MARI KALIL: Brinco Chandelier pega carona na tendência royal chic e volta à ordem do dia

A palavra vem do francês. Chandelier = castiçal. Não por acaso, os brincos chandelier, que também são conhecidos como “candelabro”, são a personificação do luxo e fortíssima tendência da estação. Há quem defenda seu uso apenas em ocasiões especiais, como noites de gala, festas luxuosas e tapetes vermelho. Ocasiões que exigem mais elegância e glamour, enfim. Não é o meu caso. Considero o modelo uma ótima companhia também para eventos de menor porte e formais. A papisa da moda Costanza Pascolato está comigo.

chandelier-costanzaCOSTANZA USA O CHANDELIER NO SEU DIA A DIA URBANO

Como se vê, não são peças discretas, apesar de existirem em vários tamanhos – este usado por Costanza é um dos maiores, acompanha toda a altura do pescoço. Possuem algumas características únicas, como o design bem detalhado. Tiveram origem no Império Romano e Bizantino. Eram os preferidos da nobreza europeia e também foram muito usados na Época Vitoriana, quando a moda era valorizar o estilo vintage.

chandelierA ATRIZ SOFIA VERGARA USA BRINCO COM SAFIRA NO RED CARPET
Ficam lindos com o cabelo preso

Os brincos do Globo de OuroOUTRO MODELO COM PEDRAS PRECIOSAS

chandelier-amalAMAL ALAMUDDIN, A SENHORA GEORGE CLOONEY
Ela é forte adepta deste modelo usado com o cabelo solto

Com o popularidade atual da realeza britânica, impulsionada pelo casal William e Kate Middleton e pelo casamento próximo do príncipe Harry com Meghan Markle em 19 de maio, o estilo royal chic vem ditando algumas modas – e é aí que entram os brincos chandelier, dividindo espaço com a estética street. Ah, mas eles só existem em ouro e pedras preciosas? Não. Eles também são feitos em versão bijoux e não deixam nada a desejar.

chandelierESTE É UM CHANDELIER BIJOUX
Super glamouroso e imponente

Gosto sempre de observar alguns itens antes de incentivar a aquisição deste ou daquele modelo de acessório, ou desta ou daquela peça de roupa. No caso do chandelier, preste atenção no seu tipo de rosto.

+ ESTILO: Qual o brinco ideal para o seu formato de rosto? Amiga Mari tira todas as dúvidas

Ele combina melhor com quem tem o pescoço alongado e o rosto não muito redondo. Outra dica para ficar atenta: o chandelier é o protagonista do look. Se for usar ele, é só ele. No máximo uma gargantilha do mesmo conjunto e em alguma ocasião mais formal.

chandelier-caraNO CASO DE CARA DELEVINGNE, O CONJUNTO COMBINA COM TRAJE DE GALA NO TAPETE VERMELHO

Separei mais algumas imagens de atrizes com seus chandelier para inspirar!

chandelier-angelina
ANGELINA JOLIE
chandelier-gpaltrow
GWYNETH PALTROW
chandelier-maria-fernanda
MARIA FERNANDA CÂNDIDO
chandelier-uma-thurman
UMA THURMAN
MICHELLE OBAMA
Compartilhar
Mari Kalil

Mari Kalil

Jornalista e escritora, Mariana Kalil é diretora de conteúdo do site MK e colunista do programa Band Mulher e da rádio Band News FM. É também autora dos livros "Peregrina de Araque (2011), "Vida Peregrina (2013) e "Tudo tem uma Primeira Vez" (2015), todos publicados pela editora Dublinense. Trabalhou das redações das revistas Época e IstoÉ Gente, dos jornais Zero Hora, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi correspondente da BBC na Espanha, onde cursou pós-graduação em roteiro, edição e direção de cinema na Escuela Superior de Imagen y Diseño de Barcelona.

Sem comentários ainda.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado

Utilize as tags HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Facebook

Instagram
  • Para estar junto não é preciso estar perto, e sim do lado de dentro. Estaremos te esperando, Chiquinho! Repost @chico_sperotto ♥️🐶🌞
  • • KARL LAGERFELD
10.09.1933 - 19.02.2019 🖤
•”Pense rosa. Mas não use".
•”Calça de moletom é sinal de fracasso. Você perdeu o controle sobre sua própria vida e comprou um moletom".
•”Eu acho tatuagem uma coisa horrorosa. É como viver o tempo todo em um vestido Pucci".
•”Meu maior luxo é não precisar me justificar para nenhuma pessoa.”
•”Gosto que tudo seja lavável. Eu mesmo, inclusive.”
•”Personalidade começa onde a comparação termina.”
•”As melhores coisas que fiz na minha vida, as vi nos meus sonhos. É por isso que tenho um caderno de rascunhos na minha cama.”
•”O politicamente correto, a preservação. Eu acho tudo isso extremamente chato.”
•”Coco Chanel jamais teria feito o que eu fiz. Ela teria odiado.”
•”Sou uma pessoa da moda e a moda não é somente sobre roupas. É sobre todos os tipos de mudança.”
•”Eu amo estar de passagem. Nasci em um porto, em Hamburgo. Então minha mãe disse: ‘É a porta do mundo, mas não é mais do que a porta. Portanto, já pra fora!’”.
#ripkarllagerfeld
  • - Dinda, entra no mar comigo?
- A dinda não gosta de mar gelado.
- Eu queria mergulhar com a dinda.
- Então a dinda vai te dar a maior prova de amor do mundo. E tu vai lembrar pra sempre, promete?
- Prometo, dinda.
E assim foi, e a lembrança eterna será de nós dois. #joaobenicio #amordadinda
  • Ensalada de Durazno: pêssego queimado, folhas verdes, queijo de cabra, pistache, cebola roxa e um molho vinagrete indescritível. Autor: @francismallmann @restaurantegarzon 👌🏻♥️🇺🇾 Detalhes no destaque do Stories
  • Leva um tempo até a gente perceber que por trás da figura de mãe existe também uma mulher como nós. Com gostos, desejos, anseios, vontades, expectativas, decepções. Não dizem que são nas viagens que a gente conhece profundamente a essência dos amores e amigos? Pois viagens também contribuem para aproximar mães e filhas no papel de duas mulheres adultas e companheiras. Em nossas viagens, mãe e eu convivemos com nossas imperfeições e fizemos mútuas descobertas – das profundas às mais comezinhas. Ela bebe pouca água; eu vivo com uma garrafa na mão. Ela critica a minha garrafa; eu critico a falta de água no organismo dela. Ela já planeja a Páscoa do ano que vem; eu ainda nem cheguei no próximo Natal. Ela não compreende a minha falta de planos; eu não entendo a ansiedade dela. Ela pensa em voz alta; eu reflito em silêncio. Ela diz pra eu falar alguma coisa; eu suplico que ela cale a boca por cinco minutos. Ela prefere o sol do meio-dia; eu prefiro o ar-condicionado. Ela diz que estou branca feito um bicho da goiaba; eu respondo que ela está laranja feito um nacho de Doritos. Agora estamos de novo aqui, juntas, em viagem, sentadas na grama da praça de José Ignacio. Que bom, né, mãe? Que bom que a vida nos concedeu este prazo para descobrir ainda a tempo o privilégio de passearmos juntas por aí e explorar como adultas esta delicada amizade — e o que existe de melhor em cada uma de nós. ♥️ #amordemãe #amordefilha #viajecomsuamãe
  • Né?! 👌🏻