Elas vão, eu fico


Desde que me formei em jornalismo, e lá se vão 18 anos, não sei o que é feriado. Minha família e meus amigos ainda não entenderam essa minha miserável condição. Todo santo feriado de todo santo ano eles perguntam: “E aí, vai para onde no feriado?”. Obviamente, fico de mau-humor. Primeiro, por eles fazerem o favor de me lembrar que eu não tenho feriado. Segundo, por eu não ter feriado. Obviamente, a pergunta voltou a ser feita esta semana, coisa de amiga programando o feriadão de Corpus Christi. “E aí, vamos para o Rio no feriado?”. Obviamente eu fiquei de mau humor.
***
Mas tentei transcender, como sempre tento. Tentei ser mais Poliana, ver o lado bom das coisas. Tentei encontrar Jesus no coração e aproveitei para dar umas dicas para elas – que vão, enquanto eu fico. A última novidade do Rio é o Baixo Dias Ferreira. Trata-se do primeiro quarteirão da badalada rua Dias Ferreira que, até então, era a ovelha negra do bairro. Eu sei bem porque sempre me hospedava ali nos últimos tempos. Pois agora que não vou, o Baixo Dias Ferreira está bombando. Ali está o Chico&Alaíde, o CT Boucherie, de Claude Troisgros, o Azeitona, o Tio Sam e, até o fim deste mês, inaugura o Q, bar do grupo Quadrucci.
***
Ah, e tomem um chope por mim, ok?

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.
  1. Mas eu estou pra ver pessoa mais injustiçada nesse mundo!!
    Aquela que nunca tem férias também. Que não viajou o mundo e conheceu lugares e pessoas incríveis por conta desta miserável profissão!!!

  2. Mas eu estou pra ver pessoa mais injustiçada nesse mundo!!
    Aquela que nunca tem férias também. Que não viajou o mundo e conheceu lugares e pessoas incríveis por conta desta miserável profissão!!!

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.