Para sempre Sarah Kay

Eu era da turma que colecionava papéis de carta. Amava! Tinha gavetas e mais gavetas – com envelope, sem envelope, com selinho, sem selinho… Quem tem seus 30 e poucos anos lembra dessa época. Pois é. E não tem como não lembrar de Sarah Kay (eu também tinha o álbum de figurinhas dela). O nome da bonequinha é o mesmo da autora australiana, que começou a ilustrar para distrair sua filha doente. Tinha bonequinha casando, dando comida pra bebê… Uma graça. E descobri que até hoje há um monte de produtos com ela, como as bonecas do italiano Ulrich Bernardi. (Foto: sarah key, reprodução)

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.