É uma sopa? É um bolo? É paraguaia!

Bento estava com a corda na quarta-feira, como puderam perceber nos dois posts que eu consegui postar: Sopa non Grata e Uns são Sábios; Outros, Teimosos.

HOJE VOU FICAR MUDO

Sem dramas, por favor. Até porque não caio mais nas tuas chantagens emocionais. Aproveitando que ele acordou mudo para me chantagear, e enquanto ainda tenho tempo antes que ele comece com suas tiradas espirituosas, vou dar, enfim, a receita da Sopa Paraguaia.

HÃ?!

TU INSISTE NESSA HISTÓRIA, MARIANA?!

Olha, é brabo. A pessoa é proprietária de um blog e não consegue escrever sobre aquilo que tem vontade. Quando não é o monsenhor Bento, são essas loucas infelizes a me interromper. Sim, eu quero falar sobre a Sopa Paraguaia.

POSSO?

Obrigada. Primeiro um pouco de história!

ME ACOMPANHEM, POR FAVOR!

A Sopa Paraguaia nasceu como prato típico dos camponeses paraguaios. Aportou no sul do Mato Grosso durante a guerra do Paraguai. Acompanhava os soldados no campo de batalha. Reza a lenda que, durante a guerra, eles levavam uma sopa substanciosa para se alimentar. Por conta da falta de praticidade em transportar algo líquido, foram colocando mais milho, mais milho, mais milho E assim surgiu a iguaria!

MAS É SOPA OU É BOLO?

Ué… Tu não ia passar o dia mudo me chantageando?

NÃO AGUENTO OUVIR AS BOBAGENS QUE TU FALA

Vou fingir que não ouvi.

Muito bem, na receita que apresento às nossas queridas telespectadoras, a Sopa Paraguaia leva queijo minas – que vem a ser a contribuição brasileira para o prato.

SOPA PARAGUAIA COM QUEIJO MINAS?

Qual é o problema?

SÓ PODIA SER PARAGUAIA MESMO

Não vou te dar nenhum pedaço.

PEDAÇO DE SOPA?

Sim, pedaço. Senhoras e senhores, tchan, tchan, tchan, tchan…. A Sopa Paraguaia!

OOOOOOOOOHHHHHHHHHHH!!!!!!

EU QUERO

Tu vai ficar quieto até eu terminar este post?

SIM

Primeiramente (odeio  “primeiramente”) gostaria de agradecer a Stela Morato por nos ceder as fotos da Sopa Paraguaia e seus ingredientes. Segundamente, apresento os ingredientes e o modo de preparo da Sopa Paraguaia.

MUITO PRAZER, SOMOS OS INGREDIENTES DA SOPA PARAGUAIA!

Ingredientes (rende de 6 a 8 porções)
· 300 gr de Flocos de milho ou farinha de milho
· 2 cebolas grandes cortadas em rodelas finas
· 80 gr de manteiga
· 1 litro de leite
· 250 gr de queijo meia cura ou minas ralado
· 1 colher (sopa) de fermento em pó diluído em um pouco de leite
· 2 ovos
· 1 lata de milho verde desidratado batido no liquidificador
· Sal e noz moscada a gosto

Modo de preparo
Refogue a cebola na manteiga até dourar. Depois, adicione os flocos de milho, acrescente o leite e o milho liquidificado. Cozinhe por 5 minutos mexendo sempre. Desligue o fogo e reserve. Quando a mistura estiver morna, acrescente o queijo, os ovos levemente batidos, o sal e a noz moscada. Por fim, o fermento. A massa deve ter a consistência de massa de bolo. Se necessário, acrescente mais leite. Coloque numa assadeira untada e asse em forno médio por 40 minutos. Depois é só cortar e servir!

Palmas para a Sopa Paraguaia!

CLAP, CLAP, CLAP, CLAP, CLAP, CLAP!!!

O BENTO MANDOU PERGUNTAR SE ELE JÁ PODE FALAR

Sim, Bento. Já terminei, finalmente, o post. O que tu quer?

CINCO PEDAÇOS E MEIO

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.
  1. Mari, adorei o post, sopa bem diferente. Esta receita é bem interessante por ser uma sopa que virou um bolo, adoro quando junto vem a história de como a receita surgiu. Ah e sobre a receita do shampoo diluído também adorei ver aqui no teu blog, eu já conhecia o truque do shampoo mas não a do condicionador. E eu quando pequena sofria na mão da minha mãe quando lavava meu cabelo pois o mesmo era muito longo e ela lavava esfregando como se fosse uma camiseta, cresci não gostando de lavar o cabelo por isto. Hahahah. Bjos prá ti e dá um pedacinho da sopa paraguaia pro Bento!

  2. Adoro teu blog, ainda mais com os pitacos do Bento.
    Adorei a idéia da sopa em formato de “bolinho”, muito prática.
    Será feita no final de semana!
    :)

  3. Oi Mariana, legal vc apresentar a nossa Sopa Paraguaia, moro no Mato Grosso do Sul e é um dos nossos pratos típicos, simplesmente amo a sopa paraguaia!

  4. to rindo litros aqui com a sopa paraguaia… a maldita… A Mari é persona non grata no Paraguai…. perdeu a carteira de motorista no Uruguai por passar sinal vermelho em Punta….. vixi… Beijooo

  5. Mariana, Bento é uma estrela e Olivia vai pelo mesmo caminho. Então, está mais exigente. Já foi em programa de TV ao vivo, sai toda semana no DonnaZH e quase diariamente nesse blog, que é teu, mas ele é um protagonista também. Gostei das implicâncias com Vô Kalil, o maravilhoso Dr. Renato. Enfim, tu estás rodeada de feras, O Chico, um maridão que mantem a forma com tuas sopas, tua mãe linda e irmãos idem.

  6. hummmmmmmm essa sopa q é bolo me deu água na boca deve ser divina
    ha da logo mtos pedaços pro bento ele merece pq é “minino lindoo”
    e pra olivia tbm ela tbm é uma fofa
    bjs e lambjoks
    * bento ñ gostei dessa historia do vô kalil ñ gostar de vc humpf ” minino feio ele” kkkk isso msmo vai la e mija td escritório dele, bem q tu fz

  7. Bom dia Mariana! Gostaria de lhe informar que, você me deixou com água na boca!!! (…), apesar desta sopa parecer um bolo de milho, a forma que você explicou a receita e toda a história, me ‘chamou a atenção’. Estou que nem o Bento; só esperando para provar um pedacinho!

  8. Mariana, jamais pensei encontrar a receita da sopa paraguaya no teu blog. Poucas pessoas conhecem esta especiaria maravilhosa. Minha irmã é casada com um paraguayo e conhecemos lá. Uma vez, num restaurante, meu cunhado perguntou a meu pai se ele queria conhecer a tal sopa. meu pai, louco por sopas aceitou. Quando terminou de comer, perguntou: E quando vem a sopa? Comê-la quente, quando ainda o queijo derrete é algo dos deuses!!!!! Costuma acompanhar o churrasco, junto com tipaguaçu e mandioca. Já experimentou? Recomendo. Mas, se quiseres uma sopa líquida, de receita paraguaya recomendo provar a Bori Bori. Ficarás viciada! Já publiquei teu post nos perfis paraguayos. Quem sabe assim limpo tua barra por lá. kkkk bjos

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.