Um história com muitos motivos

Quem está com pressa deve ler em outro horário, porque a história é quase uma novela mexicana, tem todo o dramalhão de uma novela mexicana e, como toda novela mexicana, tem final feliz. Oba!

Dia 10 de abril, ganhei de presente um lindo vaso de flores do Zaffari. Flores plantadas na terra. Tirei a embalagem e coloquei na varanda de casa. Quatro dias depois, saí para almoçar no Villaró, onde devorei minha torta preferida, a Torta Alfajor. Já falei sobre ela AQUI.

As aparências enganam, acredite!

Enquanto almoçava, começou um super temporal, ventania, chuva. Ao chegar em casa, vi que o vento tinha derrubado meu vaso no chão. Ele estava todo espatifado, e a terra atirada pelo chão. Juntei os pedaços, juntei as flores, mas como o chão estava todo molhado, pensei: “Limpo a terra depois”.

E é aí que começa a novela mexicana…

Bento, meu cão lhasa apso de 11 anos, andava com dor de barriga. Percebi isso porque flagrei ele cheirando a salsinha da horta e dando umas mordiscadas. Pois olha o que é o instinto do animal: Bento, meu cão lhasa apso de 11 anos, percebeu que, no meio da terra espalhada pelo chão, havia uns pedacinhos de carvão. Não me pergunte por que as floriculturas fazem isso, mas elas fazem.

Motivo número 1 deste post:  se você tem cão em casa, não deixe eles xeretarem nas terras dos vasos comprados em supermercado. Elas trazem pedacinhos de carvão junto com a terra.

Não é verdade que tomamos cápsula de carvão vegetal quando estamos mal do intestino? Pois Bento, meu cão lhasa apso de 11 anos, mal do intestino, achou por bem comer aqueles pedaços de carvão da terra.  O que aconteceu? Teve o intestino obstruído.

HOUSTON, WE HAVE A PROBLEM!

– Mariana, não há outra coisa a fazer a não ser operar. E rápido – me disse ao telefone o anjo da guarda de todos os meus cachorros, a Dra. Neusa Pacheco.

Motivo número 2 deste post: se você tiver algum problema com seu cachorro, não deixe de ouvir a opinião da Dra. Neusa Pacheco.

Escrevi este post abaixo quando trabalhava no Radar55 e diz muito sobre ela

Viver ao lado do melhor amigo nos momentos felizes é sempre muito bom. Presenteá-lo com cama confortável, ossinhos e brinquedos também. Mas um dia nosso melhor amigo precisará de ajuda (todos nós precisamos). Quando esse dia chegar, nem pense duas vezes. Procure a Dra. Neusa Pacheco.

Proprietária do Hospital de Clínicas Veterinárias do Rio Grande do Sul, a Dra. Neusa Pacheco é uma veterinária completa. Perfeita em diagnósticos precisos, alguém a quem recorrer de olhos fechados.

Não foram uma, nem duas, nem três – e sim incontáveis vezes que donos desiludidos lá chegaram com seu melhor amigo, e a Dra. Neusa soube aplicar a melhor solução.

Mas é preciso ficar esperta. Como toda boa veterinária que se preze, ela tem mil e uma ocupações. Consultas só entre 13h e 15h. Anote já esse contato em sua agenda.

HOSPITAL DE CLÍNICAS VETERINÁRIAS DO RIO GRANDE DO SUL: RUA DOUTOR MURTINHO, 24, BOM JESUS. TEL. (51) 3334-6944

Olha o resultado! Depois de dois dias internado para a cirurgia de desobstrução do intestino, Bento, meu amado lhasa apso de 11 anos, me espera no banco do Nacional. Não, não fui comprar vasos de flores com carvão dentro, hahahaha!! Fui comprar patê de Pedigree, que agora ele ama comer com essa ração maravilhosa que a Dra. Neusa receitou.

Motivo número 3 para deste post: Hill’s foi a única ração que o Bento aceitou comer na vida. Portanto,  se o seu cachorro faz cara feia pra ração, ó: tenta a Hill’s.

Bento anda tão forte, tão saudável e tão faceiro que virou um paquerador pior do que já era. Domingo, fomos almoçar na Barbarella Bakery e a paixão com a Pipoca rolou solta. A minha paixão foi pelo meu super sanduíche.

PELA-MOR-DE-DEUS!

O que é este pãozinho croc-croc-croc com cebola caramelada e queijo brie derretido? Alguém me belisca?

Motivo número 4 deste post: vá hoje devorar o sanduíche com cebola caramelada com queijo brie da Barbarella

E por fim, recuperado, Bento curtindo um dos seus programas preferidos: o ventinho na fuça na janela do carro.

Motivo final deste post: a esperança de que tudo vai dar certo deve ser a última que morre ;-)

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.
  1. Mariana, acabei descobrindo teu blog só agora (acredite), e já fiquei vidrada! Quando li sobre um dica de onde levar o cachorrinho doente, parei e pensei, poxa devia ter lido este blog antes! Vou explicar a situação..meu querido dog (Buddy) um poodle de 12 anos, veio a falecer nesta segunda-feira(18/06)…muito triste! Na hora pensei, meu Deus se eu tivesse procurado esta Dra ele poderia estar vivooo…mas qual foi minha surpresa, ele estava neste Hopital de Clínicas Veterinárias do Rio Grande do Sul, muito provável com a equipe da Dra. Neusa! Infelizmente eles não conseguiram salvar meu Buddy, mas tive ainda mais certeza de que ele estava em boas mãos ao ler a tua história! A equipe foi nota 10 e super sensível e atenciosa com a nossa perda! Uma ótima dica sem dúvida..parabéns pelo blog!

  2. Mariana, acabei descobrindo teu blog só agora (acredite), e já fiquei vidrada! Quando li sobre um dica de onde levar o cachorrinho doente, parei e pensei, poxa devia ter lido este blog antes! Vou explicar a situação..meu querido dog (Buddy) um poodle de 12 anos, veio a falecer nesta segunda-feira(18/06)…muito triste! Na hora pensei, meu Deus se eu tivesse procurado esta Dra ele poderia estar vivooo…mas qual foi minha surpresa, ele estava neste Hopital de Clínicas Veterinárias do Rio Grande do Sul, muito provável com a equipe da Dra. Neusa! Infelizmente eles não conseguiram salvar meu Buddy, mas tive ainda mais certeza de que ele estava em boas mãos ao ler a tua história! A equipe foi nota 10 e super sensível e atenciosa com a nossa perda! Uma ótima dica sem dúvida..parabéns pelo blog!

  3. Oi, Luciana. Puxa vida, meus sentimentos. É duro, eu sei bem. Mas como vc mesma falou: fica super tranquila. Buddy esteve nas melhores mãos. Bjo grande. MK.

  4. Oi, Luciana. Puxa vida, meus sentimentos. É duro, eu sei bem. Mas como vc mesma falou: fica super tranquila. Buddy esteve nas melhores mãos. Bjo grande. MK.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.