Peregrina na Biblioteca Real da Bélgica

Morri! Morri! Morri!

Morri três vezes!

Morri de amores com este carinho que o superchef  Caco Zanchi, hoje radicado na Bélgica, tem por mim. Sim, este é ele, lendo Peregrina de Araque do outro lado do mundo!

E as queridas palavras que me enviou então?

“E depois de muito viajar, enfim a Peregrina chegou ao reino da Bélgica, em uma bela tarde primaveril. Ela me fez rir muito, dar gargalhadas como não fazia ha muito tempoooo. Muito bom. Próxima parada da Peregrina será fazer parte do acervo da Biblioteca Real de Antwerpen, pois ela está sendo doada para que outros viventes, de fala ou que estudam o idioma pátrio, também possam se deliciar com as peripécias desta peregrina sui generis… E ali, ela será vizinha de Goethe, Da Vinci, Rubens, Lord Byron, Paulo Coelho e milhares de outros colegas… Parabéns, Mariana, devorei o livro em duas horas, enquanto aproveitava o rei sol, sentado na murada do Palacio Real de Bruxelas…”

Juro: me escorreu uma lágrima…

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.
  1. morri junto… fico feliz junto com as pessoas a quem admiro. E, ser vizinha do Da Vinci e Goethe, requer além das lágrimas um gritinho de felicidade. beijoca

  2. morri junto… fico feliz junto com as pessoas a quem admiro. E, ser vizinha do Da Vinci e Goethe, requer além das lágrimas um gritinho de felicidade. beijoca

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.