Sal grosso na dor ciática

Tem certas coisas que, de verdade, não sei para que servem. O ciático, por exemplo. Esta semana, a única utilidade desse nervo maldito foi me tirar de órbita e quase me enlouquecer. Começou na terça-feira com uma fisgadinha e terminou de acabar comigo ontem à noite, quando deitei em cima de uma bolinha de golfe do meu pai, massageando da sola do pé até a nuca.

bola-de-golfeBENDITA BOLINHA

Antes de dormir, tomei um comprimido de Mioflex e dois Advil. Uma bomba entorpecente para ver se a dor passava, uma vez que ela ainda subiu pela nuca até o topo da cabeça, desceu pela testa e alojou-se atrás do meu olho esquerdo.

13 por ai 9ESTAVA FICANDO QUASE LOUCA

Nesses momentos, não tem remédio que resolva. Só calma, paciência, tempo, alongamento e uma bolinha – de tênis, de golfe, de frescobol… -, responsável por desatar todos os nós que esse nervo desgraçado insiste em atar.

bento1ATÉ EU FIQUEI COM PENA DELA

Acho incrível a falta de informação sobre o nervo ciático. Ninguém sabe me explicar muito bem o que ele veio fazer nesse mundo. A Flora, minha amada professora de pilates, mandou agora há pouco uma receitinha caseira que ela jura que alivia e muito a dor. Nossa conversa começou porque tive que suspender minha aula de hoje, uma vez que não consigo me mexer direito. Mandei um Whats App para a Flora.

Florinha,
Achei que hoje estaria flutuante, mas a verdade é que estou desde ontem com uma crise de ciático desgraçada, atirada no chão do quarto fazendo massagem com uma bolinha. Me perdoa se eu não for à aula hoje?

cryingPOR FAVOR….

Ao que a querida e compreensiva Flora respondeu:

Mari, amada
Claro que estás perdoada. Fica quietinha, se tu precisa. A melhor coisa é poder entrar em contato com as causas dessa dor física. Mais tarde, quando eu passar em casa, vou pegar um livro maravilhoso que tenho sobre a relação psicológica da dor ciática e te passo algum ponto de reflexo para pressionar. Enquanto isso, te aconselho a fazer uma trouxinha de sal aquecido e colocar na região do nervo ciático, no quadril. Pega duas mãos cheias de sal e aquece no micro ou numa panela até que fique bem quente. Joga este sal em uma cama de dois ou três panos de prato, faz uma trouxinha e coloca no ponto x (perto da região sacro-ilíaca) até que este sal comece a perder o calor. Se tiver tempo, repete mais uma vez o aquecimento e a aplicação. Vai te aliviar muito, pois o sal puxa a umidade da inflamação”.

03-por-ai-mulher-gritando5VOU FAZER AGORA E COM SAL GROSSO

bento1ACHO MESMO QUE TU ESTÁ PRECISANDO

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

13 Comentários
  1. Tb sofro com o ciático, vou anotar essa do sal grosso.
    Uma exercício que me ajuda muito na prevenção é deitada abraçar as pernas encolhidas.
    Faço isso três vezes por semana, qd vou na academia, indicado pela profe, e as crises não só diminuíram como se tornaram mais leves.
    Bjs e melhoras

    1. Uops, Gabriele! Desculpa, foi tanta correria esta semana que fiquei de ver e acabei esquecendo. Peraí que vou buscar meu potinho de cápsulas (Mariana vai até a bolsa). Ó, diz o seguinte: Picnogenol 100mg, Coenzima Q10 50mg, Resveratrol 60mg. Bjo, MK.

  2. Mariana,sofri muito com esse problema,no ano de 2000.Depois de tentar vários tratamentos,me indicaram a clínica de acupuntura do japones Toni,figura muito conhecida,inclusive tendo seu colega Paulo Santana como cliente.Foi a melhor indicação que recebi,pois o tratamento me ajudou em um todo e nunca mais tive as crises de dor horríveis.
    Infelizmente o Toni faleceu,mas o filho dele,Massato assumiu a clínica e é tão capacitado quanto o pai.O telefone é 32862234.Te envio essa sugestão porque sei muito bem o que estás sofrendo.Abraço e melhoras.

