Nada de badaladas

Este é o sino que fica pendurado em um recanto da redação de Zero Hora e é batido quando há algo importante a ser dito ou mostrado aos jornalistas que aqui trabalham.  Ele é parecido com o sino que fica pendurado na concessionária onde levo meu carro para a revisão anual.

CADÊ A FOTO, MARIANA?

Não vou mostrar a foto da concessionária, tampouco citar o nome dela. Também não vou dizer qual é o meu carro, modelo ou ano. Isso é o que menos importa nessa história toda. O que importa é que eu sou uma pessoa extremamente cuidadosa com meus bens e sempre faço a revisão anual dos meus carros. E levei meu automóvel até a concessionária.

ANDA, MARIANA!
FALA LOGO!!

FALA QUE TU TROCOU DE CARRO E ESTÁ ENDIVIDADA!!!

QUASE ISSO!

Agradeço aos céus de joelhos todos os dias por ser uma pessoa sensata que não se deixa levar pela lábia de bons vendedores.

OK, PARABÉNS.
MAS QUAL É A HISTÓRIA?

Cheguei à concessionária, entreguei meu carro para a revisão e pedi que chamassem um táxi para voltar para casa. Enquanto o táxi não aparecia, em vez de ficar passando calor do lado de fora, resolvi dar uma volta pelo salão de carros novos. E então… Lá estava ele!

FEITO UM PRÍNCIPE ENCANTADO ME PEDINDO EM CASAMENTO

Era lindo, modelo 2013, prata, com rodas disso, travas daquilo, puxadores cromados, motor com fôlego de sobra para subir a Lucas de Oliveira sem precisar desligar o ar-condicionado. Ele era perfeito por dentro e por fora, e eu me peguei terrivelmente apaixonada. Cega de paixão, logo fui percebida como uma presa fácil ao endividamento. E a vendedora se aproximou.

AQUELA ALI VAI CAIR NA MINHA LÁBIA….

– Não é lindo? – ela perguntou.
– É lindo, é lindo, é linnnndo – era só o que eu repetia, enamorada, em choque
– Vamos conhecer por dentro? – ela convidou. – Vou abrir a porta para você.
– Obrigada – agradeci. E entrei.
– Olha só! Não é uma maravilha este teu novo carro…

MEU?!

Sem querer, ao sentar no banco do motorista, eu dava sinais de reciprocidade ao negócio de alguns mil reais. Devo confessar que a vendedora foi competente na lábia, pois conseguiu que eu deixasse meu e-mail e número de celular. Prometeu retornar com uma proposta irrecusável para a troca do sapo pelo príncipe.

… EFOI AÍ QUE O PESADELO COMEÇOU…

ELA NÃO PARA DE LIGAR!
ELA NÃO PARA DE MANDAR TORPEDOS!
ELA NÃO PARA DE ENVIAR E-MAILS!

A vendedora quer me convencer de que eu estou perdendo um negócio da China.
O negócio da China é o seguinte:

1) O príncipe encantado custa R$ 59.990,00 à vista
2) Eu devo entregar meu carro avaliado em R$ 25 mil e ainda desembolsar mais R$ 38.990,00, o que resulta em R$ 63.990 (mais, portanto, do que o valor à vista do príncipe).
3) Esses R$ 38.990 que eu preciso dar a mais, posso financiar em 48 vezes de R$ 1.055.  Quatro anos pagando R$ 1055 por mês custará aos meus cofres privados, no final das contas, R$ 50.640.
4) Ou seja: em vez de pagar R$ 38.990, pagarei R$ 50.640
5) Daqui quatro anos, depois de morrer religiosamente todo mês com uma prestação de R$ 1.055, meu príncipe já terá virado sapo.

NÃO VALERÁ NEM A METADE!
E VÃO DIZER QUE É HORA DE TROCAR DE NOVO!

Daí eu me pergunto, diante dessa espetacular frota de carros novos nas ruas: está todo mundo endividado e engarrafado, é isso mesmo?

OU TODO MUNDO ESTÁ RICO E SÓ A GENTE NÃO

BENTO, POR FAVOR…
CALA A BOCA E VAI DEITAR

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.
  1. Taí uma coisa que eu me pergunto seguidamente, Mariana. Ora acho que está todo mundo endividado, ora acho que todo mundo tem dinheiro pra trocar o sapo pelo príncipe, menos eu.
    :(

  2. Taí uma coisa que eu me pergunto seguidamente, Mariana. Ora acho que está todo mundo endividado, ora acho que todo mundo tem dinheiro pra trocar o sapo pelo príncipe, menos eu.
    :(

  3. Mariana, há meses acompanho tuas publicações no Caderno Donna mas apenas hoje acessei a pagina na internet!
    Ja li vaaaaarios textos! Estou adorando!
    Parabens!

  4. Mariana, há meses acompanho tuas publicações no Caderno Donna mas apenas hoje acessei a pagina na internet!
    Ja li vaaaaarios textos! Estou adorando!
    Parabens!

  5. Isso mostra o porque da péssima educação escolar, o baixo indice em matematica, as pessoas são levadas a esse calculo e nem pensam na burrada que vão fazer. Essa estatistica não vem a público convenientemente pois é ruim pros bancos, afinal eles já lucraram com a venda do bem, e vão lucrar quando retomarem o bem pra leilão.

