Por que eu não pratico natação? Porque há o vestiário no meio do caminho”

Foi a Chris Abbott, minha amada tia, madrinha de casamento e uma das maiores autoridades neste esporte no sul do País que lançou a provocação:

– Mary, por que tu não faz natação? A natação é um esporte completo, sem impacto, trabalha todos os músculos do corpo e a gente sai da água se sentindo em outra dimensão.

Chico, meu respectivo marido, nada quase todos os dias –  e eu sou testemunha de que ele realmente sai da piscina usufruindo de uma paz de espírito que não tinha quando entrou. Mesmo sabendo que não gosto de água e que não sou muito chegada a piscina, banheira, jacuzzi ou qualquer outra coisa dessas de água parada, sobretudo quando é espaço público, resolvi experimentar a bem de não ser chamada de turrenta.

Comprei maiô, touca e óculos e fingi que não vi a desgraceira no espelho do vestiário. Deveria ser proibido uma mulher ser obrigada a colocar maiô de natação, touca de látex e óculos e ainda topar com um espelho pela frente.

mulher-hysteria3VISÃO DO INFERNO

Se nadar seria o caminho para conhecer essa tão falada outra dimensão, então eu deveria sublimar esses detalhes mundanos de aparência e me jogar de corpo e alma dentro da piscina. Foi o que fiz durante 50 minutos e confesso que saí da água sentindo na pele e no espírito essa outra dimensão. Só que entre eu e a piscina havia um vestiário.

mulher-hysteria3VISÃO DO INFERNO

Foi uma espécie de déja vu. Imediatamente me veio à memória a razão de ter deletado a natação da minha vida. Me diga com toda a sinceridade do mundo se pode existir viagem para outra dimensão que dure mais tempo do que o caminho de volta ao vestiário. Me diga se pode existir desgraceira maior do que chegar ao vestiário molhada em cima de um par de chinelos molhados, com o cabelo todo desgrenhado, com o rosto todo marcado dos óculos e ainda ter que pegar a sacola, botar a sacola em cima de um banco, abrir a sacola, retirar os saquinhos plásticos para guardar o maiô encharcado junto com a touca e o óculos, pegar a nécessaire, sair equilibrando toalha, xampu, sabonete e condicionador até o box, sempre pisando naquele chinelo nojento molhado, tomar banho na companhia de fios de cabelos de terceiros, recolher sabonete, condicionador e xampu, secar um por um com a toalha, se enrolar na tolha, voltar pingando até o armário em cima daquele chinelo nojento molhado, abrir o armário, abrir a sacola, guardar o xampu, o condicionador e o sabonete dentro da nécessaire, retirar o pente, desembaraçar o cabelo cuidando para não deixar fios caírem no chão, passar hidratante na volta dos olhos, sérum facial, creme com proteção solar, hidratante corporal, vestir a roupa toda amassada dentro da sacola, sentar no banco com o pé ainda molhado em cima daquele chinelo nojento com fio de cabelo de terceiros grudados na sola, secar dedinho por dedinho, colocar o sapato, secar o chinelo, ensacar o chinelo e terminar a maratona botando os bofes para fora do calorão que sai daquela quantidade de chuveiros quentes e secadores ligados.

Eu só preciso de uma breve resposta: há alguma sensação de plenitude que dure depois disso?

mulher-hysteria3HEIN?!!

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do site MK e colunista do programa Band Mulher e da rádio Band News FM. É também autora dos livros "Peregrina de Araque (2011), "Vida Peregrina (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona.

9 Comentários
  1. Faço minhas as suas palavras. Adoro banho de mar, piscina, etc., mas o vestiário é insuportável. Tu dão fica seca nunca por cauda da umidade do ar. Vestir-se é um tormento com a roupa grudando no corpo. É a visão do inferno!

  2. Ai Mariana, tu é engraçada mesmo… adorei, vou repensar se recomeço esse esporte que tanto amo. Desanimei um pouco, mas dei boas risadas… Tu é ótima!!! Bjs e bom final de semana111

  3. Tens total razão ao descrever a volta ao vestiário. A descrição do próprio é perfeita! Fiz aula durante 1 mês mas já no segundo dia provinciei um roupão e da piscina já ia direto para meu carro. Foi assim que consegui permanecer 1 mês. A visão do vestiário é dantesca!!!!

