Salto alto sem dor

Tive uma daquelas noites de insônia de novo.

insomnia-15VISÃO DO INFERNO

Poderia ter lido, poderia ter tomado leite (meu pai adora essa dica que eu jamais vou seguir), poderia ter escrito. Ao contrário de tudo, fiquei virando e revirando de um lado a outro da cama feito aquelas galinhas de padaria. Mas não fiz nada.

insomnia-15FIQUEI ASSIM DURANTE DUAS HORAS

Pensei na morte da bezerra, no jantar de lombinho com cebola e tomate, em tudo que me reservava a terça-feira de trabalhos e reuniões… Pensei que precisava encomendar mais meu querido suco verde do Saúde lá em Casa, que finalmente o Bento tinha parado de se coçar depois do banho e da tosa, que eu preciso comprar imediatamente o livro do Daniel Galera, Barba Ensopada de Sangue, para continuar lendo, uma vez que comecei em Punta, adorei, mas o livro não era meu.

mi_476149605234945OI, BONITÃO

Pensei, pensei, pensei. Até que resolvi prestar atenção na respiração. Não funcionou. Tentei de novo. Não funcionou de novo.

insomnia-15ENTÃO CONTINUEI ASSIM

Continuei com os dois olhos esbugalhados, mas com a certeza de que uma hora o sono voltaria. Como de fato voltou. E então, quando o despertador tocou, eu saltei da cama feito um zumbi, pisei no rabo do animal, tomei uma dentada no calcanhar.

E viva a terça-feira!

Portrait of a group of business people laughing against white baVIVA!

Porque o importante é pensar positivo!

Portrait of a group of business people laughing against white baVIVA!

E não ter saudade das férias!

Portrait of a group of business people laughing against white baVIVA!

Dia desses, estava lendo no jornal espanhol El Pais uma reportagem sobre uma modalidade de ioga que alivia quem tem naia de usar salto alto e sofre com dores na panturrilha. Chama-se Yamuna Zake a inventora do “foot fitness”.

yoga_565027770_635xOLHA ELA AQUI PRATICANDO!

Yamuna diz que decidiu criar esse tipo de aula porque a maioria das mulheres que vê nas ruas não sabe andar de salto. Por isso, se propõe a ensinar as alunas a alinhar o corpo e fortalecer o pé para que fiquem livres para usar o sapato que quiserem.

yoga_383113727_635xMAIS UM EXERCÍCIO

Yamina tem 59 anos e há 15 dedica-se ao aperfeiçoamento da prática, que já é conhecida como amuma Body Rolling fitness and therapy system. A primeira coisa que analisa é se as alunas sabem utilizar todas as partes do pé. Ela também ensina como fortalecer os dedos dos pés e os metatarsos.

yoga_835179901_635xACHA QUE NÃO DÓI?

A aula também inclui colocar o salto alto para que a professora explique como trocar o peso do dedo mínimo até o dedão. Uma dica de Yamuna é bem interessante: sempre procurar trocar o tamanho do salto para que os pés e os músculos das pernas não sea comodem em uma mesma posição.

yoga_803020071_635xGOSTEI MUITO DESSE

Feita minha contribuição para o bem-estar da humanidade feminina nesta manhã de terça-feira, me retiro no momento para me dar direito a um almoço de gente e não apenas a três bolachinhas BelVita como aconteceu na fatídica segunda-feira pós-férias.

VADE_R1XÔ, SATANÁS!

 

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.
  1. Oi Mari!! Terminei de ler o livro do Daniel Galera no carnaval, simplesmente amei!! Já estou a procura de outros livros dele. Espero que gostes tanto quanto eu!! Beijão

  2. Parece mentira Mari, mas acabei de ler o livro noite passada, estava nas minhas leituras de férias tbm. Adorei abrir teu blog e ver a indicação dele. Aquele tipo de livro que fica na cabeça e a gente não sossega até chegar no final. BJ. Bom retorno!

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.