Coisas de melhor amigo

Não é novidade histórias de pessoas à beira da morte que garantem sair do próprio corpo e ouvir e ver parentes que já morreram. Eu mesma tive um amigo que viu seu pai no pé da cama do hospital minutos antes de falecer.

WOMAN_SCREAMING_-_COOKING_LESSON_ELE NÃO FICOU COM MEDO, MARIANA?

Medo de quê? Quer algo mais reconfortante do que um reencontro como este? Essas pessoas assistem à própria vida numa espécie de retrospectiva – e a esse conjunto de características tão peculiares deu-se o nome de Experiência de Quase Morte.

mulher feliz gritandoA SIGLA EQM, NÉ MARIANA?

Sim, a sigla EQM. O termo surgiu em 1975, quando o pesquisador Raymond Moody reuniu relatos de mais de cem pessoas que tiveram morte clínica e que, quando voltaram, tinham várias histórias pra contar. A questão é que agora cientistas dos Estados Unidos podem ter desvendado o mistério por trás das experiências de “quase morte”.

Frustrated_Woman_Medium1-202x300COMO ASSIM, MARIANA?

Cerca de 20% dos sobreviventes de parada cardíaca relataram alguma experiência de quase morte, e pesquisadores da Universidade de Michigan podem ter esclarecido porque isso acontece.

Ahhhhhhh!!CONTA LOGO, MARIANA!

10SE VOCÊS PARAREM DE ME INTERROMPER, EU CONTO!!

Os pesquisadores gravaram sinais cerebrais de camundongos logo depois de seus corações pararem e descobriram que o nível de atividade mental 30 segundos após a morte é muito maior do que o normal. O resultado indica que existe um período de consciência entre a vida e a morte clínica. Nos seres humanos, essa hiperatividade é a provável causa das visões de túneis, luzes e de pessoas queridas relatadas por pacientes que viveram a experiência da quase morte.

Mulher perguntandoO QUE TU ACHOU DESSA CONCLUSÃO, MARIANA?

Não sou tão cética assim. Prefiro (e me conforta muito mais) acreditar na espiritualidade.

4oliviaEU TAMBÉM PREFIRO!

bento clássicaCONTA A HISTÓRIA DO CACHORRO BRANCO!

Essa história é incrível. Um homem teve uma parada cardíaca na UTI do hospital. Estava sendo reanimado pelos médicos quando um deles viu um cachorro branco, tipo um pastor, sentado na porta da Unidade de Tratamento Intensivo.

chocadaHÃ!?
UM CACHORRO DENTRO DA UTI?

Sim. Todos os médicos se viraram para ver – e o cachorro estava ali na porta. Conseguiram reanimar o paciente, ele se recuperou e, então, um dos médicos saiu porta afora para ver onde o cachorro tinha ido parar. Nada do cachorro. Alguns dias depois, contaram a história para o paciente. “Esse cachorro é meu”, respondeu o paciente. “Era meu melhor amigo. Morreu há muitos anos”.

4oliviaE AGORA, PESQUISADORES?

bento clássicaEXPLIQUEM ESSA, SE FOREM CAPAZES!

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.
  1. Interessante e bela história, Mari, que eu acho que não precisa de explicação científica (não nos moldes cartesianos…). Dizem que quando Churchil estava à beira de “ir para lá”, seu gato de estimação pulou na cama e ninguém conseguia tirar o bichano da cama do estadista inglês até que ele deu seu último suspiro…

    Aposto que teu pai deve ter uma porção de histórias impressionantes a contar sobre a experiência dele nos corredores de hospital.

    Antes do meu pai ficar doente, tive uma experiência estranha, que se repetiu no dia da morte dele, já no hospital, onde acabou internando por um mês. Não tive medo, mas é algo que não gostaria de viver novamente com nenhum familiar ou amigo.

    Cães, gatos, cavalos e algumas espécies de pássaros parecem possuir uma ligação mais íntima com o que podemos, vá lá, chamarmos de “nossa alma”. Tb sei de histórias de flores e folhagens que, mesmo sendo cuidadas por familiares após a morte do dono ou dona, acabaram morrendo e com grande velocidade.

    Me parece que toda a forma de vida do planeta está interligada.

  2. Oi Mariana. Sou tua fã e leio o blog todos os dias. Respeito muito as crenças de cada um mas tenho que dizer, sou cética como os pesquisadores. Acredito que para tudo existe uma explicação e já fui muito criticada por ser assim. :(

  3. O cachorro é o eterno amigo fiel ao homem. Reconfortante pensar que um dia poderemos reencontrar todos nossos amigos peludos que já se foram, pois infelizmente a vida deles é muito curta, e felizmente muito intensa!

  4. Pessoal, sou voluntária de uma Instituição que estuda a Conscienciologia e a Projeciologia, chamada IIPC. Estas ciências estudam, em resumo, a consciência considerando todas as vidas que a consciência já teve. Aqui em Porto Alegre fica na Rua São Manoel, 189. Todas as sextas feiras tem palestras gratuitas das 19:30 às 21h. Maiores informações podem ser obtidas pelo telefone 3224.07.07 ou pelo e-mail portoalegre@iipc.org. Site da Instituição: http://iipc.org.br/.

    Outros links interessantes: Entrevista com o médico Hernande Leite, pesquisador da Conscienciologia há mais de 20 anos em entrevista ao Programa Vida e Saúde http://globotv.globo.com/rbs-rs/vida-e-saude/v/possibilidade-de-que-consciencia-possa-continuar-apos-a-morte-e-assunto-de-conversa/2117078/.

    Entrevista realizada no IIPC pela Laura Medina (Vida e Saúde – RBS TV), com os pesquisadores Felix Wong e Cristina Ellwanger, que falam sobre energia e telepatia – http://www.youtube.com/watch?v=_IilORUdU0g.

    Se tiverem interesse, vale a pena assistir os vídeos e procurar conhecer mais sobre estes assuntos.

  5. Bacana Mariana, penso também que é um conforto saber que teremos quem nos ampare quando chegar a nossa vez, e quem ampare nossos queridos que se vão
    Isso é amor de Pai, pensa em tudo, hehe…
    Ótimo domingo!
    .

  6. Eu achei que o João Inácio ia contar a sua experiência.
    Desculpa minha curiosidade, mas é sadia.
    Certos relatos ajudam a confortar nessas horas.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.