  4. É quando além de tudo isso as portas dos boxes, inclusive dos casos sanitários são de vidro transparente tendo apenas alguns detalhes jateados permitindo a “visão do inferno”?
    Sim, tentei fazer natação aqui na minha cidade, mas depois do vestiário desisti.

  5. Amei Mari… concordo totalmente contigo. Se eu pudesse tomar banho em casa certamente faria natação todos os dias… E o cabelo??? Ninguém me convence que aquela toca ridícula protege os cabelos… os meus ficam uma desgraça…

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Repost @vitalvetpoa “Desejamos que todos os nossos amigos e clientes tenham uma segunda-feira igual à do Bento: agarradinho na sua almofada enquanto curte sua sessão de acupuntura naquela sonequinha gostosa com a língua de fora”. Meu agradecimento eterno. Quem ama cuida. 🐶♥️
  • Que o vento leve o necessário e nos traga o suficiente. ♥️🐶🙌🏻 #bento #xerife #companheirodejornada
  • Figos de Elsa! 👌🏻
• Seleciona lindos figos
• Corta a tampa rente ao talo
• Retira um pouco da polpa, coloca em um pratinho fundo, acrescenta queijo gorgonzola, amassa e mistura bem os dois
• Retorna com esse recheio para dentro do figo
• Pouco antes de servir, leva ao forno para gratinar rapidinho
• Na hora de levar à mesa, escolhe um prato bonito, faz algumas ranhuras com mel, polvilha flor de sal e voilà! Bon appétit! #entradinhadofindi #dicadamari #coisasdeelsa
  • Patricia foi minha boxer dos cinco meses de vida aos 12 anos de idade. Ganhei a Patricia de presente e fiquei muito incomodada. Cachorros têm sentimento, coração, pulmão. Cachorros não são vasos, lustres, sabonetes. Cachorros não são presentes que devemos ganhar sem o nosso consentimento. E a Patricia entrou na minha vida sem o meu consentimento. Eu não estava disponível para cuidar da Patricia naquele momento, eu estava com passagem comprada para São Paulo, contratada para um novo emprego, para um outro estilo de vida que exigia demais da minha capacidade profissional. Então, curti a Patricia por alguns meses, mas precisei ir embora. Durante anos, ela viveu na casa dos meus pais, e eu pedia notícias diárias por telefone. Voltava a Porto Alegre sempre que podia para que ela soubesse que meu comportamento não significava abandono, apenas nos encontramos em circunstâncias desfavoráveis. Pra mim; pra ti; pra nós duas, Patricia. Quando regressei definitivamente a Porto Alegre, Patricia havia acabado de completar 12 anos de idade. Ela sabia desde sempre, por mais de uma década, que pertencia a mim, e eu a ela. Aproveitamos nosso último ano com passeios em ritmo lento, com suas bochechas esbranquiçadas, com a fidelidade rara que só os animais conhecem. Ela partiu pouco tempo depois. Comemos um cheeseburger juntas no nosso último dia sentadas na grama do parque - e o bafo do queijo com mollho de catchup com maionese naquele pão ela sopra de quando em vez no meu nariz, durante a madrugada. Patricia desapareceu dos meus olhos, mas segue onipresente em cada minuto da minha vida. E eu tenho certeza que quando for a minha hora de cruzar a porta que leva para o outro lado da vida, ela estará lá, abanando o rabo e com o focinho rosinha para me buscar. #tbt. Porto Alegre, março de 1999
  • Minha irmã que criou. Minha irmã que me deu. Chato ter uma irmã assim, vai dizer?! 😜#convexoshoes #lojaconvexo #convexopoa #slipon #trendalert #animalprint
  • A vida é uma via de mão dupla. Durante anos, Bento deitou aos meus pés esperando, companheiro e paciencioso, o final de uma jornada extenuante de trabalho. Agora, chegou a minha vez de adequar o meu trabalho ao seu tempo, ao seu espaço, ao seu ritmo. ♥️🐶 #bento #xerife #18anosjuntos #companheirodejornada