Alho: a cura para todos os males

Estou virada numa sedentária. Cheguei naquele ponto em que o trabalho passou a cobrar tanto de mim que me perdi nos horários e não consegui mais fazer nenhum tipo de exercício. Até minha amada ioga está esquecida – justo ela que me dá tanta força física e também espiritual. A conclusão nesta manhã de terça-feira é que não dá pra continuar assim. Após um mês e meio sem tirar o traseiro da cadeira em frente ao computador, me dei conta de que preciso tomar uma providência neste sentido.

Minha mãe e minha irmã estão fazendo treino funcional em casa duas vezes por semana. Na casa da mãe. No pátio, melhor dizendo. Que felicidade, hein? Mãe e filha poderem fazer um treino funcional juntas no pátio ensolarado de casa com todos os cachorros na volta. Quando eu digo que a felicidade se encontra nas coisas simples da vida, este é um rico exemplo.

mulher chorandoEU NÃO POSSO FAZER COMPANHIA

O horário é inviável para mim. Terças e quintas às 14h. Elas criaram toda uma rotina especial de trabalho/almoço nesses dois dias. Mas meus horários são mais loucos e não posso me comprometer em estar com elas às 14h de terças e quintas. Semana passada, falávamos sobre exercícios e falta de tempo. Eu me lamuriava de estar parada e tal, de estar me sentindo em um redemoinho sem saber como sair do lugar.

Fiz uma aula experimental de ioga na Bijam em agosto, pois vi que é a única escola de Porto Alegre que tem as modalidades que eu curto. Mas saí de lá com a certeza de que o melhor ainda é praticar sozinha no meu quartinho de casa. Consigo me conectar melhor e os exercícios são os mesmos que eu sei de cor. Esteira eu também tenho. Então comentei com a mãe e com a Lulu: “O que vocês acham? Se eu tenho esteira e faço ioga sozinha, acho que não preciso me comprometer com nenhuma outra aula em nenhum horário neste momento em que está tão difícil para mim conseguir horários na vida, né?”

mulher-de-boca-abertaCLAAAAARO!!

“Claro, Mari”, disse a Lulu.
“Claro, minha filha”, concordou a mãe.
Mas então a Lulu fez um adendo: “Olha só: por que tu não vê com o Luiz, nosso professor, se ele não tem um horário para ir na tua casa? O tempo que tu perderia te deslocando de um lugar a outro, tu ganha já te exercitando em casa. E o melhor: com o Bento perto”.

httpwpclicrbscombrporaifiles201212bob-esponja-okgifÓTIMA IDEIA, LULU!

Então, estou neste momento de esperar um horário do Luiz. E com a certeza de que, pelo menos até o fim do ano, minha rotina de exercícios será entre as quatro paredes do meu lar doce lar. Comecei a falar sobre tudo isso porque recebi uma informação bem útil em termos de gastronomia funcional do esporte. Começa na próxima quinta-feira em São Paulo, organizado pela VP Consultoria Nutricional, o X Congresso Internacional de Nutrição Funcional, em que pesquisadores do Brasil, da Europa e dos Estados Unidos debatem os avanços da nutrição funcional.

Coxinha Nerd_1efee4b079be93bb5a2aef64ab58fc17A CHEF LIDIANE BARBOSA É UMA DAS PALESTRANTES

Lidiane Barbosa vai abordar o papel da gastronomia funcional aplicada ao esporte como estratégias nutricionais para prevenção de lesões, melhor forma de aproveitamento dos nutrientes pelo organismo, combinações que podem otimizar os resultados com os devidos conhecimentos científicos, bioquímicos, fisiológicos e na técnica dietética correta ou seja, forma de cocção adequada.

03-por-ai-mulher-gritando5EU QUERIA MUITO ASSISTIR À PALESTRA!

Olha um exemplo interessante que será abordado pela Lidiane: o alho, um superalimento funcional, se for refogado por muito tempo perde seus aspectos funcionais. Só restarão fibras e sabor. Ao passo que, se incluirmos ele no final da preparação, triturado ou macerado, suas propriedades passam a ser absorvidas pelo organismo, ótimo contra a hipertensão também é um excelente bactericida, ajuda no extermínio nas bactérias malignas do intestino e combate o câncer gastro intestinal.

03-por-ai-mulher-gritando5FAÇO TUDO ERRADO COM O ALHO!

Segundo a nutricionista Eneida Ramos, a melhor forma de consumir o alho para aproveitar suas propriedades é triturar, amassar ou picar o alho e deixar 10 minutos em repouso antes do preparo. “O alho cozido não possui os mesmos efeitos do alho in natura. Como os princípios ativos do alho são muito sensíveis ao calor, recomenda-se o consumo do alho na sua forma crua”, diz Eneida.

bento1IMAGINA O BAFO

Uma sugestão é utilizá-lo picado na salada, no molho da salada, ou em sanduíches. Uma forma de facilitar a assimilação dos princípios ativos do alho é dissolvê-lo em um pouco de azeite de oliva. A quantidade recomendada é um dente de alho grande ou dois pequenos por dia.

bento1TU VAI ADERIR?

Acho que não custa, né? Estamos falando de saúde, afinal.

bento1PRECISO DE UMA MÁSCARA DE OXIGÊNIO URGENTE

Encontrei uma reportagem bem interessante sobre os benefícios do alho e da cebola. Na reportagem, querido animal, entre outras coisas, estão os segredinhos para não ficar com bafo e também para tirar o cheiro de alho das mãos.

Olha!

Compartilhar
Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.