Fora de controle

Sempre que vivencio uma crise profissional, acho que poderia largar tudo e sobreviver em qualquer lugar do mundo vendendo brigadeiros. Não há doce melhor no mundo.

SIMPLES E PERFEITO!

O problema é minha aptidão para fazer uma simplicidade dessas.

NENHUMA!

Meu brigadeiro embolota, queima e gruda no fundo da panela. O que consigo salvar se resume a uma massa mole, sem consistência puxa e que fica ainda mais melequenta quando passo manteiga na mão para enrolar.

UM NOJO!

A massa do brigadeiro gruda nas palmas das mãos misturada com a manteiga. Pra despejar na pelotine é outro estresse. Não descola. Fico sacudindo a mão sobre a  pelotine – e a maldita da massa, toda lustrosa de manteiga, quando tenho  sorte de que caia ao menos próxima da pelotine, parece qualquer coisa menos uma bolinha como esta!

BEM REDONDINHA!

ELA AINDA SE ACHA CAPAZ DE FAZER BRIGADEIROS PRA FORA!

Quem me conhece de perto sabe que sou um ser humano controlado e disciplinado – sobretudo em relação à minha alimentação. O problema são os brigadeiros.

NUNCA CONSIGO COMER UM SÓ!

SOU O TERROR DA FESTAS INFANTIS!

Ando pensando seriamente em traçar um plano de fuga de Porto Alegre depois que começaram a abrir mais e mais endereços de brigaderias gourmet. Na Brig’s, a pioneira, onde minha gula é bastante famosa, tem até um brigadeiro com meu nome, feito com chocolate belga.

MUITO PRAZER, SOU O BRIG’S DA MARI!

Já fiz um estrago horrível numa caixinha de brigadeiros da Brigadier.

OLHA!

PIOR É QUE ELA MOSTRA!

Semana passada, fui apresentada à Branquinho Gourmet, da Belkis Gianetti, que também faz brigadeiros.

OOOOOOOOOHHHHHH!!!

ATÉ EU FIQUEI COM MEDO

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.
  1. A gente não enrola negrinho com manteiga … o melhor é com água. Muito mais fácil. E os negrinhos da D. Nelci … tu já comeste? Não são gourmet mas são um dos melhores de Porto Alegre. Os que ela faz com raspas de chocolate … para adultos … pq granulado agrada mais as crianças … não tem explicação!!!
    bjs

  2. A gente não enrola negrinho com manteiga … o melhor é com água. Muito mais fácil. E os negrinhos da D. Nelci … tu já comeste? Não são gourmet mas são um dos melhores de Porto Alegre. Os que ela faz com raspas de chocolate … para adultos … pq granulado agrada mais as crianças … não tem explicação!!!
    bjs

  3. Oi!
    Adoro o blog! Sou fã do Bento!!! Tenho um york que tem quase 18 anos e é o xodó de toda a família, entendi tua agonia quando ele teve que fazer aquele procedimento. No dia em que encontrar vcs nessas andanças por Poa, certamente, pedirei que o Bento deixe a patinha dele em algum papel para eu guardar como autógrafo! Quanto aos negrinhos, eu também usava manteiga para enrolar, até que um dia vi uma pessoa molhando a mão na água e o docinho ficou bem melhor. Agora não fica aquele gostinho de manteiga. Sou a especialista em negrinho e branquinho na família, tem gente que diz que eu devia parar de trabalhar e vender os docinhos e até perguntam se aceito encomendas, hahaha, mas não, só faço para a família mesmo. E não desista! Todo mundo pode fazer um docinho tri bom! Continue tentando, a perfeição leva à prática. Bjs para vcs!!!!

