Quimono é a peça perfeita para a meia estação! AMIGA MARI apresenta mil razões para vestir!

A gente sempre lembra da jaqueta perfecto, da jaquetinha jeans e do blazer de alfaiataria na hora de escolher algum agasalho de meia estação para colocar por cima da blusa, da camiseta ou da camisa. Apesar do quimono estar presente já há algumas estações e consolidar-se cada vez mais como peça clássica e atemporal do guarda-roupa, ele ainda é pouco lembrado. Não deveria ser assim. Confortável, leve, versátil, alto astral e ultra feminino, o quimono tem tudo para tornar-se a opção número um agora com a chegada da meia estação.

De origem oriental, Kimono quer dizer “coisa de vestir” em japonês e é o traje típico daquele país – por lá também conhecido como Kosode. Como trata-se de uma peça ampla, de mangas largas, o ideal é optar por um look mais justinho na hora de usá-lo. Para mostrar as muitas virtudes de um quimono e provar que um quimono sozinho faz verão, Amiga Mari vem apresentar ideias de estilo para incorporar já. Você vai se apaixonar por esta elegante companhia!

E antes de continuar, deixo sempre aquele convite pra ter tua companhia no Instagram. Já me segue? Então, vem! @mari_kalil

quimono_como_se_usa7QUIMONO + T-SHIRT BÁSICA + SHORT
Ele dá toda bossa a um look super básico que é o shortinho jeans e a camiseta branca. Por isso mesmo, na hora de usar quimono, o ideal é optar por peças neutras, já que ele é o grande protagonista do visual

quimono_como_se_usa8QUIMONO + LEGGING
Um charme e confortável! Look ótimo para uma saidinha à noite, vai dizer? O bacana do quimono com a legging é que ele cumpre perfeitamente um papel que a legging exige muito, o de ser mais comprido e tapar partes que não devem ser mostradas com legging nem sob tortura fora do ambiente da academia

kimono_margot robbieQUIMONO + VESTIDO
Margot Robbie, estrela de “A Lenda de Tarzan” e ícone de estilo, aderiu ao quimono no dia a dia usado de um jeito pra lá de informal. Na foto, por cima de um vestidinho preto

quimono_como_se_usa5QUIMONO + SAIA
Complementa o look camiseta + saia com perfeição, sobretudo peças de shape mais justinho, como esta saia de malha de cintura alta.

quimono_como_se_usa3QUIMONO + COURO
Julia Petit elegeu um visual que teria uma pegada toda rock/punk se combinado com jaqueta perfecto. Como a escolha recaiu para o quimono, acabou ficando super feminina. É também uma maneira de não sensualizar tanto, já que a calça de couro justíssima de cintura alta acaba tendo o bumbum escondido pelo quimono

quimono_como_se_usa2QUIMONO + JEANS
Dupla imbatível e que confere todo um colorido ao básico jeans e camiseta. Nos pés, sandália alta, scarpin, rasteira ou sapatilha. Fica lindo com qualquer um!

kimono _kendall jennerQUIMONO + TÊNIS
Kendall Jenner é adoradora de quimonos e sempre inova na hora de vestir, como nesta ocasião em que optou por calça de cintura alta e tênis branco

quimono_como_se_usa6QUIMONO NA PRAIA
A grande aposta do verão 2017 foi o uso do quimono como saída de praia – e esta tendência deve continuar, pois é super elegante em qualquer idade. Colorido, leve e cheio de estilo, cumpre mais do que bem a função, sobretudo na hora de deixar a areia para dar qualquer esticadinha depois

Veja outras ideias de estilo com quimono!

kimono1
Nas ruas das grandes cidades, o que mais se vê é quimono como aliado incondicional do jeans. Invista sem medo!
kimono2
Ele acompanha também looks de alfaiataria, sobretudo quando confeccionado com tecidos nobres, como este modelo de seda
kimono3
Fica um charme com calça flare de cintura alta e salto pesado
kimono4
Um lindo truque de estilo: amarrar as pontas do quimono (nem todos possuem este recurso) e desfilar outra tendência forte da estação: a ideia de vestido sobre jeans
kimono5
Quimono de veludo: o ápice da moda da temporada, já que veludo é hit em todas as peças do guarda-roupa. Neste caso, garante ótimo equilíbrio já que ajuda sofisticar a t-shirt
Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do site MK e colunista do programa Band Mulher e da rádio Band News FM. É também autora dos livros "Peregrina de Araque (2011), "Vida Peregrina (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona.

