Xerife na novela, Combo da Mari e a viagem para o feriado (que nunca sai)

E aí? Malas prontas para pegar a estrada ou o céu neste feriado de Carnaval? Ou geladeira abastecida para ficar em casa descansando e colocando em ordem tudo aquilo que nunca dá tempo? Eu não tenho uma coisa nem outra pronta. Nem minha mala está fechada e nem minha geladeira está abastecida. Faz quatro dias que vivo enfurnada aqui dentro do meu bunker escritório trabalhando feito uma condenada – e não dou vencimento. Sabe aquela sensação de viver com água pelo pescoço, se debatendo para não se afogar? Esta pessoa sou eu. E quanto mais eu faço mais coisas surgem para fazer.

manaELA FOI ROUBADA

Ah sim! Como se não bastasse, um hacker, que também deve viver enfurnado em algum bunker da vida, mas em vez de trabalhar feito pobre bicho dedica-se a roubar o que não é seu, resolveu mirar em mim como sua vítima potencial. Não só entrou na minha conta bancária desmilinguida como tirou tudo o que eu tinha e também o que não tinha. Então, Mariana está aqui, trabalhando feito um camelo e sem almoçar, dia desses, quando abre a porta de casa e, no tapete da entrada, está o extrato da próxima fatura do cartão de crédito que será debitada amanhã de sua conta corrente.

hysteria23MAS O QUE É ISSO?

bento1125ELA SURTOU

hysteria23MAS ONDE EU GASTEI TUDO ISSO?

Primeiro, achei que a culpa era minha mesmo. Que sei lá! Eu podia ter pagado algumas coisas a crédito, não sei. Então, voltei para o bunker escritório e fui voltando a mim. Me dei conta de que não uso este cartão da conta corrente para crédito, apenas para débito. Então, como podia estar devendo R$ 2.500 no cartão de crédito?! Me ocorreu olhar o detalhamento da fatura. Estava lá os banhos de Bento e Papaqui na pet shop de Maldonado, estava lá também a assinatura do Spotify que eu fiz para correr ouvindo música… E estava lá uma compra por mala direta em São Paulo do Facebook.

hysteria23MAS QUE COMPRA É ESSA?

Fiquei matutando que compra maldita de mais de R$ 2 mil era essa. O que eu podia ter comprado no Facebook, Jesus? Levei hooooras pensando até que caí em mim. “É golpe!”. Só podia ser golpe. “Será?”, pensei. Eu tenho essa mania imbecil desde pequena de não me dar conta das coisas de cara. Até escrevi sobre isso no capítulo “Sofri um Assalto”, do meu último livro, “Tudo tem uma Primeira Vez“.

tudoOI, BONITÃO!

Ah, por falar em livro, ontem a Editora Dublinense, que edita meus livros, me mandou um email para avisar que está fazendo uma promoção de Peregrina de Araque, Vida Peregrina e Tudo tem uma Primeira Vez. É o chamado “Combo da Mari”. Os três livros que custariam R$ 101,80 saem por R$ 79,90. Estou pensando até em organizar um bloco de Carnaval. As foliãs do Combo da Mari, que tal? Como seriam nossas fantasias? Eu poderia ir de Trouxa. A Trouxa que tem a conta invadida por um hacker e fica horas achando que a culpa é dela.

HS2598BAITA IMBECIL

Ou seja: eu estou enfurnada há quatro dias neste bunker escritório, achando que me encontro na segurança do meu lar, e tenho minhas finanças arruinadas. Ou seja: eu estou enfurnada há quatro dias neste bunker escritório e não tenho nada de novo para contar, exceto que iria para Punta del Este na segunda-feira passada e o trabalho não deixou, depois iria na terça, e o trabalho não deixou, depois iria hoje, e o trabalho não deixou, agora planejo ir amanhã.

