Ninguém mais acredita em tanto Photoshop

Cheguei em casa dia desses e a Vogue de abril estava em cima da mesa do escritório. Assinei a Vogue impressa há uns dois anos e faz quase um ano que tento cancelar e não consigo. O mesmo acontece para a edição digital do jornal O Globo. Um verdadeiro inferno. Mas este é um outro assunto que merece um outro post. O tema agora é a capa da revista Vogue de abril.

Olha!

capap8s8sESTA É A FOTO DE CAPA SEM AS DEVIDAS APLICAÇÕES DE LOGO, CHAMADAS E AFINS
São 10 estrelas da televisão brasileira que a revista escolheu para prestar homenagem aos 50 anos da TV Globo. Trata-se de uma daquelas capas duplas que se desdobram em duas, estilo Vanity Fair…

 capa0013Esta é a primeira capa, que fica visível nas bancas. Traz Fernanda Lima, Fernanda Montenegro, Renata Vasconcellos, Camila Pitanga e Glória Pires

capa88sEsta é a segunda capa, que fica dobrada atrás da primeira. Traz Gloria Maria, Paolla Oliveira, Angélica, Malu Mader e Grazi Massafera

Achei legal a ideia da revista e imaginei a guerra de egos que não deve ter sido selecionar apenas 10 atrizes de um amplo universo de estrelas (apenas Renata Vasconcellos, minha musa-mór, é do jornalismo da emissora). Sentei na cadeira do escritório, abri a revista e comecei a observar melhor figurinos e afins. Vi que a imagem foi clicada por uma papisa no assunto, a fotógrafa alemã Ellen von Unwerth. Jogo de cores e estética incrível. Mas uma coisa me chamou muito a atenção – algo que não acho mais cabível nos dias de hoje em uma publicação feminina: o exagero no Photoshop.

: Ninguém precisa de Photoshop

Pelo visto, meu estranhamento não foi único. Na conta da revista no Instagram, uma saraivada de críticas de seguidores se fez valer. “Adorei o Photoshop todo kkkk”, falou uma; “Galera da Vogue, pega mais leve no PS! Tá puxado, muito puxado!!”, escreveu outra; “Pra que tanto Photoshop? A Gloria Maria está toda esticada”; “Camila Pitanga tão branca que quase nem reconheci”; “A única coisa diferente que vi nessa capa foi a Fernanda Montenegro 20 anos mais moça”.

capa0013NÃO DÁ PRA TIRAR A RAZÃO DAS CRÍTICAS, VAI DIZER?

Entendo o Photoshop como ferramenta para corrigir algumas mínimas imperfeições, ou manchas, sutilezas, enfim, principalmente em capas de publicações femininas e editoriais de moda em que a estética é bastante importante. Mas a maneira como o Photoshop tem sido utilizado ultimamente passou de todos os critérios e limites. Serve para tirar barriga, eliminar rugas, definir silhuetas, rejuvenescer (às vezes, até aleijar) – apresentar uma perfeição que não existe. E o consumidor há muito deixou de ser o bobo da corte. Ninguém mais acredita em tudo o que vê.

 002OU ACREDITA?

whydid-adele-vogue-cover-photoshopACREDITA?

glYyOV06QMytmz7RtuTM_photoshopOU NÃO ACREDITA?

1abr2015---a-nova-edicao-da-revista-vogue-causou-polemica-nas-redes-sociais-em-comemoracao-aos-50-anos-da-tv-globo-a-publicacao-deste-mes-vem-com-estrelas-globais-estampando-uma-capa-dupla-nas-1427918513899_956x600ACREDITA?

article-2599937-1CE8E3B200000578-567_634x865OU NÃO ACREDITA?

MAD-Magazine-Kimye-Vogue_5331b3d55329b9.55953358ACREDITA?

gargalhada2ACREDITO!!!!!

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.