Wok no jantar: porque sonhar não custa nada!

No dia 24 de dezembro de 2008, fiquei noiva do meu atual marido. Naquele Natal, dei de presente a ele uma panela de wok da Tramontina junto com um livro de receitas intitulado O Livro Essencial do Wok.

Olha!

GRD_1508OI, BONITÃO!

Casamos no dia 10 de abril de 2010 e mudamos para nosso lar doce lar. Pergunte-me, cara leitora, quando foi que meu respectivo marido preparou um prato de wok para sua adorada, amada e idolatrada esposa em sua linda panela de wok e tendo como inspiração uma das receitas de seu magnífico  livro de wok?

screaming-womanNUUUUUUNCAAAAAAAA!!!!

Sabe o que é isso? Nunca. N.U.N.C.A. Nun-ca.
Eu confesso que havia esquecido que existia a tal panela de wok. Pois esta semana, após o domingo de feijoada de Dia das Mães aqui em casa, em que acordei na segunda-feira completamente intoxicada de tudo, redescobri a dita cuja. Foi em um momento de pensamento comigo mesma: “Preciso fazer um detox. Preciso dar um tempo em carne. Preciso me alimentar só de vegetais e frutas”. Foi quando abri o armário das panelas da cozinha, me ajoelhei e lá jazia a coitada da panela esquecida.

Olha!

panela_wok_tdcLINDA, VAI DIZER?
Custou uma banana a belezinha!

Fui dar uma olhada e hoje está custando em torno de R$ 800.

panelas_decorativas_f_023DE OUTRO ÂNGULO!
Nesta foto aqui embaixo, ela aparece aberta. Reparem que tem a grelha e o cesto – tudo desmontável. Portanto, dá para cozinhar massas, legumes e carnes.

Olhei para ela esquecida no armário e me adonei. Pois agora ela pertenceria a mim – e eu, apenas eu, resolveria o que fazer na “minha”panela. Lembrei da temporada em Barcelona, do tempo em que me vi sozinha na Europa sem dinheiro e sem saber fritar um ovo. Dizem que a gente cresce na adversidade, não é mesmo? Pois legumes no vapor me fizeram crescer – e muito.

bento1FORAM DOIS ANOS DE LEGUMES NO VAPOR

Na segunda-feira à noite, estava eu trabalhando quando meu respectivo marido mandou uma mensagem:
– Vai demorar? – quis saber.
– Mais meia hora – respondi.
– Ideia de janta? – ele quis saber.
– Legumes no vapor – respondi.- Uau! Quer que eu vá ao super comprar os legumes? – ele se ofereceu.
– Não precisa. Saio daqui e vou direto – respondi.

angry-woman-1COMPRAR MEUS LEGUMES PARA FAZER NA MINHA PANELA, OUVIU BEM?

angry-woman-300x205MINHA PANELA

Comprei brócolis, couve flor, berinjela, shitake, shimeji, cenoura, ervilha torta, couve de bruxelas, aspargos, mandioquinha, abobrinha. Lavei, cortei e simplesmente coloquei tudo em cima do cesto, com água, claro, no fundo da panela – para cozinhar no vapor. Entenderam? Não foi wok que eu fiz, pois não refoguei nada na panela. Coloquei água na panela, coloquei o cesto em seu lugar e os legumes no cesto. A grelha eu deixei de lado. Tampei a panela e fui colocar o pijama. Uns 15 minutos depois, tcharan!! Estava pronto o jantar.

woman-yelling-istock-de20E AS FOTOS, MARIANA?

Pois é, pra variar não fiz fotos. Mas o que aconteceu foi que dividi tudo em dois pratos, coloquei sal marinho, shoyu, azeite e queijo ralado na mesa e com isso os legumes ao vapor foram temperados. Ficou sensacional! E nada engordativo. A mais maravilhosa lembrança que tive nos últimos tempos de opção para um jantarzinho leve de outono-inverno. Obviamente, para fazer legumes ao vapor não é preciso investir nesta super-mega-blaster panela de wok. Com um escorredor de massa de inox e uma panela este jantar é possível. Mas como eu sou uma eterna romântica, continuarei sonhado que meu marido, sete anos depois de seu magnífico presente, me espere um dia com um delicioso prato de wok à luz de velas.

bento1COITADA

mulher-assustada-jpeg2VOU ESPERAR SENTADA?

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

1 Comentário

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.