Me dá um docinho que estou de TPM?

Mulheres sofrem de Tensão Pré-Menstrual e isso não é novidade. Inclusive, já virou motivo de muita piada e brincadeira. Eu tenho uma maneira de rir da minha TPM. É identificar que estou de TPM – e isso necessitou de aprendizado. Uma vez por mês, eu tinha crise de agressividade ou depressão. Não sou agressiva e nem depressiva. Aquilo me tomava de tal forma que, ou tinha vontade de matar alguém (com faca, arma de fogo…), ou não conseguia sair de casa.

: A amiga diz que ganhou peso. Você responde o quê?

Foi quando aprendi a reconhecer que aquilo era TPM e aprendi a me ver como uma segunda pessoa, uma pessoa que não sou muito eu e que logo vai embora. Então, a cada mês, quando essa pessoa de temperamento forte toma conta da minha personalidade – e uma vez feita essa identificação de que ela não sou eu -, chamo a moça para uma conversa na frente do espelho.

bento1É BIZARRO

Explico que estou emprestando meu corpo a ela e peço apenas que ela não mate alguém ou corte os pulsos, pois, quando for embora, quem irá presa ou para o inferno serei eu. Ela compreende, diz que vai ficar apenas uns dois ou três dias, e que eu use este período para dar uma voltinha. Desde que aprendi a identificar e, sobretudo, a não lutar contra os dias de TPM, a vida ficou mais fácil. Porque sei que é um estado provisório do qual não há como fugir. É preciso apenas tempo e compreensão. Ah, e chocolate, claro.

docinhos-de-festa-brigadeiroNHAM NHAM

Consumo de doce durante a TPM equilibra hormônios e traz sensação de bem-estar, sabia? Está cientificamente comprovado, e eu sou a prova viva de que a homicida/suicida que me possui fica bem mais tranquila. Com a palavra a nutricionista Marcia Daskal: “Junto com as alterações hormonais que naturalmente acontecem no período que antecede a menstruação, há também uma queda no nível de serotonina. A serotonina é o neurotransmissor responsável pela sensação de felicidade, bom humor e bem-estar. Sua baixa explica sintomas como irritabilidade, variação de humor e aumento na fome, especialmente fome de doces, numa tentativa do organismo conseguir mais carboidratos, que aumentem a síntese de serotonina. Por isso, mesmo quem não costuma comer doces, na TPM se volta para o açúcar como uma fonte de bem-estar”, explica.

httpwpclicrbscombrporaifiles201211sacougifCAPTOU?

Sempre tive a sensação de que comer doce (e às vezes algumas trashices de fast food) durante a TPM não engorda. Não riam. Não é desculpa. É sério. Tenho a sensação de que, imediatamente, o corpo se encarrega de usar aquelas calorias de uma forma mais devoradora, sabe assim? Se pudesse usar uma imagem ilustrativa para esta minha sensação, seria a de um pedaço pão de pão jogado num lago cheio de carpas famintas.

Olha!

 

carpas-com-fome-19813121As carpas são as células do meu corpo de boca aberta esperando as calorias do doce ou das trashices de fast food para sobreviver

A nutricionista diz que não estou de todo errada, “que esse consumo não é prejudicial à saúde, mesmo em casos de dieta. O essencial é respeitar a vontade do corpo”. Para Marcia, é melhor comer um doce quando se tem vontade do que tentar enganar o organismo com outras opções, mesmo as menos calóricas. Assim, o consumo se torna mais inteligente. “Normalmente, o que acontece é que as mulheres comem ‘o mundo’ tentando driblar a vontade do doce e depois acabam não resistindo e comendo o doce por cima. Matar logo a vontade com um pouquinho do doce resolve o problema e economiza essas outras calorias desnecessárias”, afirma ela.

mulher-felizTAMOJUNTA, MARCIA!

As principais características da TPM como ansiedade, alterações de humor, dores no corpo e mudanças hormonais podem levar ao estresse, que também é um fator de busca por alimentos doces. Uma pesquisa realizada pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo indicou que uma mulher estressada tem sete vezes mais vontade de comer um doce.

03-por-ai-mulher-gritando5SETE

bento1ESTÁ TUDO EXPLICADO

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do site MK e colunista do programa Band Mulher e da rádio Band News FM. É também autora dos livros "Peregrina de Araque (2011), "Vida Peregrina (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Muito havia ouvido falar de que filhos de nossas irmãs são nossos filhos também. Mas a teoria sempre só faz sentido quando a realidade se confirma. Quando João Benício nasceu, me tornei tia – e ser tia é o maior presente que um irmão e uma irmã podem nos dar. Ser tia é descobrir a maternidade de outra forma, é descobrir um amor que não sabíamos que existia. Quando me tornei tia, passei a enxergar as crianças sob outra ótica, com mais ternura e paciência. Passei a entender também a falta de paciência das mães em muitos momentos. Quando me tornei tia, passei a sentir mais saudade, passei a beijar e a abraçar mais. Passei a me preocupar mais com a humanidade, com o futuro, com o legado das pessoas e das coisas. Quando João nasceu, me tornei um ser humano melhor. Ser tia é amar profundamente uma pessoa que parece ter saído de dentro de nós. É encontrar tempo onde antes só havia falta de tempo. É segurar no colo, é não sentir dor no braço, é aguentar sem reclamar a dor nas costas. É deixar a garrafa de vinho e o Netflix de lado numa sexta-feira à noite para deitar ao lado de quem insiste em se manter acordado. Tias também são mães, são capazes de amar como mães. Tias são a segurança das mães de que, em qualquer ausência delas, amor é o que jamais faltará. Porto Alegre, agosto de 2015. #joãobenicio #amordatia #amordadinda
  • Gula é o desejo insaciável, além do necessário, em geral por comida, bebida. Pecado capital, viu Gorda?
  • Abdominal, substantivo masculino. Preguiça, substantivo feminino. #chico #gorda
  • Observe os seus pensamentos, eles se transformam em palavras. Observe suas palavras, elas se transformam em ações. Observe suas ações, elas viram seus hábitos. Observe seus hábitos, pois eles se transformam em seu caráter. Observe seu caráter, pois ele se torna o seu destino. 🙌🏻♥️🙏🏻 Lao Tzu, filósofo e escritor da Antiga China, fundador do taoismo filosófico e religioso.
  • “Nunca estou mais acompanhado do que quando estou sozinho.” Carlos Drummond de Andrade. 🙌🏻
  • Durante anos e anos e anos que somam mais de uma década, essa foi nossa história: de aeroportos em aeroportos, nos mudamos 12 vezes de casa. Cruzamos estados, fronteiras, oceanos. Como escreveu Machado de Assis, “felizes os cães, que pelo faro descobrem os amigos”. Feliz de mim, que pelo faro também te descobri, Bentolino. E lá se vão 18 anos de jornada. 🙌🏻🐶♥️ Rio de Janeiro, 2012. #tbt #bento #xerife #companheirodejornada