  4. Oi!
    Adoro o blog! Sou fã do Bento!!! Tenho um york que tem quase 18 anos e é o xodó de toda a família, entendi tua agonia quando ele teve que fazer aquele procedimento. No dia em que encontrar vcs nessas andanças por Poa, certamente, pedirei que o Bento deixe a patinha dele em algum papel para eu guardar como autógrafo! Quanto aos negrinhos, eu também usava manteiga para enrolar, até que um dia vi uma pessoa molhando a mão na água e o docinho ficou bem melhor. Agora não fica aquele gostinho de manteiga. Sou a especialista em negrinho e branquinho na família, tem gente que diz que eu devia parar de trabalhar e vender os docinhos e até perguntam se aceito encomendas, hahaha, mas não, só faço para a família mesmo. E não desista! Todo mundo pode fazer um docinho tri bom! Continue tentando, a perfeição leva à prática. Bjs para vcs!!!!

  5. http://www.destemperados.com.br/tag/brigadeiro-dona-nelci-1 acho que aqui Mari haha

    ps: algumas dicas para fazer “negrinho”:

    – para que não fique grudado no fundo da panela, ou com aquelas casquinhas com gosto de queimado, basta adicionar 1/5 de uma xícara de leite e, é claro, ir mexendo bem
    – vi essa num especial com essas donas de brigaderia: JAMAIS raspar o fundo da panela. aquela massa fica com um gosto ruim e acaba por estragar o brigadeiro

    bj

  6. http://www.destemperados.com.br/tag/brigadeiro-dona-nelci-1 acho que aqui Mari haha

    ps: algumas dicas para fazer “negrinho”:

    – para que não fique grudado no fundo da panela, ou com aquelas casquinhas com gosto de queimado, basta adicionar 1/5 de uma xícara de leite e, é claro, ir mexendo bem
    – vi essa num especial com essas donas de brigaderia: JAMAIS raspar o fundo da panela. aquela massa fica com um gosto ruim e acaba por estragar o brigadeiro

    bj

  7. Oi Mariana. Como falas nos negrinhos, tem leite na receita mesmo sendo condensado. Depois de ler tua coluna fui para a reportagem sobre leite adulterado. Tem uma parte “Para o seu filho ler”. Mariana, onde tem criança duvido que o leite que tem validade por dois anos vai durar este tempo “FECHADO”. Tua coluna é super lida então te peço que faças um alerta maior. Em letras pequenas (põe pequenas nisso) Esta escrito: Após aberto, consumir em até 48 horas (leite),30 dias para maionese,catchup,mostarda e por ai vai sempre com o mesmo detalhe…validade carimbada e o ;após aberto o q falei acima. Aqui em casa colo um esparadrapo e coloco a validade.Um unico descuido com um vidro gde de maionese fez minha netinha passar mal. Beijos e ótimo domingo.

  8. Oi Mariana. Como falas nos negrinhos, tem leite na receita mesmo sendo condensado. Depois de ler tua coluna fui para a reportagem sobre leite adulterado. Tem uma parte “Para o seu filho ler”. Mariana, onde tem criança duvido que o leite que tem validade por dois anos vai durar este tempo “FECHADO”. Tua coluna é super lida então te peço que faças um alerta maior. Em letras pequenas (põe pequenas nisso) Esta escrito: Após aberto, consumir em até 48 horas (leite),30 dias para maionese,catchup,mostarda e por ai vai sempre com o mesmo detalhe…validade carimbada e o ;após aberto o q falei acima. Aqui em casa colo um esparadrapo e coloco a validade.Um unico descuido com um vidro gde de maionese fez minha netinha passar mal. Beijos e ótimo domingo.

  9. Para complementar…falei do vidro grande pq normalmente compro pequeno. Minha filha Patricia com a cirurgia, precisou que eu ficasse com os filhos e então…comprei a maldita maionese grande.

  10. Para complementar…falei do vidro grande pq normalmente compro pequeno. Minha filha Patricia com a cirurgia, precisou que eu ficasse com os filhos e então…comprei a maldita maionese grande.

  11. É essa mesmo … passei o dia fora e só vi agora. Mas tem que ter muita calma pq normalmente ela diz que tá com muitos pedidos, coisa e tal. Experimentem!!!

  12. É essa mesmo … passei o dia fora e só vi agora. Mas tem que ter muita calma pq normalmente ela diz que tá com muitos pedidos, coisa e tal. Experimentem!!!

