Eu, leitora: “Não perdi apenas 23 quilos, mas aprendi a ser feliz comendo de forma saudável”

Uma mulher triste, sem brilho, escondida pelos cantos, com roupas que não vestiam, mas apenas disfarçavam uma silhueta com 23 quilos extras. Assim corriam os dias de Carmem Weizemann, 42 anos. Sem ela saber, não era apenas a saúde psicológica que havia colocado em risco devido ao aumento de peso, mas o metabolismo completamente desajustado. Era preciso dar um basta. Foi com o auxílio da filha, Maiara, que Carmem chegou a Magrass Moinhos e iniciou ali uma trajetória que mudaria para sempre sua maneira de encarar a vida e a relação com os alimentos.

Neste depoimento que serve como estímulo à superação, ela conta em detalhes sua história de paz com o espelho. Uma história cujas tintas podem fazer parte da vida de muitas mulheres reais, como todas nós.

carmem-antesCARMEM ANTES DO TRATAMENTO: 1m60cm; 95 quilos
“Sem saber, já havia colocado minha saúde em sério risco, com índice de gordura altíssimo”

carmem-depoisCARMEM DEPOIS DO TRATAMENTO: 23 QUILOS ELIMINADOS
“Aprendi a adaptar as receitas com ingredientes saudáveis, a fazer substituições e a comer certo para não voltar a engordar”

“Quando cheguei a Magrass Moinhos estava triste, com a minha autoestima lá embaixo. Já havia tentado várias dietas. Com algumas até emagrecia, mas sempre engordava tudo de novo. Meu pai, que estava com a saúde debilitada, havia morrido recentemente devido a complicações causadas pela hemodiálise. Enfim, vivia um momento péssimo. Procurando ajuda na internet, minha filha, Maiara, chegou à página da Magrass Moinhos no Facebook e me incentivou a procurar auxílio na clínica. Fez questão de marcar uma avaliação para mim. No final de janeiro, decidi começar o tratamento e encarar uma mudança que voltaria a me fazer feliz.

Na avaliação inicial, as profissionais tiraram as medidas e me pesaram. Eu estava com 95,2 quilos. Um absurdo para meus 1m60cm de altura. Sem saber, já havia colocado minha saúde em sério risco, com índice de gordura altíssimo. Não dava mais para postergar a decisão urgente de cuidar de mim, do meu bem-estar, da minha vida.

A partir dessa decisão, as coisas transcorreram de maneira super tranquila e sem qualquer sofrimento. Com as orientações das profissionais, especialmente da nutricionista, pela primeira vez na vida entendi como teria que funcionar uma reeducação alimentar. Foquei na tabela verde do exclusivo programa metabólico da Magrass. Ela contém os alimentos que posso ingerir sem nenhuma restrição.

“Foram-se os quilos e veio o aprendizado que é para a vida. Finalmente compreendi o que é comer direito, como posso nutrir meu corpo e ser alguém saudável”

A nutricionista, tão querida e compreensiva, até explicou que eu poderia intercalar a tabela verde com alimentos da tabela amarela, que são permitidos duas vezes por semana. Mas eu quis ser radical. Queria o melhor resultado no menor espaço de tempo. Não aguentava mais conviver com a pessoa que havia me tornado. A única dificuldade, confesso, foi abandonar por um período a cervejinha, que eu adoro. Mas até isso valeu a pena, sabia?

Ao final do tratamento, emagreci 23 quilos. Perdi 19,5 centímetros de circunferência abdominal. Mas o melhor, o melhor mesmo de tudo foi o aprendizado que eu levei para a vida: aprendi a comer direito, a nutrir o meu corpo e a ser alguém saudável. Já encerrei meu tratamento, mas sigo focada e frequentando a Magrass, pois meu desejo atual é perder mais peso e chegar aos 63 quilos.

“Se antes vivia escondida pelos cantos e vestida de qualquer jeito, hoje a vaidade aflorou e abrir o guarda-roupa tornou-se momento de máximo prazer”

Como já ultrapassei o período mais rígido do tratamento, me permito agora dar umas escapadas nos finais de semana. Mas isso não tira o meu foco. Com a segunda-feira, volta a reeducação alimentar. O importante é que aprendi a adaptar as receitas com ingredientes saudáveis, a fazer substituições e a comer certo para não voltar a engordar. Também pratico zumba três vezes por semana, o que me ajuda a perder peso e a ter mais disposição.

