A roupa do bom-humor

Quem costuma ler meu blog conhece bem o horror que tenho das segundas-feiras. Não é força de expressão. É fato mesmo.

mulher doidissimaNÃO TEM CURA

000oliviaEU NEM CHEGO PERTO

bento clássicaEU NÃO TENHO MEDO DELA

Tudo na segunda-feira torna-se mais difícil – e aquela assombração de que a segunda está chegando começa tão logo o Faustão aparece em cena para desfilar seu repertório de figurino-aberração.

FAUSTAOALGUÉM MANDA ELE TIRAR ESSA CAMISA POR FAVOR?


FaustaojaquetaÔ LOCO MEU! 

                                                                                           BICHO cachorro Cruz CredoCRUZ CREDO!

Mais ou menos neste horário eu já estou afundada no sofá, com uma mantinha térmica nas costas, sofrendo de contratura muscular pelo fim de semana que termina e fazendo a contagem regressiva fatídica para a chegada da aterrorizante segunda-feira. Se sair da cama na segunda já é difícil, que dirá vestir alguma coisa. Li em algum lugar que, quando a gente está em dúvida sobre o que vestir, acaba optando por uma peça de roupa cinza.

enxaqueca classica
ISSO NÃO PODE SER MAIS EU!

Me vi alternando preto e cinza, cinza e preto nas segundas-feiras. Até que resolvi dar um basta. “Vou passar a usar algo divertido para levar a segunda-feira de forma mais leve”, pensei. “Será a minha roupa do bom humor”. Estreei com um moletom do Mickey.

mickeyOLHA!

Naquele dia já vivi uma segunda-feira diferente, menos pesada, mais livre, leve e solta. Desde então me tornei adepta da minha própria teoria. Só uso peças divertidas na segunda-feira, ou algum acessório inusitado, que faça com que eu “saia da curva”, sabe assim?

tiara-p--cabelo-rev-tecido-flor-grande-26930-33136-zoomCOMO ESSA TIARA DE FLOR!!

Qualquer coisa que possibilite me sentir diferente dos outros dias. Mas sempre algo pra cima. Fui pesquisar mais informações sobre essa influência da roupa no bom humor das pessoas. Encontrei uma pesquisa (adoro pesquisas!) da Universidade de Hertfordshire. Perguntaram a um grupo de cem mulheres o que elas preferem usar quando estão felizes e quando estão de mau humor ou tristes. Entre pontos interessantes e algumas bobagens, a pesquisa sugere que sim, nós podemos nos vestir para atrair alegria. Ou seja…

ShriekO MOLETOM DO MICKEY E A TIARA DE FLOR REALMENTE FUNCIONAM!

O ideal, diz a pesquisadora Karen Pine, é usarmos peças que nos divirtam e nos deixam felizes especialmente nos dias em que estamos tristes.

4oliviaA GENTE NÃO TEM ESSE PROBLEMA

bento clássicaÉ POR ISSO QUE VOU NASCER CACHORRO DE NOVO NA PRÓXIMA ENCARNAÇÃO

Agora atenção! A Lari Gargaro, nossa social media Donna, propôs o seguinte:
– Mari, vamos colocar no teu blog uma brincadeira.
– Qual brincadeira, Lari?
– Tu escreve assim: ” Quero saber de vocês: quem aí também tem uma ROUPA DO BOM HUMOR? Tirem uma foto no Instagram com a hashtag #RoupaDoBomHumor e vamos compartilhar as salvadoras de “bad TUDO day”. Ah, e não esqueçam de seguir a Donna no Instagram: @revista_donna

Então, eu vou obedecer a Lari!

03mulher-nova-gritando-feliz-thumb89432486Quero saber de vocês: quem aí também tem uma ROUPA DO BOM HUMOR?
Tirem uma foto no Instagram com a hashtag #RoupaDoBomHumor e vamos compartilhar as salvadoras de “bad TUDO day”.
Ah, e não esqueçam de seguir a Donna no Instagram: @revista_donna

baby-kissFAÇAM ISSO POR MIM?

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.
  1. Olá Mari, Olívia e Bento (primeiro as damas).
    Segue a duvida para vocês e o pessoal que comenta: o perfil no instagran precisa ser público para que a foto apareça? Porque o meu é restrito e quero participar.
    Bento, curtiu o passeio de hoje? Vi no instagran que você tava afirme dar uns “rolê” (umas “bandas”, não sei qual a expressão que está se usando, kkk)
    Beijos para vocês!

  2. oi maricota!!!!!!
    bah ja entrei no blog umas 5 vzs de sexta eté agora e nada…
    faz mta falta as tuas historias…
    o da zh eu ja tinha lido aki
    bjs e lambjokas no bentinho
    bom domingo

  3. Oi Mariana, assino a ZH de finais de semana, acompanho a tua página POR AÍ, tens umas tiradas muito boas! Essa de a segunda-feira começar no programa do Faustão é mortal pra muita gente. Quando li que tu fica afundada no sófá com contraturas musculares, pelo final de semana terminando e chegando a segunda, resolvi escrever. Tenho a solução para as contraturas, Thai Yoga Massage (ver no meu blog um vídeo), depois de uma sessão de uma hora, tu vai ver o Faustão com outra cara e as segunda se tornarão sextas. Arraste o seu sofá e tire a mesinha de centro e coloque colchonetes e me chame! Obs: Se ler esta mensagem antes de começar o Faustão, me chame!!!

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

InstagramInstagram did not return a 200.