  13. Oi, Mariana!
    Eu também A-DO-RO negrinho/brigadeiro e é meu doce preferido! Mas o que eu gosto mesmo é o que eu faço em casa, de panela (para comer de colher). É o meu manjar dos Deus! Nunca comi um negrinho na rua tão bom quanto o feito em casa. Minha receita é bem simples: 1 lata de leite condensado (leite moça, que fica melhor) e duas colheres de sopa bem cheias de nescau. Sem manteiga, nem leite, nem nada. Para completar: uma colher de pau (aquelas espátulas com a ponta de silicone eu usei uma vez só para fazer negrinho, e foi o caos), fogo baixo SEMPRE e mexer sempre, mesmo no início. Mas sabe que quando me mudei da casa dos meus pais, meu negrinho começou a ficar como o teu: embolotado e cheio de queimadinhos (detesto – para mim negrinho bom é negrinho “liso”). Me dei conta o que eu tinha mudado: a panela que eu fazia o negrinho. Na casa dos meus pais, eu sempre fazia em panelas da marca Nigro (de alumínio grosso). Na minha casa, eu tinha um conjunto de panelas de inox da Tramontina. São Tramontina, mas essas de inox queimam tudo na lateral, e o negrinho fica horrível feito nela, mesmo com fogo baixo. Daí decidi que preciso de uma panela boa para fazer negrinho. As com revestimento teflon também não curti muito. Ainda estou decidindo qual comprar (não sei se compro uma Nigro ou uma Ceraflame), por enquanto tenho usado uma leitera (de revestimento teflon) com uma chapinha em baixo, para o fogo ficar mais brando ainda. Ontem fiz negrinho, por causa da chapinha demorou mais para ficar pronto, mas ficou bem cremoso, uma MARAVILHA! #ficaadica

  14. Oi, Mariana!
    Eu também A-DO-RO negrinho/brigadeiro e é meu doce preferido! Mas o que eu gosto mesmo é o que eu faço em casa, de panela (para comer de colher). É o meu manjar dos Deus! Nunca comi um negrinho na rua tão bom quanto o feito em casa. Minha receita é bem simples: 1 lata de leite condensado (leite moça, que fica melhor) e duas colheres de sopa bem cheias de nescau. Sem manteiga, nem leite, nem nada. Para completar: uma colher de pau (aquelas espátulas com a ponta de silicone eu usei uma vez só para fazer negrinho, e foi o caos), fogo baixo SEMPRE e mexer sempre, mesmo no início. Mas sabe que quando me mudei da casa dos meus pais, meu negrinho começou a ficar como o teu: embolotado e cheio de queimadinhos (detesto – para mim negrinho bom é negrinho “liso”). Me dei conta o que eu tinha mudado: a panela que eu fazia o negrinho. Na casa dos meus pais, eu sempre fazia em panelas da marca Nigro (de alumínio grosso). Na minha casa, eu tinha um conjunto de panelas de inox da Tramontina. São Tramontina, mas essas de inox queimam tudo na lateral, e o negrinho fica horrível feito nela, mesmo com fogo baixo. Daí decidi que preciso de uma panela boa para fazer negrinho. As com revestimento teflon também não curti muito. Ainda estou decidindo qual comprar (não sei se compro uma Nigro ou uma Ceraflame), por enquanto tenho usado uma leitera (de revestimento teflon) com uma chapinha em baixo, para o fogo ficar mais brando ainda. Ontem fiz negrinho, por causa da chapinha demorou mais para ficar pronto, mas ficou bem cremoso, uma MARAVILHA! #ficaadica