  3. Oi Mari, espero que a dor tenha melhorado um pouco, o que usamos no Uruguai e nunca entendi muito bem como funciona porque às vezes me parecia “bruxaria” era a pedra de enxofre. Agora lendo teu post lembro que desde de pequena quando íamos a Montevidéu os parentes já tinha feito ranchos de pedra de enxofre para trazermos prá cá, lá se diz que muitas das dores que temos é devido umidade no local da dor ou excesso de ar no local, nunca entendi, mas lembro que cada vez que passávamos a pedra no local da dor ela estalava e às vezes até quebrava, tudo em função do ar e da umidade, sei que a dor passava não sei se por efetividade ou por sugestão; mas agora lendo sobre o sal grosso que ele retira a umidade da inflamação que o sal grosso retira acho que a pedra de enxofre funcionava mesmo. Bjos e melhoras

  4. oi Mariana!
    Fiquei interessada no livro sobre a relação psicológica com a dor ciática. Poderia passar a bibliografia, por gentileza!? ehehehe… fiquei com dor semana passada também. Creio que o frio ajuda a piorar, já que ficamos mais “encolhidos”. bjos…Obrigada!!

  5. Oi Mari, deixei um comentário no Facebook sobre a minha bolsa de sementes. Vim em casa almoçar e tirei foto de uma delas. Esta aí é para o pescoço e ombros, parece um bolerinho. Eu aqueço e ponho nos ombros. É alívio imediato. Puxa , não consegui adicionar a foto. Tentei copiar e colar mas não deu certo, sorry. bjs

  6. Oii Mari!!
    Sou quiropraxista e diariamente atendo pacientes com essa dorzinha chata tipo a tua. Infelizmente ela é mais comum do que pensamos e deve receber a devida atenção.
    Partindo do princípio que a dor é uma CONSEQUÊNCIA precisamos identificar a CAUSA dessa dor ciática. Às vezes a origem é na coluna vertebral, por uma hérnia discal, ou pode ser pela alteração da musculatura do glúteo, entre outros motivos.
    Ou seja, tratando a CAUSA geramos ALÍVIO da DOR! E a quiropraxia é um dos melhores tratamento para ciatalgia, temos uma série de técnicas de alinhamento articular e liberação da musculatura visando maior bem-estar e qualidade de vida. Fica a dica para consultar um profissional graduado e avaliar o que está causando a tua dor.
    Melhoras! Beijos

    1. Sandro, na verdade estava meio sem tempo e fiz muito pouco. Mas senti um certo alívio, sim. Fiquei muito impressionada com o comentário da Alice sobre o hábito dos uruguaios de colocar enxofre. Achei que faz todo o sentido. O alongamento e a bolinha massageadora ajudaram bastante também. Abs. MK

  7. Oi Mariana e leitoras,
    Achei muito bacana que a receitinha caseira que passei para a Mari gerou reflexão e busca de soluções para esta tal dor ciática; uma entre as milhares de dores e desconfortos físicos que atingem grande quantidade de pessoas em nossa “moderna” civilização. Para fins de curiosidade… a receita é baseada em princípios da medicina chinesa que utiliza o calor seco para “puxar” a umidade para fora do corpo, gerando um efeito similar ao da moxa-bustão.

    No entanto, na mesma mensagem transcrita pela Mari, ao lado da dica do sal aquecido, estava a deixa para o repouso – artigo raro nos dias de hoje!
    Entrar em contato com as causas desta dor pode ser a melhor coisa neste momento. Afinal de contas quando é que nos damos o direito de parar e ficar um pouco em silêncio e escutar as mensagens do nosso corpo?

    “O corpo é o inconsciente visível”, afirmava Wilhelm Reich. É o nosso texto mais concreto, nossa mensagem mais primordial e expressa uma intrincada relação de causa e efeito. O corpo fala, o corpo chama, mas, como não aprendemos a escutar suas sutis mensagens ele tem de griitaaar. Infelizmente ninguém nos ensinou a fazer isso!

    Mari, a tua indignação se faz minha também! Afinal de contas, para que serve este negócio de nervo ciático? o que ele veio fazer neste mundo?
    Semelhante foi a pergunta que fiz para mim mesma quando comecei a descobrir as causas profundas de uma escoliose importante que já estava instalada na minha coluna aos tenros 15 anos de idade. De fato, esta “deformidade” que desenvolvi se transformou num grande sinal de LUZ no meu caminho. Entendi que este desvio foi uma sabia resposta do meu organismo para superar um momento intenso que ocorreu na aurora da minha vida. Estava diante de um sinal luminoso, só faltava aprender a lê-lo.

    Daí nasceu a minha entusiasmada relação com a psicomotricidade e as práticas corporais somáticas. Aprender a ler os sinais do meu próprio corpo tornou-se meu maior desafio e também minha maior pérola. Abri meu olhar para pontos de vistas novos e abri as portas para meu proposito me arrebatar. Hoje meu organismo é o meu termômetro e trabalhar para o bem estar e a saúde meu proposito.

    Enfim, agradeço a oportunidade de revisitar minha história e compartilhar esta experiência de superação de um desconforto físico e o consequente resgate do meu protagonismo pessoal em busca de integração e saúde!!

    Mari querida agradeço o espaço e a tua autenticidade!!

    Com carinho!
    Flora.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.