2 Comentários

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Né?!👌🏻#simplesassim #bekind
  • “Nunca mais me convida pra pegar praia em José Ignacio.” #gorda #reportergorducha
  • Dia de praia no @lachozademarparador. Viaja até José Ignacio, caminha na areia quente, procura guarda-sol, carrega geleira, sacola, mochila, faz reportagem para o Band Mulher e sorri pra foto! 🤣🐶
  • Bento envelheceu. Não foi do dia para a noite. Trata-se de um envelhecimento gradativo. Uma enfermidade aqui, uma coisinha crônica acolá – e há uns bons cinco anos vamos levando esses percalços da velhice com acompanhamento veterinário, exames de rotina, troca de medicações, mas sobretudo, com amor, cuidado, amizade, lealdade e fé. Neste último ano, mais precisamente nos últimos meses, Bento deixou de ser um cachorrinho vivaz, de olhos espertos e comportamento ágil para se transformar em um senhor de seus lá 95 anos (equivalente à idade humana) que requer uma série de cuidados e a minha presença e atenção 24 horas por dia. O diagnóstico complicou, como costumam complicar os diagnósticos à medida que a idade avança, e através do olhar do Bento eu enxergo diariamente o reflexo da finitude da vida. Não pode existir sofrimento maior para um dono de cachorro do que essa despedida diária. A cada dia, menos um dia. A cada dia, também uma surpresa. Um dia feliz, caminhando melhor, disposto, com apetite e sorrisos. No dia seguinte, sono, muito sono, xixi nas calças, olhar distante, cabecinha para o lado e alheio ao mundo ao redor. Um dia vivaz; noutro, senil. Deveria ser proibido pela natureza vivermos tal experiência. Bento significa para mim muito mais do que um dos meus grandes melhores amigos.
É meu companheiro de jornada por uma vida de altos e baixos, cheia de mudanças e reinvenções – e da qual foi testemunha ocular e grande conselheiro. Nos conhecemos quando ele tinha 30 dias de vida e desde então cruzamos oceanos até. O que eu quero que ele saiba – e o que eu sei que ele sabe – é que estarei sempre aqui. E hoje estamos aqui. E assim seguiremos juntos. Com sorrisos e mãos dadas. Até o fim. Porque a única certeza que temos é a de que o fim chega para todos nós. E com ele um novo renascer.🐶♥️🙏🏻 #bento #xerife #18anos #companheirodejornada
  • Muito havia ouvido falar de que filhos de nossas irmãs são nossos filhos também. Mas a teoria sempre só faz sentido quando a realidade se confirma. Quando João Benício nasceu, me tornei tia – e ser tia é o maior presente que um irmão e uma irmã podem nos dar. Ser tia é descobrir a maternidade de outra forma, é descobrir um amor que não sabíamos que existia. Quando me tornei tia, passei a enxergar as crianças sob outra ótica, com mais ternura e paciência. Passei a entender também a falta de paciência das mães em muitos momentos. Quando me tornei tia, passei a sentir mais saudade, passei a beijar e a abraçar mais. Passei a me preocupar mais com a humanidade, com o futuro, com o legado das pessoas e das coisas. Quando João nasceu, me tornei um ser humano melhor. Ser tia é amar profundamente uma pessoa que parece ter saído de dentro de nós. É encontrar tempo onde antes só havia falta de tempo. É segurar no colo, é não sentir dor no braço, é aguentar sem reclamar a dor nas costas. É deixar a garrafa de vinho e o Netflix de lado numa sexta-feira à noite para deitar ao lado de quem insiste em se manter acordado. Tias também são mães, são capazes de amar como mães. Tias são a segurança das mães de que, em qualquer ausência delas, amor é o que jamais faltará. Porto Alegre, agosto de 2015. #joãobenicio #amordatia #amordadinda
  • Gula é o desejo insaciável, além do necessário, em geral por comida, bebida. Pecado capital, viu Gorda?