TPM: quando uma lasanha salva do suicídio

Foi uma segunda dura, como escrevi no post O que faz você feliz na segunda-feira? Me peguei pensando por que razão aquela segunda-feira de ontem foi tão dura comigo. E então, como uma idiota retardada mental, percebi o óbvio: estava de TPM. Não posso me queixar de Tensão Pré-Menstrual. Não é sempre que ela se manifesta, mas quando se manifesta ela é bastante cruel.

angry-woman-1É MATAR OU MORRER

Dois instintos tomam conta de mim na TPM. Ou tenho vontade de matar ou tenho vontade de morrer. As pequenas rotinas e idiotices do cotidiano tomam proporções e importância absurdas. No trânsito, se estou abduzida pelo instinto de matar, sou capaz de puxar o freio de mão, sair do carro, atravessar a janela de quem buzinou para mim ao menor sinal verde e estrangular a pessoa até ela começar a babar uma gosma amarela pelo canto da boca e os olhos começarem a ficar vermelhos de sangue coagulado.

bento1EU NÃO CHEGO PERTO

Se estou tomada pelo instinto depressivo de morrer, ao menor sinal da buzina começo a chorar e a considerar o mundo um lugar muito duro de se viver, em que a gentileza das pessoas foi substituída por essa dureza das cidades de concreto.

bento1CHEGA A DAR PENA

Pois ontem estava tomada pelo instinto de morrer, com o agravante de ser segunda-feira. Estava dolorida, estava cansada da vida, estava achando o peso de tudo e de todos um fardo pesado demais para ser carregado. Por isso tive vontade de voltar a ser criança. Por isso, fui ao McDonald’s comer um McLanche Feliz e me preocupar apenas com a escolha do brinde da Hello Kitty. Por isso, me dei o direito de comer um Charge de tarde. Por isso devorei uma lasanha à noite.

Screaming woman-time urgencyBENZADEUS, MARIANA!

Pois é. Benzadeus. A questão é que ontem eu estava me lichando para dieta, me lichando pra caloria, me lichando para os dilemas da vida de uma mulher de 41 anos. Com o espírito suicida batendo constantemente à porta, eu só conseguia pensar no meu último dia de vida e do que jamais me arrependeria de ter feito ao contemplar minha trajetória no leito de morte. E concluí que jamais me arrependeria era de ter comido tudo o que comi numa segunda-feira de TPM.

bento1PARECIA UMA TROGLODITA

A lasanha que estava no congelador era uma das lasanhas que encomendei no Sem Reservas, como contei no post Sem Reservas para comer (e para falar o que não deve). Elas foram entregues no sábado de manhã, mais precisamente às 10h30min, na porta de casa: Lasanha de Costela na Lenha, lasanha Mellanzana Parmeggiana e uma pequena de Carne de Panela. Fora os molhos pestos.

nham nhamNHAM NHAM

Ao chegar em casa com espírito de porco suicida e ao encontrar Chico e Bento no sofá, fui confrontada com a pergunta de ambos: “O que faremos de jantar?”. Não tive dúvida. “Qquero comer a lasanha de costela”.

homem-assutado-2HEIN?!!

– Tu tá falando sério? – perguntou o Chico.
– Muito. E só para tua informação, almocei um McLanche Feliz. Ah, e comi um Charge bem doce de tarde.
– E onde tu pretende chegar?
– A não me matar.
– Como assim?
– Estou de TPM e quero jantar a lasanha de costela.
– Ok – ele respondeu e foi colocar a lasanha no forno.

bento1COITADO DO CHICO

A lasanha do Sem Reservas serve muuuito bem duas pessoas. Se eu estivesse em meu estado normal, teria comido apenas metade do que comi. O que quero dizer é que, aqui em casa, a lasanha do Sem Reservas duraria duas refeições. A metade dela é realmente uma senhora metade e serve a mim e ao Chico com dignidade, junto com uma saladinha.

Só que ontem, eu comi a saladinha, dividi com o Chico uma metade e resolvi que queria comer a outra metade.
– Tu tem certeza?
– Ainda estou com vontade de me matar.
– Ok – disse ele, e dividiu a segunda metade.

felizHE HE HE

A lasanha de costela do Sem Reservas é uma delícia e contribuiu para salvar minha vida. Hoje eu acordei relativamente melhor. O que quero dizer com isso é que ainda não estou cem por cento, mas já não corro o risco de tirar a própria vida. Também não corro o risco de almoçar pelo segundo dia consecutivo no McDonald’s.

Vou voltar à minha alimentação diária de muitas verduras e legumes. Para dar um corretivo nessa TPM dos infernos, fiz uma pesquisa sobre práticas alimentares e alimentos que ajudam a combater o mal. São 10 tópicos.

professoraVAMOS A ELES

1) Aumentar a ingestão de fibras: cereais integrais, frutas e hortaliças.
2) Reduzir a ingestão de gordura saturada: carnes gordas, laticínios integrais, frios e embutidos.
3) Reduzir a ingestão de carboidratos simples (mel, açúcares, doces em geral, pães refinados).
4) Priorizar carboidratos complexos, como os cereais, massas e pães integrais.
5) Diminuir o consumo de sal, molhos e temperos prontos, enlatados, conservas, glutamato monossódico. O sódio contido favorece o acúmulo de líquidos no organismo (inchaço, edema).
6) Reduzir o consumo de café, refrigerantes à base de cola, chá preto e mate. Essas bebidas contêm metilxantinas (cafeína, teobromina e teofilina) que são muito excitantes e estimulantes, o que poderá aumentar o quadro de irritabilidade, instabilidade emocional e nervosismo.
7) Reduzir o consumo de bebidas alcoólicas. O álcool pode desencadear cefaleia (dor de cabeça) e fadiga, além de favorecer a perda de nutrientes devido à ação diurética.
8) Priorizar a hidratação, aumentando a ingestão de líquidos, objetivando a boa hidratação e a eliminação de toxinas.
9) Acrescentar canela e cacau em pó nas frutas, ajuda a reduzir a voracidade por doces e carboidratos. A banana ainda é fonte de vitamina B6 e triptofano.
10) Priorizar atividade física. O exercício pode ajudar a reduzir as cólicas menstruais e melhora o humor.

enxaqueca20A MESMA LENGA LENGA DE SEMPRE

Compartilhar
Sem comentários ainda.
  1. Mariana, eu achei ótima a tua solução.
    Merecemos comer coisas maravilhosas, quando estamos meio loucas.
    Como diz o Bento, “coitado do Chico,” hahaha.

    bj

  2. Kkkkkk, exatamente isso Mariana!!! Matar ou morrer! Também sou assim e nada que “algumas guloseimas não salvem”… hehehehe. E quanto ao restante concordo com você a mesma lenga lenga de sempre! Bjos!

  3. Nossa Mari, nunca, em alguns bons anos de TPM, alguém descreveu tãããão corretamente como eu me sinto na TPM. Ou matar ou morrer!!! Perfeito e cômico se não fosse trágico!!! Sofro horrores também!!!!!!!! Pobre do Chico kkkk! Bjs e ainda bem que a segunda já passou!!!

  4. Perfeito… me senti sendo descrita .. ainda bem q para mim é so um dia de TPM,mas é esse sentimento mesmo aff maria … esse mes percebi que minha sobrinha de 12 anos é igual a mim de TPM tadinha …imagina qdo chegar na minha idade 40 lindos anos… beijos mulheres que matam/morrem em TPM .. tadinhos dos maridos …

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramUnable to communicate with Instagram.