Gourmetização das coisas

Dia desses andei pensando alto e minha voz desabafou: “Não aguento mais essa mania de food truck”. Para minha surpresa, quem estava na volta concordou no ato.

bento1MENOS EU

4oliviaBENTO NUNCA CONCORDA COM ELA

Vamos combinar que a moda de food truck passou um pouco do ponto. Está uma overdose.  Já estão alugando food truck até para festas de casamento (o que não deveria causar qualquer espanto, já que festa de casamento virou sinônimo de pirotecnia). Tudo agora é food truck.

ze-simao1TUCANARAM A CARROCINHA, MARIANA!

Food truck é a repaginação das carrocinhas que sempre existiram, mas foi recebido neste ano de 2014 como a última descoberta do planeta Terra. Food truck existe desde os meus tempos de guria em Bagé. Saíamos esfomeadas das festas de madrugada, pedíamos um Xis Coração na carrocinha da esquina e sentávamos encantadas na calçada.

happystickpersonbyproudnana26-d362dgcA GENTE ERA FELIZ E NÃO SABIA

Estrogonofe com batata palha era o ápice do prato fino. Hoje em dia, temos que lidar com cardápios que oferecem “cuisses de grenouilles em espuma de kinkan com pistache” e fazer cara de paisagem, como se fosse a coisa mais normal do mundo.

intelligent-woman-with-great-smileAH, TÁ…

Dia desses, assisti a um programa cômico no YouTube que faz uma paródia a respeito desta realidade que estamos vivendo de cardápios engomados, pratos com nomes impronunciáveis, apresentação impecável e preços cada vez mais elevados. O programa apresentou a personagem Julia, que lutava para curar-se de um vício que já ganhou até nome.

shouting-womanGOURMETDEPENDÊNCIA

Julia conta que começou experimentando um petit gateau por influência dos amigos. “O nome me atraiu bastante”, confessa. Ela, então, levou a gourmetização para todos os lanches e refeições. “No cinema, só como pipoca gourmet”. E admite: “Sou uma gourmet dependente”. A ironia fica ainda mais afiada: “Ouvi dizer que agora tem um pão com manteiga gourmet e fiquei com vontade de experimentar”, ela comenta.

bread_729-420x0COMO SE GOURMETIZA ISSO?

O texto cômico do programa diz que a gourmetdependência causa um aumento repentino dos gastos mensais do viciado – e é na Gourmetlândia que sobrevivem pessoas que abdicaram de tudo, viciados que gastam seus salários comendo pão de queijo gourmet e chocolate belga. A gourmetização está onde a gente menos espera, avisa o apresentador da atração. “Antes eu comia em qualquer carrinho de rua. Agora é só food truck mesmo”, debocha outro personagem viciado do programa.

mulher-questionando1-202x300O QUE TEM NOS FOOD TRUCKS, MARIANA?

Como diria José Simão, a tucanização do Xis. No último que frequentei, havia hambúrguer com chutney de manga, queijo de cabra e abobrinha grelhada no azeite com pimenta dedo de moça e ceboulete ou hambúrguer de picanha e gorgonzola, queijo gruyère, crispy de bacon, abacate, tomate caqui, cebola assada, alface americana emincé e maionese especial.

mulher-blusa-vermelha-nao-quero-ver2AGORA ME DIGAM SE VIVER JÁ NÃO FOI BEM MAIS SIMPLES?

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.