woman-looking-crazy-feature-280x1253DE QUALQUER JEITO

Tenho que fazer minha mala, tenho que deixar o trabalho encaminhado, tenho que regar as plantas, tenho que correr na esteira, tenho que fazer ioga, tenho que comprar a ração da Papaqui, tenho que comprar os remédios do Bento, tenho que falar com a gerente do banco para saber quando serei ressarcida, tenho que ir para Punta com uma mão na frente e outra atrás, visto que meu cartão foi bloqueado e não posso tirar dinheiro no caixa eletrônico, tenho que programar a NET para gravar todos os capítulos da novela que porventura eu venha a perder, uma vez que estou viciada em A Regra do Jogo e descobri que o Dante faz aniversário junto com o Bento.

manaELA DEIXOU MENSAGEM NO INSTAGRAM DO DANTE

bento1120TEM COISAS QUE TU NÃO DEVERIA CONTAR QUE ELA FAZ

manaPEGA MAL PRA GENTE??

bento1125MUITO

Agora que deram com a língua nos dentes, eu conto. Não tem problema. Assumo o que faço. Sim, deixei uma mensagem no Instagram do ator Marco Pigossi desejando feliz aniversário e dizendo que meu cachorro estava completando 15 anos no mesmo dia que ele.

manaELA ACHOU QUE ELE FOSSE RESPONDER

Crazy-WomanPIOR QUE ACHEI MESMO

manaELE NÃO RESPONDEU

bento1125ÓBVIO

crying2-425x499FIQUEI UM POUCO CHATEADA

Como o Dante é policial, queria apresentar Bento, o Xerife, para ele. Sei lá, pensei que pudesse, desta forma, encontrar um emprego para o animal para ver se ele traz alguma renda para dentro de casa, sobretudo agora que fomos roubados por um hacker. De repente, o Dante poderia ter algum posto dentro da polícia para coordenar a prisão dos membros da facção. Algum posto que tivesse o perfil do animal, vai saber? A tenteada é livre.

bento1125JÁ DISSE QUE VIM AO MUNDO A PASSEIO

manaQUE HORAS NÓS VAMOS PARA PUNTA?

Não sei ainda. Talvez a gente saia por volta de meio-dia. Se vocês arrumassem o colchão, a comida e os remédios de vocês, já me ajudariam bastante. O que não vai ajudar é ficarem aqui dentro do bunker escritório me olhando com essas caras e sem fazer nada.

bento1125ESTAMOS COM FOME

Podem ir até a cozinha e pedir para a Rosa servir vocês?

manaA ROSA ACABOU DE IR EMBORA

E por que não pediram antes para ela?

bento1125PORQUE ESTAMOS COM FOME AGORA

Ficaram com fome na hora que a Rosa bateu a porta, é isso?

manaMAIS OU MENOS

Se vocês parassem de me interromper e entregar que fico deixando mensagem em Instagram de ator global, eu terminaria este post logo e conseguiria levantar para servi-los. Mas não. Vocês ficam aqui na minha volta sem fazer nada de útil e me chamando de cinco em cinco minutos. Daí realmente fica difícil.

bento1125TU PRECISA TERMINAR O QUÊ?

Ora, o quê? O post que estou escrevendo!

manaMAS TU NÃO TEM NADA PARA CONTAR

bento1125TU MESMA DISSE ISSO

thinking-woman12-499x499PIOR É QUE É VERDADE

bento1125QUANDO EU DIGO QUE ESSE BLOG É UM DESSERVIÇO, ELA BRIGA COMIGO

 

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do site MK e colunista do programa Band Mulher e da rádio Band News FM. É também autora dos livros "Peregrina de Araque (2011), "Vida Peregrina (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona.

1 Comentário
  1. Oi, Mari! Tudo bem? Ontem fiquei pensando depois que li o teu post e achei que deveria compartilhar. Meu cartão foi clonado há uns dois meses e o único lugar que eu tinha usado era para comprar pelo PayPal na internet. Uns dias depois encontrei uma amiga que o cartão também tinha sido clonado e ela usou no PayPal também. Não sei se foi o teu caso, mas é melhor ficarmos de olhos bem abertos. Beijão.

