Pra não restar dúvida: as vantagens e eficácia de cada método contraceptivo

Em plena era digital com a democratização do acesso à informação ainda ocorrem casos de gravidez indesejada. Entre as principais causas para as gestações não planejadas está a não adoção ou o uso incorreto dos métodos contraceptivos. Estimativas da ONU (Organização das Nações Unidas) indicam que a demanda não atendida por contracepção no Brasil seja de aproximadamente 6%, afetando 3,5 milhões de mulheres em idade fértil.

A escolha é pessoal, mas a orientação de um profissional torna-se fundamental já que todo método tem vantagens e desvantagens. Devem ser avaliados pelas mulheres, parceiros e médicos os riscos à saúde, hábitos, condições financeiras e demais fatores. Nenhuma alternativa atinge a taxa de 100% de eficácia e há que se considerar que existem métodos contraceptivos permanentes e temporários.

Para auxiliar na tomada de decisão, a médica ginecologista Daniella De Batista Depes, encarregada do Setor de Histeroscopia do Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo, listou algumas vantagens e graus de eficácia dos principais métodos existentes.

laqueadura-hiperoscopiaLAQUEADURA POR HISTEROSCOPIA: MICRO IMPLANTES MACIOS INSERIDOS NA TUBA UTERINA

Métodos contraceptivos definitivos

Laqueadura por Histeroscopia
Eficácia de 99,8%
Cerca de 0,3 gestações podem ocorrer em cada 1.000 mulheres em um ano.
Dois micro implantes macios e flexíveis são inseridos através da vagina e útero, sendo colocados um em cada tuba uterina. Uma barreira natural e irreversível se forma em torno dos micro implantes e proporciona a oclusão do canal, o que impede o esperma de alcançar os óvulos. Nenhuma incisão é necessária para inserir os micro implantes. A anestesia geral não é necessária durante o procedimento e dispensa internação. Conhecido como Essure é um procedimento minimamente invasivo, ambulatorial e rápido.

Laqueadura cirúrgica
Eficácia de 99%
Cerca de 5,5 gestações podem ocorrer em cada 1.000 mulheres em um ano.
É caracterizada pelo ligamento ou corte das tubas uterinas, que ligam o ovário ao útero. A cirurgia é realizada com anestesia geral e pode ser feita por duas vias, laparotômica, com uma incisão grande, ou laparoscópica, com duas ou três pequenas incisões, com o auxílio de uma minicâmera inserida no interior do abdômen. Como qualquer procedimento cirúrgico, traz riscos de complicações.

Vasectomia
Eficácia de 99%
Cerca de 7,4 gestações podem ocorrer em cada 1.000 mulheres em um ano.
Esterilização masculina realizada através de um procedimento cirúrgico permanente, seguro, simples e rápido. Pode ser feito em uma clínica ou consultório. Não afeta o desempenho sexual.

PILULAPÍLULA: EXIGÊNCIA DA DISCIPLINA PARA INGESTÃO ORAL DIÁRIA

Métodos Contraceptivos Temporários

Contraceptivo oral
Eficácia de 91%
Cerca de 80 gestações podem ocorrer em cada 1.000 mulheres ao longo do tempo.
É o método mais popular. Pode evitar a gravidez e ajudar a combater a TPM, acne, endometriose, cólica e síndrome dos ovários policísticos. Regula o ciclo menstrual. Exige disciplina para ingestão oral diária. Contraindicado para mulheres fumantes com mais de 35 anos e hipertensas.

Injeção
Eficácia de 94%
Cerca de 30 gestações podem ocorrer em cada 1.000 mulheres ao longo do tempo.
Com os mesmos princípios da pílula, a injeção de hormônios pode ser feita mensal ou trimestralmente. Dispensa a disciplina da ingestão oral diária.

patchADESIVO: DEVE SER COLADO NO BRAÇO, NÁDEGA OU ABDOME

Adesivo
Eficácia de 91%
Cerca de 80 gestações podem ocorrer em cada 1.000 mulheres ao longo do tempo.
O anticoncepcional sob a forma de adesivo deve ser colado na pele do braço, nádega ou abdome, e libera aos poucos os hormônios no organismo. Não pode ser utilizado por mulheres que pesam mais de 90kg.

Implante
Eficácia acima de 99%
Cerca de 0,5 gestações podem ocorrer em cada 1.000 mulheres ao longo do tempo.
O implante anticoncepcional é uma pequena cápsula de 4cm que é introduzido embaixo da pele do braço por meio de um aplicador descartável, com anestesia local. Contém o hormônio que é liberado gradualmente no organismo e atua impedindo a liberação do óvulo ao ovário, além de dificultar a entrada de espermatozoides. O implante tem duração de três anos.

Anel vaginal
Eficácia de 91%
Cerca de 80 gestações podem ocorrer em cada 1.000 mulheres ao longo do tempo.
Feito de silicone, é introduzido pela mulher na região vaginal e libera hormônios diretamente na circulação sanguínea. Apresenta eficácia de 99,6% a 99,8%, não oferece incômodo e tampouco atrapalha o ato sexual. Diminui o fluxo menstrual e a frequência de cólicas.

Holding an IUD birth control device in handDISPOSITIVO INTRAUTERINO: EVITA A CIRCULAÇÃO DE HORMÔNIOS NO SANGUE

DIU – Dispositivo Intrauterino
Eficácia acima de 99%
Cerca de 8 gestações podem ocorrer em cada 1.000 mulheres ao longo do tempo.
É um objeto pequeno de plástico flexível, podendo conter cobre ou hormônio. O dispositivo é inserido pelo médico no útero da mulher e pode ser realizado em ambulatório. É reversível e não interfere nas relações sexuais.

O DIU hormonal age liberando uma dose de progesterona no útero, sua atuação é local, por isso evita a circulação de hormônios na corrente sanguínea. Reduz o fluxo menstrual e as cólicas. Tem ação de até cinco anos. Já o DIU de cobre, não é medicado e age por meio das propriedades do cobre, material do qual é composto, impedindo a fertilização. Tem ação de até dez anos.

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

3 Comentários
  1. Nossa, adorei sua postagem! Super direta e de fácil entendimento. Atualmente uso pílula, mas é uma bomba de hormônios, então estou pensando seriamente em mudar para o DIU. Em breve quero fazer um post sobre esse assunto no meu blog e o seu vai servir como inspiração (dando os devidos créditos, é claro. hehe). Abraços. Aline.
    tipsandgoodvibes.wordpress.com

  2. Poxa, adorei o post mas ainda estou na dúvida sobre o melhor anticoncepcional pra mim. Estive pensando em optar pelos injetáveis. Mariana, você tem algum post falando sobre eles? Pesquisando tenho visto bons relatos sobre o Cyclofemina. Uma amiga até tinha me falado dele. Achei este link http://www.cyclofemina.com.br/ mas quero mais informações, saber melhor sobre as experiências pessoais com ele. Agradeço e parabéns pelo blog!

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.