´s

Soltei um “ooohhhh” quando li hoje de manhã que o Joe´s vai fechar as portas. Daí fiquei pensando porquê. Eu tomei o milk shake do Joe’s uma vez na vida (vivo em constante estado de dieta) e confesso que não achei isso tuuuuuudo que sempre disseram. Era bom, ok. Mas daí a ser o melhor do mundo acho que faltava um pouco. Meu “ooohhhh”, creio eu, é por Porto Alegre perder um lugar que faz parte da sua identidade, um lugar que tinha cara de Nova York, um lugar que era bacana de levar alguém de fora, sentar ali e mostrar “ó, o Joe’s só existe aqui. Aproveita, viu?”. Eu gosto dessas coisas exclusivas e acho que, se os proprietários estivessem com vontade mesmo de levar a lanchonete adiante, encontrariam fácil um empreendedor que injetasse força ali – digo dinheiro e entusiasmo. Mas ok,. cada um sabe o que deve fazer da vida.

***

Senti muito mais quando o Rib’s fechou. Eu fui muito mais da geração Rib’s do que da geração Joe´s. Agora me ocorreu pensar se seria o mesmo que optar por ser gremista ou colorada…. Não sei. Só sei que até hoje eu salivo quando penso no Rib’s. Talvez por todo um conjunto de fatores. Tinha uma amiga de colégio, a Renata, que morava naquela ruazinha sem saída na frente do Rib’s. Os trabalhos de colégio, obviamente, sempre eram finalizados nas mesinhas da lanchonete. Consigo matar a saudade do Rib´s pela mostarda – esta sim a melhor do mundo.

***

Não adianta vir me apresentar mostardas francesas em lindas embalagens coisa e tal. Eu conheço todas, e a do Rib´s É a melhor do mundo. Como fiquei meio escaldada com o fechamento do Rib’s, morro de medo que parem de produzir a mostarda também. Eu juro: a cada ida ao supermercado, trago para casa uma mostarda da Rib’s. A minha despensa está virada em coleções de mostardas do Rib´s. É mais forte do que eu. E não há no mundo quem me convença de insanidade mental.

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.