  15. Mari, tb era uma negação no tal do brigadeiro de panela, grudava, queimava e sempre ficava mole. Até que descobri o microondas para fazer o bendito.
    1 lata de leite consensado, 3 colheres de sopa de chocolate em pó (eu uso o dos padres) e 1 colher rasa de manteiga(não gosto de margarina).
    Mistura bem, coloca no microondas,durante 6 minutos, a cada 1 minuto tira e mexe bem.
    No Final um brigadeiro , lisinho e no ponto perfeito.
    Dica: Use um refratario de vidro alto para evitar virar.
    Quando quero variar, colooco 1 colher de amarula, nutella ou de ovomaltine
    Experimenta e me conta.
    Bjs

  16. Mari, tb era uma negação no tal do brigadeiro de panela, grudava, queimava e sempre ficava mole. Até que descobri o microondas para fazer o bendito.
    1 lata de leite consensado, 3 colheres de sopa de chocolate em pó (eu uso o dos padres) e 1 colher rasa de manteiga(não gosto de margarina).
    Mistura bem, coloca no microondas,durante 6 minutos, a cada 1 minuto tira e mexe bem.
    No Final um brigadeiro , lisinho e no ponto perfeito.
    Dica: Use um refratario de vidro alto para evitar virar.
    Quando quero variar, colooco 1 colher de amarula, nutella ou de ovomaltine
    Experimenta e me conta.
    Bjs

  17. Mariana!!! Amo sua coluna do ZH. Ela é prática, bem-humorada, criativa e leve. As histórias, então, são hilárias. E a presença do teu cãozinho, o máximo. Saibas que tinha tentado, alguns anos, fazer o tal do negrinho de panela. Foi um desastre. Aí descobri que era muito prático no micro-ondas. Meu filho, um apaixonado por este docinho, que tem 18 anos, foi enjoando e reclamando que não ficava mais gostoso. Uma noite dessas resolvemos fazer na panela. Entrei na internet e pesquisei uma receita para tirar dúvidas. Era a minha primeira vez. Ficou muito gostoso!!!! Não desista!!! Você conseguirá fazer o brigadeiro. Hã!!! Não deixe o Bento com água na boca. Bjão. Continue nos alegrando com seus textos!!!!

  18. Mariana!!! Amo sua coluna do ZH. Ela é prática, bem-humorada, criativa e leve. As histórias, então, são hilárias. E a presença do teu cãozinho, o máximo. Saibas que tinha tentado, alguns anos, fazer o tal do negrinho de panela. Foi um desastre. Aí descobri que era muito prático no micro-ondas. Meu filho, um apaixonado por este docinho, que tem 18 anos, foi enjoando e reclamando que não ficava mais gostoso. Uma noite dessas resolvemos fazer na panela. Entrei na internet e pesquisei uma receita para tirar dúvidas. Era a minha primeira vez. Ficou muito gostoso!!!! Não desista!!! Você conseguirá fazer o brigadeiro. Hã!!! Não deixe o Bento com água na boca. Bjão. Continue nos alegrando com seus textos!!!!

  19. Pois é, Mariana. Fazer brigadeiro sempre foi um problema pra mim. Por mais que eu mexesse, sempre ficava cheio de bolinhas. Aí comecei a fazer no micro. É muito mais fácil. Coloca os ingredientes em uma vasilha de vidro (não pode ser muito baixinha pra não trasnbordar), mexe e coloca 3 minutos no micro. Tira, mexe novamente e coloca mais 3 minutos. Vai ficar horrível quando tirar, parece que não dará certo. Mas, é só mexer bastante e pronto: um brigadeiro lisinho, perfeito e delicioso! Agora pode ganhar dinheiro, né Bento?

  20. Pois é, Mariana. Fazer brigadeiro sempre foi um problema pra mim. Por mais que eu mexesse, sempre ficava cheio de bolinhas. Aí comecei a fazer no micro. É muito mais fácil. Coloca os ingredientes em uma vasilha de vidro (não pode ser muito baixinha pra não trasnbordar), mexe e coloca 3 minutos no micro. Tira, mexe novamente e coloca mais 3 minutos. Vai ficar horrível quando tirar, parece que não dará certo. Mas, é só mexer bastante e pronto: um brigadeiro lisinho, perfeito e delicioso! Agora pode ganhar dinheiro, né Bento?

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.