Às vezes, me olho no espelho e ainda não me vejo magra. Coisa da minha cabeça, claro. Minha filha puxa minhas orelhas: “Mãe, tu estás linda e magrinha!”. A frase dela é a senha que me traz de volta à realidade do espelho. Se antes eu vivia escondida pelos cantos, vestida de qualquer jeito e sem ânimo para me arrumar, agora a vaidade aflorou. Voltei a ser feminina, a curtir abrir o guarda-roupa, a experimentar mil possibilidades de estilo e combinações. A vida voltou a sorrir para mim, e eu devolvo esta bênção adquirida com auxílio e esforço com outro sorriso. Ou melhor, com uma sonora gargalhada”.

Carmen Weizemann, 42 anos, mede 1,60cm e pesava 95,2kg no início do tratamento na Magrass Moinhos. Perdeu 23 quilos e 19,5cm de circunferência abdominal.

LEIA TAMBÉM: A história de Laís Berlatto, 26 anos, que mede 1m59cm e pesava 64 quilos no início do tratamento. Perdeu 12 quilos e 12 centímetros de circunferência abdominal: http://marianakalil.com.br/beleza/saude/depoimento-ninguem-faz-ideia-de-como-e-dificil-emagrecer-mas-consegui-e-voltei-me-amar/

Magras Moinhos
Rua Eudoro Berlink, 50
Porto Alegre, RS
Tel. (51) 3024-2300
Facebook: https://www.facebook.com/magrassmoinhos/

*Publipost produzido com exclusividade para Magrass Moinhos

Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Sou escritora, jornalista, colunista da Band TV e Band News FM e autora dos livros "Peregrina de araque", "Vida peregrina" e "Tudo tem uma primeira vez". Sou gaúcha, nasci em Porto Alegre, vivo em Porto Alegre, mas com os olhos voltados para o mundo. Já morei em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Barcelona. Já fui repórter, editora, colunista. Trabalhei nos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil; nas revistas Época e IstoÉ e fui correspondente da BBC na Espanha, onde cursei pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona. O blog Mari Kalil Por Aí é direcionado a todas as mulheres que, como eu, querem descomplicar a vida e ficar por dentro de tudo aquilo que possa trazer bem-estar, felicidade e paz interior. É para se divertir, para entender de moda, de beleza, para conhecer lugares, deliciar-se com boa gastronomia, mas, acima de tudo, para valorizar as pequenas grandes coisas que estão disponíveis ao redor: as coisas simples e boas.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Minha jornada em busca da cura envolve três pilares: Ciência, Alegria e Fé. Hoje, especialmente, eles me abençoam com um dia muito especial. Obrigada. Mais uma vez, obrigada. Seguimos! 🙌🏻✨🙏🏻 #bepositive
  • Sobre amar e ser amada. ❤️
  • Ontem um menino que brincava me falou: hoje é semente do amanhã. Para não ter medo que este tempo vai passar; não se desespere e nem pare de sonhar. Nunca se entregue, nasça sempre com as manhãs. Deixe a luz do sol brilhar no céu do seu olhar. Fé na vida, fé no homem, fé no que virá. Nós podemos tudo, nós podemos mais. Vamos lá fazer o que será. #timetogohome #gonzaguinha
  • “Aqui, no entanto, nós não olhamos para trás por muito tempo. Nós continuamos seguindo em frente, abrindo novas portas e fazendo coisas novas. Porque somos curiosos - e a curiosidade continua nos conduzindo por novos caminhos. Siga em frente”. (Walt Disney)
  • Quem me conhece de toda uma vida sabe que palavrão é algo que não sai da minha boca de lady. Mas, né? Vamos combinar! 😂😂😂 #humor #bepositive
  • Baba, mami e meu bolinho de aniversário de 1 ano. Sempre com a certeza de ainda muitos e muitos outros de vida. ✨ Londres, 19/12/1973. #tbt❤️