A arte como antídoto para um mundo consumista demais

Já repararam que tudo hoje é vender? Estou falando sério. Se eu entro no Instagram para ver algumas imagens bonitas e alegrar meus olhos, lá tem uma blogueira me dizendo que preciso comprar. Elas ganham alguns milhares de reais para estarem impecáveis e nos fazer acreditar que comprar aqueles itens vai salvar nossas vidas e nos tornar it girls. Quando leio uma revista, a mesma coisa. São muitos editorias de “tem que ter” para lidar. Isso sem falar das cenas da TV onde a vilã gatona, vivida por Gio Antonelli, vende esmaltes, bijuterias, roupas… tudo.

Está lançado o desafio de sobreviver seis meses sem consumir

Até uma simples leitura na internet virou uma cilada. Já perceberam que alguns anúncios te perseguem onde quer que você navegue? Funciona assim: se você está procurando um hidratante para o rosto e faz uma busca no Google para entender melhor como ele funciona, o nosso amado buscador vai marcar esse seu comportamento e começar a vender para anunciantes que vendem cremes hidratantes a seguinte informação: aquela pessoa ali está interessada em comprar um hidratante. Ofereça seus produtos a ela e garanta o seu e o meu lucro! Boa proposta, né? Mas isso custa a nossa paz, a nossa navegação despretensiosa. Não vou entrar aqui na questão de privacidade porque o assunto seria longo demais.

camis sabe nada

Agora que estou fugindo do consumo sem sentido, vejo como isso é difícil. As ciladas estão em toda parte. Quer saber mais? Até alguns médicos ganham presentes de laboratórios para nos influenciar a usar um medicamento em detrimento a outro. E a gente só confiando que o médico vai recomendar o melhor e nada mais do que isso.

Mas deixando a indignação de lado, quero contar o meu antídoto para esse tanto de gente tentando me vender alguma coisa: a arte!!!! O ser humano precisa do belo para se inspirar e viver melhor. Muitas vezes, a gente recorre à beleza da moda para saciar a alma e esquece que o melhor jeito de alimentar o espírito é a arte verdadeira.

Por isso, tenho olhado novamente para o trabalho da artista plástica Nina Pandolfo. Seus desenhos e traços fofos estão me trazendo aconchego e um escapismo coerente com o meu momento atual.

camis nina pandolfoNÃO É LÚDICO DEMAIS?

Compartilhar
Camila Tavares

Camila Tavares

Camila Tavares é esposa e ma(boa)drasta. Mora no Rio de Janeiro. Formada em jornalismo e direito, pegou gosto pelos negócios digitais e hoje preenche seu coração com conteúdo e estratégia.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • É uma linguiça artesanal? É um salsichão? Não!! É a língua da Gorda só pelo pastel de queijo da @jubassani 🤣
  • O melhor de uma Copa do Mundo? É motivo pra gente estar com quem ama e quer bem! ♥️
  • Céu azul anil + chimarrão + bergamota + pôr do sol do Guaíba = como ser feliz com pouco no inverno gaúcho
  • Hoje só de @ugg, né, Gorducha? #frio #péquentinho #invernogaucho
  • Ele é tão, tão famoso que já estampou as principais esquinas de Porto Alegre. Lembra, Xerife? #tbt #2014 #bento #companheirodejornada
  • Dia de esquentar a cuca. No bom sentido, claro 👌🏻#chapeu #frio #invernogaucho