Deixar uma resposta Cancelar Resposta

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Né?!👌🏻#simplesassim #bekind
  • “Nunca mais me convida pra pegar praia em José Ignacio.” #gorda #reportergorducha
  • Dia de praia no @lachozademarparador. Viaja até José Ignacio, caminha na areia quente, procura guarda-sol, carrega geleira, sacola, mochila, faz reportagem para o Band Mulher e sorri pra foto! 🤣🐶
  • Bento envelheceu. Não foi do dia para a noite. Trata-se de um envelhecimento gradativo. Uma enfermidade aqui, uma coisinha crônica acolá – e há uns bons cinco anos vamos levando esses percalços da velhice com acompanhamento veterinário, exames de rotina, troca de medicações, mas sobretudo, com amor, cuidado, amizade, lealdade e fé. Neste último ano, mais precisamente nos últimos meses, Bento deixou de ser um cachorrinho vivaz, de olhos espertos e comportamento ágil para se transformar em um senhor de seus lá 95 anos (equivalente à idade humana) que requer uma série de cuidados e a minha presença e atenção 24 horas por dia. O diagnóstico complicou, como costumam complicar os diagnósticos à medida que a idade avança, e através do olhar do Bento eu enxergo diariamente o reflexo da finitude da vida. Não pode existir sofrimento maior para um dono de cachorro do que essa despedida diária. A cada dia, menos um dia. A cada dia, também uma surpresa. Um dia feliz, caminhando melhor, disposto, com apetite e sorrisos. No dia seguinte, sono, muito sono, xixi nas calças, olhar distante, cabecinha para o lado e alheio ao mundo ao redor. Um dia vivaz; noutro, senil. Deveria ser proibido pela natureza vivermos tal experiência. Bento significa para mim muito mais do que um dos meus grandes melhores amigos.
É meu companheiro de jornada por uma vida de altos e baixos, cheia de mudanças e reinvenções – e da qual foi testemunha ocular e grande conselheiro. Nos conhecemos quando ele tinha 30 dias de vida e desde então cruzamos oceanos até. O que eu quero que ele saiba – e o que eu sei que ele sabe – é que estarei sempre aqui. E hoje estamos aqui. E assim seguiremos juntos. Com sorrisos e mãos dadas. Até o fim. Porque a única certeza que temos é a de que o fim chega para todos nós. E com ele um novo renascer.🐶♥️🙏🏻 #bento #xerife #18anos #companheirodejornada
  • Muito havia ouvido falar de que filhos de nossas irmãs são nossos filhos também. Mas a teoria sempre só faz sentido quando a realidade se confirma. Quando João Benício nasceu, me tornei tia – e ser tia é o maior presente que um irmão e uma irmã podem nos dar. Ser tia é descobrir a maternidade de outra forma, é descobrir um amor que não sabíamos que existia. Quando me tornei tia, passei a enxergar as crianças sob outra ótica, com mais ternura e paciência. Passei a entender também a falta de paciência das mães em muitos momentos. Quando me tornei tia, passei a sentir mais saudade, passei a beijar e a abraçar mais. Passei a me preocupar mais com a humanidade, com o futuro, com o legado das pessoas e das coisas. Quando João nasceu, me tornei um ser humano melhor. Ser tia é amar profundamente uma pessoa que parece ter saído de dentro de nós. É encontrar tempo onde antes só havia falta de tempo. É segurar no colo, é não sentir dor no braço, é aguentar sem reclamar a dor nas costas. É deixar a garrafa de vinho e o Netflix de lado numa sexta-feira à noite para deitar ao lado de quem insiste em se manter acordado. Tias também são mães, são capazes de amar como mães. Tias são a segurança das mães de que, em qualquer ausência delas, amor é o que jamais faltará. Porto Alegre, agosto de 2015. #joãobenicio #amordatia #amordadinda
  • Gula é o desejo insaciável, além do necessário, em geral por comida, bebida. Pecado capital, viu Gorda?