Sutura Silhouette: a plástica sem cortes que é uma tentação

Mês passado, estive no consultório da minha dermatologista para reavaliação de algumas questões de pele – e ela me atualizou sobre os novos procedimentos estéticos. A questão é que puxei ao meu pai e tenho a pálpebra superior do olho meio caidinha. Meu amigo David Coimbra costuma dizer que tenho um olhar melancólico, meio de tristeza. Eu respondo que é muito fruto do formato do meu olho. A questão é que isso não me incomodava tanto aos 20 anos como começa a incomodar agora – e eu não vou escapar em breve de uma cirurgia de correção. Em alguns casos, essa característica da pálpebra caída acaba por atrapalhar a visão e, portanto, o procedimento, que num primeiro momento é considerado estético, vira questão de saúde coberto por alguns planos, sabiam disso? Pois eu não sabia.

:Cicatricure, Dr. Selby, Bio-Oil: o veredito da dermatologista sobre minhas últimas aquisições

Tenho muito, muito medo mesmo de fazer qualquer intervenção no rosto. Não faria a não ser por questão de saúde mesmo. O que minha dermatologista mostrou é que aparecem dia a dia opções menos invasivas – e uma delas leva um nome aparentemente elegante: Sutura Silhouette, uma opção para quem acha cedo para entrar na faca e tem medo de plástica. Minimamente invasivo, é feito com a inserção de um fio entre a pele e a camada de gordura subcutânea, reposicionando e redefinindo contornos de pescoço e rosto – especialmente da mandíbula. Também levanta a sobrancelha e as bochechas, melhorando o aspecto de rugas e flacidez.

Sutura-Silhouette-1LIFT COM FIO
Encontrei essas imagens para ilustrar um pouco o que a doutora Glades me explicou. O fio é colocado de forma subcutânea e promove o tal efeito lift da levantadinha. No meu caso, seria para a região da imagem da esquerda, das pálpebras

Sutura-silhouette-22Outras regiões em que é indicado realizar o procedimento, o que ainda não é o meu caso, obrigada, Senhor!

A Anvisa liberou no final de 2013 que o procedimento fosse realizado no Brasil.  O fio é composto de ácido polilático (PLA), um polímero completamente absorvível, por isso o efeito é extremamente natural, me explicou a doutora Glades. A colocação dura 40 minutos e é feita em consultório, com anestesia local e sem cortes. Pequenos furos são realizados em pontos estratégicos do rosto com uma agulha intramuscular que conduz o fio até a camada de gordura e o acomoda ao longo do tecido. O efeito de lifting é imediato e discreto, por ser resultante da compressão e elevação do tecido no momento em que a sutura é ajustada. Após inserir a sutura, o médico aplica uma leve pressão na área do tratamento. Desta maneira, emodela a superfície da pele, deixando-a visivelmente mais lisa.

Olha!

p.txtANTES E DEPOIS DOS FIOS
Encontrei essa imagem e achei que o senhor não ia se importar de servir de exemplo para as leitoras. Olha que diferença do antes e depois na região da mandíbula!!

O efeito regenerativo é gradual e natural: o ácido polilático (PLA), principal componente do Sutura Silhouette, é um polímero conhecido há muitos anos na medicina (fios de sutura, pinos ortopédicos e parafusos e pregos para fraturas ósseas são todos feitos de PLA). Tais aplicações foram desenvolvidas porque este polímero em particular é biocompatível com seres humanos, além de ser totalmente biodegradável. Após a aplicação da sutura, o ácido polilático começa a agir nas camadas mais profundas da pele e ajuda a aumentar o volume nas áreas flácidas e devolve gradualmente ao rosto o seu perfil e de uma forma perfeitamente natural. Se eu me decidi por fazer? Olha, apesar de ter achado a história toda incrível, não. Ainda não.

bigstock-Frightened-and-stressed-young-41736385PRECISO MELHORAR A AFLIÇÃO

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.