Lavar o cabelo com Coca-Cola é garantia de fios brilhantes. Vai encarar?

Quem começou com esta onda foi a modelo e atriz Suki Waterhouse, ex-namorada do ator Bradley Cooper. Então, foi aquela coisa: uma mulher influente fala que ;e adepta de algo – por mais absurdo que seja – e este algo logo vira uma febre de consumo. No caso, estamos falando em lavar o cabelo com… Coca-Cola! Disse Suki à revista US Weekly:

– Não gosto  do meu cabelo depois de lavado, fica muito lisinho e certinho. Prefiro quando uso Coca-Cola no lugar de água e shampoo. O refrigerante garante um estilo despenteado aos fios, como se eu tivesse saindo da praia.

Foi o que bastou para que vlogueiras, blogueiras, youtubbers e afins experimentassem a técnica. A maioria relatou que os cabelos ganharam, sim, esses aspecto mais rebelde, como se elas estivessem borrifado aqueles produtos salt spray.

Hair-Romance-sea-salt-spraysPRODUTOS SALT SPRAY: A MESMA FUNÇÃO DA COCA, MAS FEITOS PARA OS CABELOS

Uma das explicações para o resultado seria o ácido fosfórico presente no refrigerante. Segundo entrevista da tricologista Viviane Coutinho ao jornal O Globo, este ácido supostamente deixaria o cabelo mais brilhante. Disse ela à publicação:

— Além disso, a Coca-Cola tem um ph baixo, logo é ácido, e o ph ácido tem o resultado no cabelo de selar cutículas, dar brilho. Como apresenta uma grande quantidade de açúcar, também supostamente traria brilho e maciez, já que o açúcar é um umectante natural.

Segundo Viviane, há duas maneiras diferentes de usar o refrigerante nos fios, o que também causaria efeitos distintos:

— Quando usado após o xampu, tendo um período de pausa e sendo enxaguado e seco, os relatos são de cabelos macios, soltos e brilhosos. Já quando se seca com a coca no cabelo, o efeito fica bagunçado, mais ondulado, mais texturizado com acabamento moderno e despojado.

suki-640x427SUKI WATERHOUSE: COCA-COLA PARA FIOS MAIS REBELDES

Viviane esclarece que a Coca-Cola não é e não deve ser usada como um produto de beleza:

— Não há nada comprovado, não há estudos. Não sabemos precisamente o mal que faz, principalmente pela quantidade de corantes. Portanto, é mais indicado ter cautela e usar produtos conhecidos para essas finalidades.

Alguém se habilita a testar?
Veja vídeos de quem se atreveu a mergulhar a cabeça na Coca!

 

 

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do site MK e colunista do programa Band Mulher e da rádio Band News FM. É também autora dos livros "Peregrina de Araque (2011), "Vida Peregrina (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • “Continuem a rir daquilo que nos fazia rir juntos. Sorriam, pensem em mim. Rezem por mim.” Passeio na janela. Pra ti, Xerife! #bento #companheirodejornada ❤️
  • E que a gente nunca esqueça que a autoestima é o que há de mais divino no ser humano. Pois, quando nada lhe resta, resta-lhe a si mesmo. #sejaluz #sejavoce #sejaleve #sejaforte #sejapositivo #sejafeliz
  • Quem acertar o peso de cada uma (com roupa!) ganha um chope com as duas!! 🍻 #145quilosjuntas
  • Favor manter sempre em mente! 👆🏻
  • Só as gatas! 💅🏻 #miau @marina_tkalil @cami_abbott
  • “Façamos da interrupção um caminho novo. Da queda um passo de dança, do medo uma escada, do sonho uma ponte, da procura um encontro.” (Fernando Sabino). Estância Dona Genoveva, Bagé, março’19. #tbt