  6. Isso mostra o porque da péssima educação escolar, o baixo indice em matematica, as pessoas são levadas a esse calculo e nem pensam na burrada que vão fazer. Essa estatistica não vem a público convenientemente pois é ruim pros bancos, afinal eles já lucraram com a venda do bem, e vão lucrar quando retomarem o bem pra leilão.

  7. Bom dia Mari, acho que deviam lançar uma campanha assim, nós ficarmos uns 3 meses sem comprar carro, quem sabe as concessionárias não iam criar vergonha na cara…não sou contra elas lucrarem, mas do jeito que está parece roubo. Na minha cidade, por exemplo, tem cerca de 150 mil hab e cerca de 86 mil carros circulando?!? No sense!

  8. Bom dia Mari, acho que deviam lançar uma campanha assim, nós ficarmos uns 3 meses sem comprar carro, quem sabe as concessionárias não iam criar vergonha na cara…não sou contra elas lucrarem, mas do jeito que está parece roubo. Na minha cidade, por exemplo, tem cerca de 150 mil hab e cerca de 86 mil carros circulando?!? No sense!

  9. Mari, ainda ontem meu esposo e eu conversamos (novamente) sobre isso. Entre as opções (A)”Todo mundo está nadando em $ menos nós” e (B)”A galera está endividada à beça”, parece que a (B) está se sobressaindo Complicado. : /

    Abraço!

    Janne Queiroz Rodrigues

  10. Mari, ainda ontem meu esposo e eu conversamos (novamente) sobre isso. Entre as opções (A)”Todo mundo está nadando em $ menos nós” e (B)”A galera está endividada à beça”, parece que a (B) está se sobressaindo Complicado. : /

    Abraço!

    Janne Queiroz Rodrigues

  11. Mariana, parabéns pela sensata análise. Acho que alguns tem muito dinheiro e muitos estão muito endividados, e exatamente por seguir impulsos sem analisar as reais condições das propostas maravilhosas apresentadas por vendedores muito bem treinados.

  12. Mariana, parabéns pela sensata análise. Acho que alguns tem muito dinheiro e muitos estão muito endividados, e exatamente por seguir impulsos sem analisar as reais condições das propostas maravilhosas apresentadas por vendedores muito bem treinados.

  13. Eu também vivo me fazendo essa pergunta…
    Só sei que carro no Brasil custa MUITO caro. Olha quanto custa um carro na Inglaterra ou nos EUA e quanto custa aqui no Brasil (não tem comparação). Um ka em Londres custava em torno de 5.000 libras em 2005. Fazendo a relação pelo custo de vida, imagina um Ka custando R$ 5.000 aqui? Já vi uma matéria na revista 4 rodas tratando desse assunto, que no Brasil é um um dos países onde as fábricas de carro e montadoras mais lucram, pois a margem é altíssima.

  14. Eu também vivo me fazendo essa pergunta…
    Só sei que carro no Brasil custa MUITO caro. Olha quanto custa um carro na Inglaterra ou nos EUA e quanto custa aqui no Brasil (não tem comparação). Um ka em Londres custava em torno de 5.000 libras em 2005. Fazendo a relação pelo custo de vida, imagina um Ka custando R$ 5.000 aqui? Já vi uma matéria na revista 4 rodas tratando desse assunto, que no Brasil é um um dos países onde as fábricas de carro e montadoras mais lucram, pois a margem é altíssima.

  15. Oi Mariana. Meu marido, que, por sugestão, digo, insistência, tem lido a tua coluna do caderno Dona e tem adorado. Sempre comenta comigo tuas histórias ilárias. Pois neste domingo, estávamos no clube e ele me perguntou: Já leste a Mariana Kalil hoje? É o teu retrato, tua cara. Acomodada para pegar um sol, que não era dos melhores, porque o domingo foi meia boca, li a coluna e comecei a rir. Realmente sou eu. É a Mão e a luva. Isso mesmo. Assim como tu, caí em tentação. Meu carro, que agora não é mais meu, começou a dar problemas e na revisão, já fiu seduzida para trocar por um carro zerinho, lindo, maravilhoso. Resumindo, até porque o resto da história já está bem narrada pela tua experiência, mas o certo é que, a partir desta semana, tenho um príncipe lindo e cheiroso, que, daqui ha 4 anos, será um sapo velho e desbotado. Mas tudo bem, estou feliz com meu prícipe e vou curtí-lo bem antes que vire sapo. Abraço e até o proximo domingo.

  16. Oi Mariana. Meu marido, que, por sugestão, digo, insistência, tem lido a tua coluna do caderno Dona e tem adorado. Sempre comenta comigo tuas histórias ilárias. Pois neste domingo, estávamos no clube e ele me perguntou: Já leste a Mariana Kalil hoje? É o teu retrato, tua cara. Acomodada para pegar um sol, que não era dos melhores, porque o domingo foi meia boca, li a coluna e comecei a rir. Realmente sou eu. É a Mão e a luva. Isso mesmo. Assim como tu, caí em tentação. Meu carro, que agora não é mais meu, começou a dar problemas e na revisão, já fiu seduzida para trocar por um carro zerinho, lindo, maravilhoso. Resumindo, até porque o resto da história já está bem narrada pela tua experiência, mas o certo é que, a partir desta semana, tenho um príncipe lindo e cheiroso, que, daqui ha 4 anos, será um sapo velho e desbotado. Mas tudo bem, estou feliz com meu prícipe e vou curtí-lo bem antes que vire sapo. Abraço e até o proximo domingo.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.