O carão do Ashton e outras tendências

Muito bem, tinha escrito esta matéria para a edição impressa de ZH desta segunda. Mas o espelho estava apertado e… não coube.. Snif! Então, reproduzo aqui, com a ajuda da querida Gabi Chanas, que escolheu com carinho todas as fotos.


O sábado e o domingo somaram 10 desfiles com as propostas para o inverno 2012 do SPFW. Juntando-se aos outros 19 apresentados desde a estréia do evento, na quinta-feira passada, já é possível apontar algumas das principais tendências para a próxima temporada.

Reinaldo Lourenço fez o desfile mais brilhante do sábado. Armou todo um clima gótico, com uma impactante trilha-sonora, para mostrar uma coleção inspirada na Catedral de Notre Dame, que completa 850 anos em 2013. E algumas tendências estiveram presentes na passarela do estilista, como as transparências e o mix de texturas na mesma peça (por exemplo: um vestido confeccionado com seda, couro e veludo).

O veludo, aliás, é o tecido-chave do inverno em inúmeras variações, incluindo o festejado veludo molhado. A Huis Clos desenvolveu uma coleção linda e minimalista tendo o veludo de seda e a malha de lã como base para as peças. Os looks em veludo bordô e verde-água foram um dos altos momentos do desfile.

Uma infinidade de brilhos e bordados também compõe a moda do frio. Até a Cavalera, uma marca bem street wear levou essa novidade para o seu guarda-roupa. E levou outra tendêndia bastante forte: o contraste de materiais, colocando em cena a leveza e a transparência do tule usado, por exemplo, com couro pesado. A Ellus também apostou bem forte nesta vertente em uma coleção inspirada no universo dos vikings e do heavy metal.


Expert em alfaiataria masculina, Mario Queiroz aventurou-se lindamente – e pela segunda vez – no mundo da moda feminina. E sugeriu peças utilitárias, como casacos que viram jaquetas, muito bem-vindas. Da passarela do estilista, outra forte tendência se fez ver: os conjuntinhos, tão festejados nas semanas de moda internacionais e que agora desembarcam por aqui.

O domingo terminou com o garoto-propaganda internacional da Colcci, o ator Ashton Kutcher (agora ex-Demi Moore) sentado na primeira fila do desfile.  E com a top Alessandra Ambrósio, grávida de cinco meses do segundo filho – e a imagem feminina da grife -, mostrando as propostas da marca para quando os termômetros caírem.

E agora os desfiles do dia, começando com CAVALERA que apresentou sua coleção na Estação da Luz.

A Cavalera é uma clara grife de streetwear e soube mostrar esse DNA associado a tendências que são muito pulsantes no inverno, como os bordados. O ponto alto do desfile na minha opinião foram os looks com bordados. Lindos.
E outra tendência, a saia míni, esteve muito presente.
JEFFERSON KULIG

Gosto muito do trabalho de pesquisa desse estilista em descobrir novos materiais. Desssa vez, ele buscou a interação entre vida urbana e natureza. É a tecnologia dos novos tecidos ligada a uma pegada esportiva e um tanto romântica que fez toda a diferença. Flores vazadas confeccionadas em sete materiais diferentes – entre eles tela metálica e trama de aço – adornaram roupas e acessórios.
FH POR FAUSE HATEN
Faude fez uma ode ao tropicalismo e suas cores. Estampas de folhas e folhagenes, o verde muuuito presente e uma homenagem ao Havaí, segundo ele. Muitas transparências, muuuitos bordados e paetês, placas de metal e miçangas e aplicações lindas de pequenas flores.
Paetês para eles também.
JULIANA JABOUR

Uma das minhas grifes preferidas, Juliana Jabour fez um desfile que foi um deleite, com vááááárias peças-desejo, como esse vestido ultra feminino com bordados estratégicos. O inverno de Juliana veio inspirado no road movie Viagem a Darjeeling, de Wes Anderson, que fala sobre a viagem de três irmãos à Índia.
Olha esse look! Não é lindo? Eu amei! As cores têm nomes todos especiais, como açafrão e papaya, e a silhueta remete aos anos 20, mostrando uma das marcas registradas de Juliana: a cintura lá embaixo. Nos pés, apareceu uma parceria de Juliana com a Shoestock que já virou item de desejo entre as fashionistas: botinha com salto interno, uma graça.
COLCCI
Devo confessar que não sou das mais entusiasmadas com os desfiles da Colcci, e esse culto a celebridades me incomoda um pouco. Mas fui surpreendida positivamente. Gostei muito da coleção, adorei os shortinhos usados com tricô, como mostrou Alessandra Ambrósio, que arrancou gritinhos da plateia numa clara herança de Gisele Bundchen. Muito bacanas também a série de saias lápis.
Mão na barriga de cinco meses de gravidez fazendo a onda de celebrity na passarela….
E Ashton Kutcher, o garoto-propaganda da marca, que só entrou na sala de desfiles quando todos já estavam sentados, foi acossado pelos flashes. Estava com uma cara de poucos, pouquíssimos amigos. E quer saber? Ah, deixa pra lá!
Nesta segunda, SPFW continua com Gloria Coelho (este eu não vou Twittar, tá?), Maria Bonita, UMA, João Pimenta e Lino Villaventura.
Compartilhar
Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.